• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Master's Dissertation
DOI
10.11606/D.59.2001.tde-17052004-120350
Document
Author
Full name
Fernando de Almeida Silveira
E-mail
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
Ribeirão Preto, 2001
Supervisor
Committee
Furlan, Reinaldo (President)
Bairrao, Jose Francisco Miguel Henriques
Simanke, Richard Theisen
Title in Portuguese
"Michel Foucault e a constituição do corpo e da alma do sujeito moderno".
Keywords in Portuguese
corpo-alma
epistemologia
Foucault
psicologia
subjetivação
Abstract in Portuguese
A obra de Michel Foucault destaca a relevância do corpo e da alma como sustentáculos das forças de poder e de saber, que se articulam estrategicamente na história da sociedade ocidental. A corporeidade ocupa uma posição central na obra de Foucault, ressaltando-a enquanto realidade bio-política-histórica, "interpenetrada de história" e como ponto de apoio de complexas correlações de forças, sobre a qual incidem inúmeras conformações discursivas produtoras de "verdades", que tanto podem reafirmar como recriar o sentido do corpo presente ou a sensibilidade individual/coletiva nele imanente. Esse é o espaço de formação da alma sobre a qual Foucault desenvolve uma “genealogia da alma moderna”, caracterizando-a como “o correlativo atual de uma certa tecnologia do poder sobre o corpo”, e também considerando que “não é a atividade do sujeito de conhecimento que produziria um saber, útil ou arredio ao poder, mas o poder-saber, os processos e as lutas que o atravessam e que o constituem, que determinam as formas e os campos possíveis do conhecimento”. Na medida em que Foucault retira do sujeito de conhecimento seu papel central no processo de produção do saber, o corpo - enquanto suporte dos embates das forças de poder e saber, e a alma moderna - “ela mesma uma peça no domínio exercido pelo poder sobre o corpo”– adquirem uma importância renovada. Devido à importância crescente das noções de corpo e alma nos trabalhos de Foucault, este projeto estuda das suas obras: “Vigiar e Punir”, “História da Sexualidade – Vol. I”, aspectos relativos ao corpo e à alma nelas presentes, investigando as semelhanças, diferenças e articulações do binômio corpo-alma no contexto peculiar de cada obra, visando à compreensão da concepção do corpo e da alma no processo de rearticulação de abordagens promovido nos trabalhos de Foucault. Tal pesquisa se baseia na leitura da bibliografia do referido autor e comentaristas, efetuando-se recortes sobre a temática pesquisada, com a decorrente análise descritiva, interpretativa e crítica desse material. Conclui-se que o corpo é uma peça dentro de um jogo de dominações e submissões presente em toda a rede social, que o torna o depositário de marcas e de sinais que nele se inscrevem, de acordo com as efetividades de tais embates, que têm na corporeidade seu "campo de prova". E a alma histórica, enquanto elemento discursivo de produção de uma série de conceitos geridos ao redor e através do corpo, é o depositário histórico de verdades que permite um acesso direto do “poder-saber” sobre tais corpos. (Agência Financiadora - FAPESP)
Title in English
"Michel Foucault and the body and soul’s constitution of modern subject"
Keywords in English
body-soul
epistemology
Foucault
psychology
subjectivation
Abstract in English
Michel Foucault’s work highlights body as expression and support from forces of power and knowledge, which get strategically articulated, in occidental society’s history. Embodiment occupies a central position in Foucault’s work, which points it out as a bio-political-historical reality; that is, as “interpenetrated by history" and a point of support of complex forces correlations, over which fall upon multiple discursive conformations productive of truths that either can reaffirm as recreate the meaning of the present body, or an individual / collective sensibility immanent in it. In this case, it is not the autonomous epistemological subject who produces a useful or lonesome knowledge to the power, but the power-knowledge, the processes and fights which traverse it and that constitute it, and which represent the forms and possible fields of knowledge. In the proportion Foucault takes out from the autonomous subject of knowledge the central role in the process of knowledge production, the body acquires a renewal importance. This project studies from “Surveiller et Punir” and “Histoire de la Sexualité – Vol. 1”, their aspects about the body and soul, their similarities and differences in each work, and their rearticulations in front of all the Foucault’s investigations. The body is a piece within a domination and submission play which is present in the whole social net, which turns the body the depository of marks and signs that are inscribed in it, according to the impacts effectiveness, which for their turn has on embodiment its “rehearsal field”. And the historic soul is a discursive element in the production of conceptions around and across the body (FAPESP).
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Publishing Date
2006-05-24
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
Centro de Informática de São Carlos
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2019. All rights reserved.