• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.59.2010.tde-10052010-110007
Documento
Autor
Nome completo
Arinete Veras Fontes Esteves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2010
Orientador
Banca examinadora
Valle, Elizabeth Ranier Martins do (Presidente)
Vendruscolo, Juliana
Cardoso, Carmen Lucia
Lima, Regina Aparecida Garcia de
Santos, Manoel Antonio dos
Título em português
Compreendendo a criança e o adolescente com câncer em tratamento quimioterápico durante a utilização do brinquedo
Palavras-chave em português
brinquedo.
câncer
Criança
hospital
quimioterapia
Resumo em português
O brincar é uma atividade essencial na vida da criança, mas negligenciada durante a doença e hospitalização. Quando a criança adoece de uma doença grave crônica como o câncer, há uma mudança significante em sua vida, tirando-a do convívio de brincadeiras, do meio familiar e social. Ela sofre tratamentos agressivos, internações freqüentes, e seu estado psicológico nem sempre é considerado. Brinquedos nem sempre lhe são oferecidos para minimizar o estresse da doença e da hospitalização. O objetivo do presente estudo foi compreender os modos de ser-no-mundo da criança e do adolescente com câncer em tratamento quimioterápico diante da utilização do brinquedo durante a quimioterapia. Neste contexto, trata-se de uma pesquisa qualitativa de inspiração fenomenológica em Psicologia. As entrevistas foram gravadas e transcritas em sua íntegra garantindo assim a sua fidedignidade e foram iniciadas a partir das questões norteadoras: Brincar é importante? Como é brincar no hospital?. Foram realizadas 16 entrevistas, sendo oito participantes do gênero feminino, com a idade entre seis a 14 anos e oito masculinos na faixa etária de 10 a 14 anos, todos acometidos por algum tipo de Leucemia em diferentes fases de tratamento. Através da análise de seis entrevistas foi possível observar que para as crianças brincar, neste ambiente é muito importante, pois sentem-se felizes durante essa atividade e esquecem-se dos efeitos colaterais causados pelo tratamento agressivo com os quimioterápicos. Relatam que a ausência de atividades as deixa tristes. A partir dessa análise foi possível organizar as categorias temáticas que possibilitaram a compreensão do fenômeno estudado. Os discursos obtidos durante o estudo possibilitaram identificar que o brinquedo e a atividade de brincar auxiliam a minimizar o estresse da criança causado pelo tratamento quimioterápico e seus efeitos colaterais. Os profissionais que atuam na área da saúde e todos aqueles que trabalham com crianças devem compreender que a criança é vida, liberdade, e o brincar faz parte de sua existência, e não pode ser desvinculado de sua rotina diária só por estarem doentes e hospitalizadas. As crianças são autênticas em todos os seus momentos de existir no mundo.
Título em inglês
Understanding the child and adolescent with cancer submitted to chemotherapy with respect to the use of toys
Palavras-chave em inglês
cancer
chemotherapy
hospital
Keywords: Child
toy.
Resumo em inglês
Playing is an essential activity in the life of a child, ignored during sickness and hospitalization. When a child falls sick with a serious, chronic disease such as cancer, his/her life changes significantly, removing him/her from his playing ambient and from his family and social environment. He/she undergoes aggressive treatments and frequent hospitalization, but his/her psychological state is not always taken into consideration and toys are not always offered to minimize the stress caused by the disease and the hospitalization. The objective of the present study was to understand the ways of being-in-the-world of the child and adolescent with cancer undergoing chemotherapy when a toy is used during the chemotherapy session. Thus this represents qualitative research of phenomenological inspiration in psychology. The interviews were taped and transcribed in their entirety, thus guaranteeing their trustworthiness, and started with the following leading questions: Is playing important? How do you find playing in hospital? Sixteen interviews were carried out, with 8 female participants between 6 and 14 years old and 8 male participants between 10 and 14 years old, all suffering from some form of leukaemia and in different phases of treatment. The analysis of six interviews showed that it was very important for the children to play in this environment, since they felt happy during this activity and forgot about the side effects caused by the aggressive treatment with therapeutic drugs. They reported that the lack of activity made them sad. As from this analysis it was possible to organize the thematic categories that made it possible to understand the phenomenon under study. The discourses obtained during this study made it possible to identify the fact that the toy and the activity of playing helped to minimize the stress caused in the child by the chemotherapy treatment and its side effects. The professionals working in the health area and all those working with children should understand that the child is alive and free and that playing is part of his/her existence and cannot be separated from his/her daily routine just because of his/her sickness and hospitalization. Children are authentic at every moment of their existence in the world.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TeseDoutorado.pdf (886.71 Kbytes)
Data de Publicação
2010-08-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.