• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.59.2008.tde-12092008-214656
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Araujo Noce
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Ferreira, Sonia Regina Pasian (Presidente)
Marturano, Edna Maria
Sbardelini, Elizabeth Teresa Brunini
Silva, Lucy Leal Melo
Teixeira, Maria Odília da Costa de Oliveira
Título em português
O BBT-Br e a maturidade para a escolha profissional: evidências empíricas de validade
Palavras-chave em português
Adolescentes
BBT-Br
EMEP
Escolha Profissional
Maturidade Vocacional
Orientação Vocacional / Profissional.
Resumo em português
O processo de escolha profissional pode apresentar maior ou menor complexidade, dependendo dos conflitos vivenciados, dos recursos para seu adequado enfrentamento e resolução, e do grau de maturidade para essa decisão ocupacional. A literatura científica relaciona maturidade para a escolha profissional ao desenvolvimento de certas atitudes (determinação, independência e responsabilidade) e à aquisição de conhecimentos específicos (autoconhecimento e conhecimento sobre a realidade das profissões). Dentro desse contexto, a presente investigação objetivou examinar as possibilidades informativas do BBT-Br (Teste de Fotos de Profissões) quanto a indicadores de maturidade para a escolha profissional, bem como validar e fundamentar empiricamente algumas das hipóteses interpretativas desta técnica projetiva, otimizando seus recursos para os processos de Orientação Profissional/Vocacional. Foram avaliados, individualmente, por meio do BBT-Br, 93 estudantes do terceiro ano do ensino médio público diurno de Ribeirão Preto (SP), de ambos os sexos, divididos em dois grupos com características contrastantes em relação à maturidade para a escolha profissional (GA = 55 com alta maturidade e GB = 38 com baixa maturidade), selecionados previamente pelo resultado na Escala de Maturidade para Escolha Profissional (EMEP), coletivamente aplicada. Foram realizadas análises estatísticas inferenciais dos resultados (Teste Mann-Whitney, p <= 0,05), comparando-se GA e GB e seus respectivos subgrupos (em função do sexo) nas seguintes variáveis: 1) EMEP: resultados obtidos em cada subescala (determinação, responsabilidade, independência, autoconhecimento e conhecimento da realidade profissional) e na maturidade total; 2) BBT-Br: número de escolhas positivas, negativas e neutras; freqüência de escolhas positivas, negativas e neutras de cada um dos oito fatores primários e oito fatores secundários. Também foram analisadas as estruturas de inclinação positivas e negativas, primárias e secundárias, e as fotos mais escolhidas e mais rejeitadas. Os resultados demonstraram a existência de especificidades na produção dos adolescentes em função de seu nível de maturidade para a escolha profissional e também em função do sexo. Em relação à variável sexo, alguns fatores do BBT-Br foram escolhidos com maior freqüência pelas moças (primários: W, Z, O; secundários: w e m) e mais rejeitados pelos rapazes (primários: W, Z, M; secundários: w), principalmente aqueles relacionados a atividades atribuídas ao feminino no contexto sociocultural brasileiro. Estes resultados confirmam, empiricamente, evidências da influência sociocultural na determinação dos interesses profissionais. Em relação à variável foco deste estudo, a maturidade para a escolha profissional, os adolescentes de GA sinalizaram maior abertura para as possibilidades profissionais (maior número de escolhas positivas e menor número de rejeições) comparativamente ao grupo de baixa maturidade que, por sua vez, acabou por restringir suas escolhas positivas e apresentou número alto de escolhas negativas no BBT-Br. Isso se confirmou na análise da distribuição de freqüência das escolhas positivas, negativas e neutras dos fatores primários e secundários do BBT-Br. Nesta direção pode-se notar que GA escolheu significativamente mais e rejeitou menos fotos dos fatores primários S (senso social e dinamismo), V (precisão, objetividade) e G (criatividade, pesquisa), e de cinco fatores secundários (k, s, v, g, o). Por sua vez, o GB fez o oposto disso, escolhendo menos e rejeitando mais os fatores primários mencionados e seis fatores secundários (s, g, o, z, v, m). De maneira geral, os jovens com maiores índices de maturidade para a escolha profissional consideraram um número maior de opções profissionais do BBT-Br, a serem exploradas e, conseqüentemente, integradas em suas decisões ocupacionais, enquanto que os adolescentes com menor maturidade acabaram, com suas rejeições, por restringir suas possibilidades de conhecimento e de consideração desses fatores em suas escolhas profissionais. Pode-se concluir, portanto, que o nível de maturidade para a escolha profissional (resultados da EMEP) sinalizou influenciar diretamente os índices de produtividade no BBT-Br, confirmando suas hipóteses interpretativas e, portanto, fortalecendo indicadores de validade para esta técnica projetiva no contexto sócio-cultural contemporâneo.
Título em inglês
BBT-Br and maturity for professional choice: Empirical evidences of validity
Palavras-chave em inglês
Adolescents
BBT-Br
Career Choice
EMEP
Vocational Guidance.
Vocational Maturity
Resumo em inglês
Career choice is a process which can present different levels of complexity, depending on the conflicts one goes through, the resources for adequately dealing with and solve it, and the maturity degree for this occupational decision. Scientific literature relates maturity for career choice to developing certain attitudes (determination, independence and responsibility) and acquiring specific knowledge (about oneself and careers' realities). Within this context, the present investigation aimed to examine the informative possibilities of the BBT-Br (Photos of Professions Test), regarding its indicators of maturity for career choice, as well as validate and ground some of the interpretative hypotheses for this projective technique, optimizing its resources for Vocational Guidance processes. The participants were 93 high-school students in the last year of a day-shift public school in Ribeirão Preto (State of São Paulo, Brazil), from both genders. The participants were divided in two groups of contrasting characteristics regarding their maturity for career choice (GA = 55, highly mature, GB = 38, lowly mature), previously selected for their results on the Maturity for Career Choice Scale (Escala de Maturidade para Escolha Profissional - EMEP), which had been applied collectively. All participants were then assessed individually using the BBT-Br. Inferential statistical analyses were performed for the results (Mann-Whitney Test, p <= 0,05), comparing GA and GB, as well as their respective subgroups (as a function of gender), for the following variables: 1) EMEP results on each subscale (determination, responsibility, independence, self-knowledge and knowledge about career reality) and for total maturity; 2) BBT-Br: number of positive, negative and neutral choices; choice frequency (positive, negative and neutral) for primary and secondary factors (eight of each one). Also, inclination structures were analyzed (positive and negative, primary and secondary ones), as well as the most chosen and most rejected photos. The results show the existence of adolescents' production specificities, regarding their level of career choice maturity and gender. For the latter variable, some BBT-Br factors, were chosen more frequently by females (primary factors: W, Z, O; secondary ones: w and m) and more rejected by males (primary factors: W, Z, M; secondary ones: w), mainly those related to activities attributed to femininity in the brazilian sociocultural context. These results empirically confirm evidences of the sociocultural influence in determining career-related interests. In relation to the focus variable for the present study, that is, career choice maturity, GA adolescents showed wider attitudes for professional possibilities (higher number of positive choices and lower number of rejections), comparatively to the low maturity group, which in their turn restricted their positive choices and presented a high number of negative choices in the BBT-Br. Such data is confirmed in the analysis of frequency distribution for positive, negative and neutral choices of both primary and secondary BBT-Br factors. In the same direction, it can be noted that GA chose significantly more and rejected less photos from factors S (social sense and dynamism), V (precision, objectivity) and G (creativity, research) and five secondary factors (k, s, v, g, o). As for GB, the opposite was observed, or, less positive choices and more rejections to the primary factors mentioned before and six secondary factors (s, g, o, z, v, m). In general, adolescents with higher maturity indexes for career choice considered a higher number of BBT-Br's professional options, which can be explored and, consequently, integrated in their occupational decisions. On the other hand, lower mature adolescents end up, with their rejections, to restrict their possibilities to know and consider these factors for their professional choices. Thus, it can be concluded that maturity level for career choice (EMEP results) is related to a direct influence in productivity indexes of the BBT-Br, confirming their interpretative hypothesis and, so, increasing validity indicators for this projective technique in the contemporary sociocultural context.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-09-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.