• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2012.tde-13032013-090524
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Bezzon da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Silva, Ana Paula Soares da (Presidente)
Pasuch, Jaqueline
Teixeira, Sonia Regina dos Santos
Título em português
Crianças assentadas e educação infantil no/do campo: contextos e significações
Palavras-chave em português
Assentamento Rural
Educação do Campo
Educação Infantil
Escola Rural
Infância
Resumo em português
O objetivo deste estudo foi compreender as vivências das crianças nas turmas de educação infantil em assentamentos rurais e analisar significações sobre a educação infantil no/do campo nesses contextos. Para isso, foram realizadas pesquisas de campo em instituições de educação infantil de dois assentamentos rurais da região nordeste do Estado de São Paulo. Os procedimentos para construção do material empírico foram: observação participante com registro em diário de campo durante o período de um mês em cada; entrevistas semiestruturadas com familiares (quatro participantes de cada assentamento), professores (duas participantes em cada), outros profissionais da educação (em um assentamento: diretora e monitora do ônibus; no outro: diretora e coordenadora pedagógica) e crianças de cinco anos de idade (quatro participantes em cada assentamento). O material construído foi analisado e integrado de acordo com a perspectiva teórica e metodológica da Rede de Significações, em diálogo com a proposta de etnografia de Elsie Rockwell e com a proposta de metodologia para análise de conteúdo de John B. Thompson. Os resultados das interpretações apontaram para: (a) a forte presença de significações sobre a alfabetização observada nas atividades da educação infantil e pelos discursos sobre a importância da alfabetização para as crianças desde seus anos iniciais visando melhores condições de vida; (b) a necessidade de autonomia político-pedagógica e administrativa para as escolas do campo; (c) a formação e trajetória de vida das professoras repercutindo nas interações pedagógicas com as crianças do campo; (d) as vivências das crianças marcadas pela interação com a natureza e com as atividades agropecuárias; (e) e as possibilidades de articulação entre o contexto rural e as práticas pedagógicas. A instituição educacional demonstrou-se como espaço privilegiado para o contato intencional e pedagogicamente planejado das crianças com a natureza, a tecnologia e o mundo urbano e rural, correspondendo a uma educação que prioriza o desenvolvimento integral e a abertura para os conhecimentos produzidos pela humanidade. Além disso, o contexto de assentamento rural apresentou-se como espaço rico e desafiador para a atividade pedagógica, em que as crianças desenvolvem-se e demandam explicações e sentidos sobre sua realidade e sobre o mundo. De modo geral, o desenvolvimento das crianças do campo pôde ser compreendido nas interações entre natureza, pessoas, criações e cultivos e movimentos sociais, em profunda relação com a terra. Essas interações compõem processos de significações sobre o mundo e o contexto local, que constituem parte do desenvolvimento cultural das crianças. O modo de compreender a vida no Assentamento rural, a natureza e as possibilidades de experimentá-la evidenciaram significações que permitem questionar-se como a escola, enquanto espaço coletivo de educação formal, lida com e amplia as possibilidades de compreensão da relação das crianças com o mundo.
Título em inglês
Settled children and early childhood education in/of the countryside: contexts and meanings
Palavras-chave em inglês
Childhood
Early Childhood Education
Education of the Countryside
Rural School
Rural Settlement
Resumo em inglês
The purpose of this study was to understand childrens experiences in the day-care centers located in rural settlements and to analyze the meanings about early childhood education in these contexts. In order to intend the objectives, it were realized field researches in day-care centers of two rural settlements located at northwest region of São Paulo State. The procedures adopted were: participant observation with register on diaries during one month in each context; semi structured interviews with families (four participants of each settlement), teachers (two participants each), other education professionals (in one of the settlements: principle and scholar bus monitor; in the other: principle and pedagogic coordinator) and five year-old children (four participants each). The constructed material was analyzed and integrated based on the theoretical and methodological perspective of Network of meanings (Rede de Significações), together with Elsie Rockwells studies on ethnography at schools contexts and John B. Thompsons methodology for content analysis. The outcomes demonstrated: (a) strong presence of meanings about alphabetization observed in early childhood education activities and in the speeches about the importance of alphabetization for early childhood to improve her life conditions; (b) necessity of political-pedagogic and administrative autonomy for countryside schools; (c) repercussion of teachers formation and their life trajectory on the pedagogic interactions with children of countryside; (d) children experiences marked by interaction with nature and with agricultural activities; (e) possibilities of articulation between rural context and pedagogic practices. The educational institution were demonstrated as a privileged local for intentional and pedagogically planed contact with nature, technology, urban and rural worlds, corresponding with an education that has as a priority the integral development and the opening for all human knowledge. Furthermore, the rural settlement context was comprehended as a rich and challenging place for pedagogic activity, where children develop and demand explications about their reality and about the world. Altogether, the settled children development was comprehended related with the interactions between nature, people, farming and social movements, in profound relation with land. These interactions compose meanings about the world and the local context, which constitute part of the cultural development of children. The way of understand life in rural settlement, the nature and the possibilities to experiment her created meanings that allow us to question how the school, like a collective place of formal education, handles with and enlarges the possibilities of comprehension about relation between children and the world.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
JBSilva_TDE.pdf (1.37 Mbytes)
Data de Publicação
2013-03-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.