• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.59.2019.tde-03022019-151559
Documento
Autor
Nome completo
João Ricardo Sanchez
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Favacho, Daniela Gonçalves de Abreu (Presidente)
Araujo, Elaine Sampaio
Calefi, Paulo Sérgio
Panossian, Maria Lúcia
Versuti, Fabiana Maris
Título em português
Aprendizagem de conceitos químicos num curso EaD: contribuições da Teoria da Atividade
Palavras-chave em português
Educação a distância
Química
Teoria da atividade
Resumo em português
Com a expansão da Educação a Distância (EaD), vários cursos tem sido oferecidos no formato digital, inclusive cursos superiores de Ciências. Em trabalhos anteriores, pautados na Teoria da Atividade de Leontiev, desenvolvemos Atividades Orientadoras de Ensino (AOEs) sobre identificação-separação de metais pesados e investigamos a potencialidade destas como proposta teórico-metodológica em um Curso presencial de Licenciatura em Química. A formação presencial em Química do pesquisador e a atuação como tutor junto ao curso EaD em uma Universidade Paulista, favoreceram a definição da questão central neste trabalho: na EaD, como essa atividade mobilizaria os estudantes em direção a aprendizagem do conhecimento químico?A fundamentação teórica deste trabalho baseia-se em trabalhos de Vigotski, Leontiev e Engeström. A pesquisa qualitativa foi a metodologia de pesquisa adotada, com destaque para a análise microgenética. O campo empírico foi o fórum de discussão virtual no qual as Atividades de Ensino (AEs) foram disponibilizadas. Este fórum na forma de AE foi desenvolvido com alunos da EaD em 7 cidades do Estado de São Paulo. Ao planejar a AE a distância, concentramos em não valorizar situações práticas experimentais como no Ensino presencial, pois na situação virtual, o aluno estaria sozinho durante o desenvolvimento da atividade e sem muitos recursos laboratoriais. Pudemos notar que a interação aluno-aluno foi menor na atividade a distância, pois a maior parte da discussão ocorreu a partir da interação com pesquisador/mediador.Os resultados evidenciaram que nos 8 grupos em que a AE foi desenvolvida, surgiram diversas palavras relativas aos temas estudados, direta ou indiretamente, e que o sistema de análise realizado apontou para importantes processos de elaboração conceitual, uma vez que alguns conceitos foram estabelecidos, outros foram questionados e refutados. No ensino presencial a aplicação da AOE teria sido analisada em maior parte do ponto de vista de cada indivíduo e acreditamos que esta caracterização tenha sido mantida na EaD. Todavia, as informações ou experiências sócio-culturais se mostraram mais evidentes no formato AE a distância em detrimento da AOE presencial
Título em inglês
Learning of chemical concepts in a Distance Education course: contributions of Teaching Activity
Palavras-chave em inglês
Activity theory
Chemistry
Distance education
Resumo em inglês
As the Distance Education (DE) becomes more popular many course are being offered in the on-line version, including Science degree courses. In previous papers, based on Leontievs Activity Theory, we developed Teaching Guiding Activities (TGAs) about the indentification-separation of heavy metals and investigated the potential of these TGAs as a theoretical-methodological proposal in a face-to-face Chemistry Teaching course. The researchers regular face-to-face Chemistry degree and his work as a monitor in the Distance Education course at São Paulo University helped defining this paper central question: in Distance Education, how would a TA engage students toward the learning of chemical knowledge ? The theoretical bases of this paper are the works developed by Vigotski, Leontiev and Engeström. The methodology used was the qualitative research, with focus on the Microgenetic Analysis. The empirical field was the on-line discussion forums, where the TAs were available. The TA/forum was developed with distance education students from 7 different cities in São Paulo State. When planning the TA-DE (TGA for the Distance Education), we focused on not having experimental practices as it is common in face-to-face courses because the student would be alone during the activity and would not have many laboratory resources. We could notice that in the distance activity the student-student interaction was not satisfactory as the participants would interact with the researcher/professor. The results made it evident that in the 8 groups, in which the TA was developed, several words appeared on the subjects studied, directly or indirectly, and that in the system of analysis carried out pointed to important processes of conceptual elaboration, some concepts were developed, some were questioned and/or refuted. At the face-to-face education the TA development would be analyzed mostly from the individual perspective and we believe that this characteristic was kept at the Distance Education. However, social-historical information or experiences were shown more during the development of the distance TA than in the face-to-face one
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-03-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.