• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2006.tde-16012007-131552
Documento
Autor
Nome completo
Laura Vilela e Souza
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2006
Orientador
Banca examinadora
Santos, Manoel Antonio dos (Presidente)
Rasera, Emerson Fernando
Ribeiro, Rosane Pilot Pessa
Título em português
Produção e negociação de sentidos em um grupo de apoio aos familiares de pessoas diagnosticadas com anorexia nervosa e bulimia nervosa
Palavras-chave em português
construcionismo social
Grupo de apoio familiar
transtornos alimentares.
Resumo em português
O presente estudo tem por finalidade apreender a construção dos sentidos que são produzidos e negociados no processo de um grupo de apoio a familiares de pessoas diagnosticadas com Anorexia Nervosa e Bulimia Nervosa atendidos em contexto ambulatorial. Mais especificamente, objetiva delinear os sentidos construídos pelos familiares sobre a sua participação no grupo. Acreditamos que o grupo de apoio oferece um contexto fecundo para investigar (e desconstruir) a maneira como as idéias e os valores são constituídos pela tradição da comunidade discursiva e que adquirem uma aparência de ?realidade? para as pessoas que pertencem àquela comunidade. Espera-se que, além de permitir a sistematização de conhecimento na área, os dados oriundos do presente estudo possam trazer benefícios para os usuários desse e de outros serviços com características semelhantes. Nosso objeto de estudo, o grupo de apoio psicológico aos familiares, da maneira como se configura hoje tem cerca de cinco anos de funcionamento. Desde o início é um grupo de ?portas abertas?, isto é, aberto aos parentes e acompanhantes dos pacientes atendidos. Não tem número definido de vagas e todos os familiares dos pacientes atualmente atendidos estão convidados a participar dos encontros. A freqüência é semanal, com uma hora de duração. Foram audio-gravadas e transcritas 10 sessões consecutivas do grupo, no qual 37 familiares estiveram presentes. Após a leitura exaustiva das sessões foram realçadas as falas dos participantes relacionadas à temática da participação grupal. Percebendo-se a pregnância dessa temática e a riqueza na presença de múltiplos sentidos para a participação grupal nas 3 primeiras sessões consecutivas gravadas, optou-se pelo seu recorte para a análise, sendo que a primeira sessão foi analisada em toda sua extensão e as outras 2 sessões foram recortadas em seus trechos mais significativos. A análise dessas sessões foi empreendida dentro do referencial téorico do construcionismo social e utilizando-se do recurso metodológico de delimitações temático-seqüenciais. Os diferentes momentos da sessão delimitados tematicamente foram: os diferentes sentidos para o estar no grupo; a construção da diferença no grupo; o reconhecimento das semelhanças e desigualdades entre os participantes; a construção dos diferentes lugares no grupo; a compreensão dos sentidos para o espaço grupal; a construção da possibilidade de continuarem juntos; as indicações para a participação grupal e a possibilidade de um novo sentido para a diferença. Ao negociarem esses sentidos, os participantes constroem a si-mesmos, a doença e o grupo. Os julgamentos construídos no grupo podem ser tomados como verdades, cristalizando determinadas maneiras descrições e valores, que podem promover movimentos de segregação e afastamento no grupo. Todavia, esses sentidos podem ser revisitados e reconfigurados, em uma constante teia que enlaça novos significados a cada nova interação (CAPES).
Título em inglês
The production and the negotiation of meanings in a family support group of people diagnosed with anorexia nervosa and bulimia nervosa
Palavras-chave em inglês
eating disorders.
familiar support group
social constructionism
Resumo em inglês
The aim of this study is the comprehension of the meanings produced and negotiated in the process of a familiar support group of people that has been diagnosed with anorexia nervosa and bulimia nervosa taken care in an ambulatory context. More specifically, this study aims to delineate the meanings that these familiars give about their participation at the group. We believe that the support group offers a valorous context for the investigation (deconstruction) of the ways that the discursive traditional communities construct its ideas and values and how those ideas gain the status of reality for the people in those communities. We hope that the results of this study can help the users of this and others services with similar characteristics. Our study object, the familiar support group, in its actual configuration, has five years of functioning. Since its beginning the group is open to the familiars and companions of the people taken care of at the service. It does not have a definitive number of participants that can be in, and all the families are invited to participate. We taped and transcript 10 sessions of this group. 37 participants were present in those sessions. After the exhaustive reading of this material, we enlighten the participant's sayings that were referred to the familiar participation. Once we realized the presence of this thematic in the first tree sessions, those were chosen to constitute the corpus of our analysis. The analysis was based in the social constructionist perspective and in the use of the methodological and theoretical recourse of analysis called sequential and thematic delimitations. The different moments of these session delimited by these themes were: the different meanings for the group participation; the construction of the difference in the group; the recognition of the similarities and differences between the participants; the different places taken in the group; the comprehension for the different group's meanings; the construction of the possibilities for being together; the indications for the group's participation; and the possibilities for the appearance of a new meaning for the difference. When negotiating these meanings, the participants construct themselves, the disease and the group. The judges that emerge at the group can be taken as true, being crystallized and promoting segregation movements in the group. However, these meanings can be revisited and be reconfigured in a constant art of enlacing new meanings as new relation and interaction begins (CAPES).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Laura_Vilela_e_Souza.pdf (465.14 Kbytes)
Data de Publicação
2007-01-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.