• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2002.tde-19092004-220116
Documento
Autor
Nome completo
Lucia da Rocha Uchôa Figueiredo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2002
Orientador
Banca examinadora
Petean, Eucia Beatriz Lopes (Presidente)
Duarte, Geraldo
Pinto, Jussara de Mesquita
Título em português
Relaxamento: uma proposta de intervenção com gestantes hipertensas
Palavras-chave em português
Gravidez
Hipertensão Arterial
Relaxamento
Terapia Ocupacional.
Resumo em português
RESUMO A hipertensão arterial (H.A.) é um dos principais problemas de saúde pública. Pode-se considerar a hipertensão, para fins de diagnóstico, como sendo primária ou secundária. Entende-se por hipertensão primária aquela cuja causa é desconhecida e por hipertensão secundária, aquela cujas causas são conhecidas e acontece em decorrência de um ou mais fatores. A hipertensão arterial causa à saúde transtornos muitas vezes irreversíveis, quando se encontra associada a uma doença orgânica especifica, ou seja, a Toxemia da Gravidez. A H.A. acomete cerca de 10% das gestantes, podendo ser classificada como Doença Hipertensiva Específica da Gestação (DHEG) e Hipertensão Arterial Crônica Pré-Existente. Suas complicações mais freqüentes são: mortalidade materna, morte e prematuridade fetal. Os objetivos deste estudo foram verificar a possibilidade: de as gestantes hipertensas dominarem a tensão física e a ansiedade, por meio de um programa de intervenção com uso de técnicas de relaxamento, visando a um controle da P.A. e assim diminuindo os riscos de morbidade e mortalidade materno-fetal; de que tomem consciência de seu quadro clínico e das suas conseqüências para elas e o feto; de que conheçam a dinâmica familiar e de que avaliem a presença ou não de componentes ansiogênicos. Participaram 15 gestantes acima de 18 anos, divididas em três grupos: o primeiro (g1), composto por cinco gestantes diagnosticadas de DHEG, o segundo (g2), composto por cinco gestantes com diagnóstico de H.A. crônica e o terceiro (g3), denominado grupo controle no qual não foi realizado o procedimento de intervenção. Utilizaram-se prontuários médicos, roteiro de entrevista semi-estruturada, inventário de ansiedade traço-estado e técnicas de relaxamento. A análise dos dados da entrevista foi quantitativa e qualitativa, utilizando-se a análise de conteúdo. Constatou-se que as gestantes souberam que eram hipertensas a partir dos sintomas físicos e de gravidez anterior, não relataram nenhuma alteração emocional ao descobrirem a doença, não conheciam nada sobre hipertensão na gestação, não sabiam do risco e das possíveis conseqüências, mas sentiam medo do parto. Não há diferença significativa nos níveis de ansiedade traço-estado dos grupos HC e DH, antes e após o relaxamento. O uso da técnica de relaxamento como intervenção foi satisfatório, uma vez que houve diminuição da pressão arterial em 60% das gestantes participantes. Na análise dos níveis de Pressão Arterial, pré e pós-intervenção, encontrou-se que em quatro gestantes do grupo HC e duas do grupo DH houve diferença, pois os valores pós são significativamente inferiores aos valores pré-intervenção. Os resultados obtidos não nos possibilitam fazer generalizações, mas pode-se concluir que o uso do relaxamento como recurso terapêutico complementar ao atendimento medicamentoso foi eficiente, pois auxiliou as gestantes a enfrentarem as situações ansiogênicas e a manterem seus níveis de pressão arterial sob controle. Estes resultados evidenciaram a necessidade da elaboração e da implementação de programas de atendimento às gestantes de risco, realizados por equipe multidisciplinar para assim oferecer-lhes atendimento integrado e de acordo com suas necessidades.
Título em inglês
Relaxation: a proposal to intervene with hypertensive pregnant.
Palavras-chave em inglês
Arterial Hypertension
Occupational Therapy.
Pregnancy
Relaxing
Resumo em inglês
ABSTRACT The arterial hypertension (A.H.) is one of the main problems of the public health. One may consider it for final diagnosis as being primary or secondary. We understand as being primary the hypertension whose cause is unknown and as secondary those whose causes are known and happens in the decorrence of one or more factors. The arterial hypertension causes troubles many times irreversible ones to the health when it is asociated with a specific organic disease or, that is the toxemy of the pregnancy. The arterial hypertension attacks around 10% of the pregnant women being classified as Hypertensive Disease Specific of the Pregnancy and Pré-Existent Cronic Arterial Hypertension and being the most frequent the maternal mortality, the fetus death and prematurity. The objectives of this study were to verify the possibility of the hypertensive pregnants dominate the physical tension and the anxiety through na intervention program with the using of relaxing techniques aiming the control of the blood pressure and thus lessing the risks of the morbity and the maternal-fetus mortality to be taken into account about their clinic list and may evaluate the presence or not of the ansiogenic compounds. Fifteen pregnant women over 18 years old participated of the program divided into three groups: p1 compounded of five pregnants with diagnostic of the SHDG, p2 compounded by five pregnants diagnostic of the cronic A.H. and the third pregnant group nominated as the control group on which was not held any intervention procedure. Medical prontuaries were utilized, a route of a semi-structured interview an inventary of anxiety state-trace (traço-estado) and relaxing techniques. The analyses of data was quantitative and qualitative to the interview through the content analysis. It was observed that the pregnants knew they were hypertenses after their physical symptons and by the former pregnancy and when they discovered the disease they related no emotional alteration. They don't know anything about the gestation hypertension, they don't even know how to inform about the risks and the possible consequences but they fear the parturation.there is no significant difference in the levels of the anxiety state-trace (traço-estado) of the groups CH and DH before and after relaxing. The use of the relaxing technique was satisfactory as an intervention as there was a lowing of the blood pressure into 60% of the participating pregnants. In the analyses of the arterial pressure pre and post-intervention was found that into four pregnants of the group CH and two of the group HD there was a difference because the post values are signantly inferior to the pre-intervention ones. The getting results don't allow us to make generalizatios but, we can conclude that, the using of relaxing as a therapeutic complementary resource to the medical attending was efficient because it helped the pregnants to face the ansiogenic situations and to keep their blood pressure levels under control. These ansiogenic results evidenciated the need of elaboration and implementation of the attending programs to the risk pregnants held by a multidisciplinary group to offer them a complete broadly attending to their needs.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
luciadissert.pdf (523.85 Kbytes)
Data de Publicação
2009-09-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.