• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.59.2012.tde-18122012-105739
Documento
Autor
Nome completo
Luciana Pereira de Lima
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Silva, Ana Paula Soares da (Presidente)
Barbosa, Ivone Garcia
Oliveira, Zilma de Moraes Ramos de
Pasuch, Jaqueline
Silva, Isabel de Oliveira e
Título em português
A relação entre a educação infantil e as famílias do campo
Palavras-chave em português
Educação do campo
Educação Infantil
Família
Pré-escola
Rural
Resumo em português
A relação dialógica e de proximidade entre a Educação Infantil e as famílias do campo é considerada necessária ao atendimento à criança de 0 a 6 anos, em espaços coletivos. No contexto rural, tal relação pode ser atravessada por diferentes elementos que precisam ser compreendidos por aqueles que almejam uma Educação Infantil no campo voltada à sua realidade e às características de suas crianças e famílias. Diante do reduzido número de estudos na área, realizamos a presente pesquisa que teve como objetivo investigar as significações de profissionais da educação e famílias do campo sobre a relação entre a Educação Infantil e as famílias do campo. Partimos da hipótese de que as significações que compõem o universo semiótico das profissionais e das famílias partilham elementos gerais da matriz sócio-histórica, mas que a relação diferenciada no e com o rural e suas condições materiais de existência circunscreve também diferentes possibilidades de significações, em relações de proximidade e distanciamento. A pesquisa foi realizada em um município de Minas Gerais que possuía 13 Escolas que ofereciam Educação Infantil no campo. Em um primeiro momento da pesquisa, foram realizadas visitas às 13 Escolas, nas quais realizamos observações e entrevistas com 13 gestoras. Os dados construídos nessa fase foram analisados e utilizados para selecionar a Escola que foi foco da pesquisa e que atendia crianças no Ensino Fundamental e na Educação Infantil. Em um segundo momento, tivemos como participantes profissionais desta Escola (1 diretora, 2 vice-diretoras, 1 pedagoga e 2 professoras) e famílias (1 morava em assentamento rural, 2 em casas de uma indústria e 2 em fazendas). Os instrumentos utilizados para a construção dos dados foram: observações e entrevistas. As observações foram realizadas na Escola e nas residências das famílias, e as entrevistas foram realizadas com as 5 famílias e as 6 profissionais da instituição escolar. Para a construção, apresentação e análise dos dados, baseamo-nos na perspectiva teórico-metodológica da Rede de Significações. O material foi sistematizado e analisado em 5 eixos temáticos, a saber: 1) Educação Infantil como (não) demanda das famílias; 2) Objetivos da Educação Infantil no campo; 3) Instrumentos da relação Escola e família; 4) Relação Escola e família e distâncias geográficas no campo; 5) Situações problemáticas na relação Escola e família. A análise dos dados mostrou que a relação diferenciada de profissionais e famílias com o rural contribuía para a construção de significações pelas participantes marcadas por movimentos de aproximações e distanciamentos e que iam ora em direção a elementos da matriz sócio-histórica, ora a elementos da concretude do campo. Identificamos que a relação entre as instituições escolar e familiar no campo investigado era constituída por elementos por vezes semelhantes e por vezes distintos dos encontrados no contexto urbano e em outros contextos rurais. O tipo de rural e suas características geográficas e econômicas, as diversidades das famílias, suas demandas e concepções, as relações de trabalho no campo, as condições de vida parecidas e/ou distintas das urbanas são elementos evidenciados nesta pesquisa e que atravessam a relação Escola e família. As concretudes e características de cada rural, e suas (des)continuidades com outros contextos, emergiram como importantes aspectos a serem considerados e compreendidos por profissionais, gestores e instituições que almejam a melhoria da relação entre a Educação Infantil e as famílias do campo.
Título em inglês
The relationship between early education and rural families
Palavras-chave em inglês
Early Childhood Education
Education in Rural Area
Family
Preschool
Rural
Resumo em inglês
The dialogic relationship and closeness between families and early childhood education in rural area is considered necessary when referring to child 0-6 years in collective spaces. In the rural context, such relationship can be traversed by different elements which need to be understood by those who aim child education in rural area focused on the children and their families reality and characteristics. Given the small number of studies in the area, we conducted the present study aimed to investigate the meanings of education professionals and field families on the relationship between early childhood education and rural families. The assumption is that the meanings that make up the semiotic universe of professionals and families share common elements of socio-historical matrix, but with a different relation in and with the countryside and its material conditions of existence also circumscribes different possible meanings in relations of proximity and distance. The research was conducted in a municipality of Minas Gerais, with 13 schools that offered early education in rural areas. At first in the research, visits were made to the 13 schools in which observations and interviews were conducted with 13 managers. The data constructed in this phase were analyzed and used in order to select the focus School of the research, serving children in Elementary Education and Early Childhood Education. In a second step, the selected participants of the interview were professionals of this School (1 director, two vice-directors, one educator, and 2 teachers) and families (1 lived in a rural settlement, 2 in homes in an industry, and 2 in farms). The instruments used for the data construction were: observations and interviews. The observations were conducted in the School and at the families homes and the interviews were conducted with five families and six school professionals. For the data construction, presentation and analysis, we rely on theoretical and methodological perspective network of meanings. The material was systematized and analyzed in 5 thematic areas, namely: 1) Early Childhood Education as (not) family demand, 2) Objectives of Early Childhood Education in the field, 3) Instruments of school and family relationship; 4) School and family relationship and geographical distances in the field, 5) problematic situations regarding School and family. Data analysis showed that the different ratio of professionals and families with the rural contributed to the construction of meanings by participants marked by movements of closeness and distance and they would go once toward elements of socio-historical matrix, once towards elements of concreteness in the field. We found that the relationship between school and familiar institutions in the investigated field consisted sometimes by similar and sometimes distinct elements from those found in the urban context and in other rural ones. The rural kind and its geographical and economic characteristics, families diversity, their demands and ideas, labor relations in the countryside, living conditions similar and / or different from urban elements are highlighted in this research and which cross the school and family relation. The concreteness and characteristics of each rural, and their (dis) continuities with other contexts, have emerged as important aspects to be considered and understood by professionals, managers and institutions who want to improve the relationship between families and early childhood education in the rural areas.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Tese.pdf (3.04 Mbytes)
Data de Publicação
2013-03-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.