• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.59.2007.tde-13072007-133824
Documento
Autor
Nome completo
Andreza Cristiana Ribeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2007
Orientador
Banca examinadora
Gorayeb, Ricardo (Presidente)
Amaral, Vera Lucia Adami Raposo do
Miyazaki, Maria Cristina de Oliveira Santos
Pasquali, Luiz
Seidl, Eliane Maria Fleury
Título em português
Adaptação do Inventário de Problemas de Fertilidade para homens e mulheres inférteis
Palavras-chave em português
Avaliação Psicológica.
Estresse
Infertilidade
Resumo em português
O período entre a investigação da causa da infertilidade até o procedimento de fertilização assistida (FA) tem sido caracterizado como responsável por um estresse crônico. Também, a infertilidade altera o relacionamento conjugal e causa transformações sociais e sexuais,podendo o casal apresentar depressão e ansiedade. Para avaliar o casal infértil, foi desenvolvido o Fertility Problem Inventory (FPI), que mensura aspectos relacionados a preocupações sociais, sexuais, com relacionamentos, rejeição à vida sem filhos e necessidade de ter um filho. No Brasil, não foi encontrado nenhum instrumento que avaliasse casais inférteis. O objetivo deste estudo foi adaptar para a língua portuguesa o FPI. Para a adaptação, solicitou-se que quatro juízes analisassem a tradução e realizou-se um consenso quanto aos melhores termos a serem utilizados em língua portuguesa. Foi realizada a retroversão por tradutor profissional, verificando-se que o FPI não sofreu alterações na tradução. Para a análise semântica, participaram 30 casais anteriormente submetidos a procedimentos de FA com sucesso. Era solicitado que cada participante indicasse dificuldades na compreensão do inventário e 73,3% das mulheres e 66,7% dos homens afirmaram que gostariam de mudar alguma questão, sendo que 55% mudariam a classificação de respostas e 58,3% retirariam a negativa de uma questão. A partir de então, o FPI passou a ser denominado Inventário de Problemas de Fertilidade (IPF). Para a verificação da validade do IPF, participaram 122 homens e 197 mulheres que estavam no primeiro dia de FA. Estes respondiam ao IPF, Inventário de Ansiedade Traço-Estado, Inventário de Depressão de Beck e Escala Modos de Enfrentamento de Problemas. Na análise fatorial foram obtidos quatro fatores referentes a relacionamentos sociais (fator 1), conjugal e sexual (fator 2), vida sem filhos (fator 3) e maternidade/paternidade (fator 4). Obteve-se também fatores de segunda ordem que agrupavam os fatores relatados acima. Na validade de critério, o fator 1 correlacionou-se positivamente com o Idate-Estado e Traço, BDI, enfrentamento focalizado na emoção e religiosidade/ pensamento fantasioso. O fator 3 correlacionou-se positivamente com o Idate Estado e Traço, BDI e enfrentamento focalizado na emoção. O fator 4 correlacionou-se positivamente com o Idate-Traço e religiosidade/pensamento fantasioso. Para a avaliação da estabilidade do IPF, participaram 30 homens e 30 mulheres. O IPF foi respondido na primeira consulta médica e reaplicado 30 dias depois. O índice de correlação de Pearson variou de 0,86 a 0,78 nos quatro escores fatoriais. Com relação à consistência interna, o coeficiente Lambda variou entre 0,72 e 0,87. Observou-se que o Idate-Estado, Idate-Traço, enfrentamento focalizado na emoção e religiosidade/pensamento fantasioso foram as variáveis mais associadas com os escores fatoriais do IPF, sendo que estes dados foram confirmados na regressão linear, na correlação canônica e no modelo de interações proposto. Constata-se, portanto, que o IPF tornou-se um instrumento independente do original e apresentou qualidades psicométricas adequadas para a aplicação na população de casais inférteis de Ribeirão Preto e região. Assim, o IPF pode se tornar um meio de avaliação objetivo dos casais inférteis, tanto em triagens quanto em futuras pesquisas com esta população.
Título em inglês
Adaptation of the fertility problem inventory to infertile men and women.
Palavras-chave em inglês
Infertility
Psychological Evaluation.
Stress
Resumo em inglês
The period between the investigation of infertility and the assisted-fertilization procedure (FA) has been characterized as responsible for chronic stress. Additionally, infertility alters the marital relationship and causes social and sexual transformations, and the couple may come to present depression and anxiety. To asses the infertile couple, the Fertility Problem Inventory (FPI) was developed, which measure aspects related to social, sexual concerns, as well as those with relationships, rejection of life without children and the need to have a child. In Brazil , no instrument was found to evaluate infertile couples. The aim of this study was to adapt the FPI to the Portuguese language. For the adaptation, four judges were asked to analyze the translation and a consensus was reached in regards to the best terms to be used in the Portuguese language. The back translation was done by a professional translator, verifying that the FPI did not suffer alterations in the translation. The semantic analysis counted on the participation of 30 couples that had previously been successively submitted to FA procedures. Each participant was asked to indicate difficulties in the understanding of the inventory and 73.3% of the women and 66.7% of the men stated they would like to change some question, 55% would change the response rating and 58.3% would remove the negative from one question. From that moment, the FPI was called Inventário de Problemas de Fertilidade (IPF). The verification of the IPF validity counted on the participation of 122 men and 197 women that were in the first day of FA. They would answer the IPF, State-Trait Anxiety Inventory (STAI), Beck-Depression Inventory (BDI) and the Ways of Coping Scale. In the factorial analysis, four factors referring to social (factor 1), marital and sexual (factor 2) relationships, life without children (factor 3) and maternity/paternity (factor 4) were obtained. Second-order factors that grouped the above-mention factors were also obtained. In the criterion validity, factor 1 correlated positively with the STAI-State and Trait, BDI, facing the problem focused on emotion and religiousness/fantasized thoughts. Factor 3 correlated positively with the STAI State and Trait, BDI and facing the problem focused on emotion. Factor 4 correlated positively with the STAI-Trait and religiousness/fantasized thoughts. To assess the stability of the IPF, 30 men and 30 women participated. The IPF was answered in the first medical consultation and replicated 30 days later. The Pearson correlation index varied between 0.86 and 0.78 in the four factorial scores. In regards to the internal consistency, the Lambda coefficient varied between 0.72 and 0.87. It was observed that the STAI-State, STAI-Trait, facing of the problem focused on emotion and religiousness/ fantasized thought were the variables most associated with the IPF factorial scores, and these data were confirmed in the linear regression, in the canonic correlation and the proposed interaction model. Therefore, it was verified that the IPF became an instrument independent of the original and presented adequate psychometric qualities to be applied in the population of infertile couples in Ribeirão Preto and the region. Thus, the IPF may become an objective means of evaluating infertile couples, both in screenings and future researches among this population.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-08-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.