• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2018.tde-21112017-193930
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Antonio Pereira Mauro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Costa, Alessandro Martins da (Presidente)
Maia, Ana Figueiredo
Moraes, Eder Rezende
Watanabe, Plauto Christopher Aranha
Título em português
Dosimetria em tomografia computadorizada de feixe cônico odontológica
Palavras-chave em português
odontologia
radiologia odontológica
tomografia computadorizada cone beam
Resumo em português
Os objetivos deste trabalho foram caracterizar os níveis de referência de radiodiagnóstico para a tomografia computadorizada de feixe cônico odontológica e as características de desempenho dos equipamentos como quilovoltaqgem de pico, rendimento, camada semirredutora, etc., com o intuito de conhecer os níveis dosimétricos em que os pacientes estão expostos, permitindo assim identificar protocolos de aquisição de imagem mais adequados, levando-se em consideração os princípios de radioproteção, e também testar a capacidade de tais equipamentos em alcançar uma imagem de qualidade. A Cone Beam Computed Tomography tem se tornado ferramenta extremamente útil na utilização em procedimentos radiológicos na área odontológica, pois, a riqueza de informações que a imagem 3D trás para o planejamento cirúrgico ou em qualquer procedimento, minimiza as possibilidades de erros, possibilita diagnósticos mais confiáveis e claros, tendo influência direta no resultado final esperado pelo paciente. Por se tratar de uma técnica de imagem que utiliza radiação ionizante, deve-se ter uma atenção criteriosa voltada para os níveis de radiação, além de implementar uma rotina de controle de qualidade. O parâmetro dosimétrico mais utilizado em tomografia computadorizada é o Computed Tomography Dose Index, porém, quando aplicado à tomografia odontológica, a geometria cônica do feixe e ainda a extensão do campo de visão tornam essa grandeza inviável e enganosa, assim, faz-se necessária a padronização de uma grandeza dosimétrica mais otimizada, para evitar a subestimação dos níveis de dose em feixes de ampla abrangência. O PKA tem sido utilizado como uma possível grandeza dosimétrica em tomografia odontológica, uma vez que em sua metodologia de medida, todo o feixe é englobado pelo medidor, não depende da distância fonte - detector, além de ser sensível aos parâmetros de exposição. Diante disso, propõe-se o PKA ser utilizado para estabelecimento dos níveis de dose de referência em diagnóstico odontológico. Os valores PKA obtidos para este estudo estão em uma faixa entre 34,6 mGy.cm^2 e 2901,6 mGy.cm^2, com valor médio de 980,7 mGy.cm^2. Os valores encontrados para os níveis de referência de radiodiagnóstico calculados a partir do 3º quartil estão divididos em três classes referentes ao tamanho do campo de visão, onde para campos pequenos, médios e grandes os valores são 1241 mGy.cm^2, 1521 mGy.cm^2 e 1408 mGy.cm^2 respectivamente, e 1446 mGy.cm^2 é o valor global independente do campo de visão. Os testes de controle de qualidade foram todos positivos, com uma atenção para o i-CAT FLX, que excedeu levemente o limite aceitável para a exatidão do kVp. Uma comparação entre CTDI100 e CTDI300, reportou que o CTDI300 é em média 49% maior em relação ao CTI100. Os níveis de referência de radiodiagnóstico são representativos dos níveis de dose otimizados, e servem como base para adequação e otimização dos parâmetros de exposição do equipamento. Os testes de controle de qualidade alertam para possíveis irregularidades no funcionamento do tomógrafo, e deve complementar obrigatoriamente a rotina dos procedimentos clínicos.
Título em inglês
Dental Cone Beam Computed Tomography Dosimetry
Palavras-chave em inglês
cone beam computed tomography
dental radiodiagnostic
dentistry
Resumo em inglês
The objectives of this study are to characterize the radiodiagnostic reference levels for computed tomography of dental cones and as performance characteristics of equipment such as peak kyvoltage, yield, semi-reducing layer, etc., in order to know the levels of the values in that users are exposed, thus allowing to identify more adequate image acquisition protocols, taking in basic concepts of radioprotection, and also to test the capacity of such equipment in a quality image. The Cone Beam CT scan has become active, useful in medical, medical, dental, on the Internet, in any situation, minimizes as possibilities of errors, allows for more reliable and clear diagnoses, having a direct influence on the final result expected by the patient. Because it is an imaging technique that uses ionizing radiation, careful attention should be given to radiation levels, in addition to implementing a quality control routine. The dosimetric parameter most commonly used in computed tomography is the Computed tomography dose index, however, when applied to dental tomography, the conic geometry of the beam and still the extension of the field of view make this greatness unfeasible and deceptive, so it is done The. standardization of a more optimized dosimetric quantity, to avoid an underestimation of the dose levels in beams of wide range. The PKA has been used as a possible dosimetric magnitude in dental tomography, since in its measurement methodology, the whole beam is encompassed by the meter, it does not depend on the source - detector distance, besides being sensitive to the exposure parameters. Therefore, it is proposed that PKA be used for the establishment of reference dose levels in dental diagnosis. The PKA values obtained for this study ranged from 34.6 mGy.cm^2 to 2901.6 mGy.cm^2, with a mean value of 980.7 mGy.cm^2. The values found for the levels of radiodiagnostic reference values calculated from the 3rd quartile are divided into three classes referring to the size of the field of vision, where for small, medium and large fields are the values are 1241 mGy.cm^2, 1521 mGy.cm^2 and 1408 mGy.cm^2 respectively, and 1446 mGy.cm^2 is the global independent value of the field of view. The quality control tests were all positive, with an attention to the i-CAT FLX, which slightly exceeded the acceptable limit for kVp accuracy. A face between CTDI100 and CTDI300, reported that the CTDI300 is on average 49% higher than the CTI100. Radiodiagnostic reference levels are representative of optimized dose levels and serve as a basis for adequacy and optimization of the exposure parameters of the equipment. The quality control tests alert to possible irregularities in the operation of the tomograph, and develop properly from the clinical process.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
versao_original.pdf (710.51 Kbytes)
Data de Publicação
2018-02-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.