• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2005.tde-04032008-164356
Documento
Autor
Nome completo
Tiago Arruda Sanchez
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2005
Orientador
Banca examinadora
Araújo, Dráulio Barros de (Presidente)
Colnago, Luiz Alberto
Troncon, Luiz Ernesto de Almeida
Título em português
Caracterização e aplicação preliminares de um agente de contraste oral natural para imagens por ressonância magnética do trato gastrintestinal
Palavras-chave em português
Agente de Contraste Oral
MRCP
MRI
Trato Gastrintestinal
Resumo em português
O uso de agentes de contraste em técnicas de diagnóstico por imagem é uma prática médi-ca rotineira. Certos compostos, presentes em agentes de contraste, possuem propriedades paramagnéticas que podem afetar os sinais da tomografia por ressonância magnética, "Mag-netic Resonance Imaging"(MRI). Em estudos aplicados ao trato gastrintestinal (GI), os meios de contraste são amplamente utilizados por via endovenosa, mas também podem ser admi-nistrados oralmente. Porém, a adoção do uso oral é limitada, principalmente, porque os agentes convencionais são caros e causam, geralmente, efeitos colaterais. Desta forma, a-presentamos a caracterização e os resultados preliminares da implementação da polpa do fruto da Euterpe olerácea para um possível uso clínico como agente de contraste oral em MRI do trato GI. A polpa da Euterpe olerácea, conhecida como Açaí, de origem amazônica, apre-senta um aumento de sinal de MRI ponderado em T1 equivalente ao do Gd-DTPA e, tam-bém, um decréscimo de sinal em imagens ponderadas em T2. Investigamos propriedades intrínsecas que possam estar correlacionadas com o aumento de sinal em T1 e à opacidade em T2. O espectro de absorção atômica revelou a presença de íons Fe, Mn e Cu no Açaí, o que contribui para o valor susceptométrico encontrado de -4,83 . 10-6. Essa medida fomen-ta a hipótese de que as mudanças de contraste nas imagens são devido à presença de mate-rial paramagnético, revelando um contraste clinicamente satisfatório nas porções superiores do trato GI. Estudos preliminares indicaram que a homogeneidade e a intensidade do sinal da polpa do Açaí (Euterpe olerácea), no estômago, e duodeno, são próximos daquele encon-trado em agentes convencionais. Além disso, ele não apresentou efeito colateral algum. Devido ao aumento de contraste associado ao Açaí, podemos observar a parede gástrica de forma singular. Ainda, este agente contribuiu para o diagnóstico das vias pancreática e biliar em exames de colangiopancreatografia por ressonância magnética, Magnetic Resonance Colan-giopancreatography (MRCP), com seqüências ponderadas em T2, por reduzir o sinal das alças intestinais.
Título em inglês
Euterpe Olerácea (Açaí) as an Alternative Oral Contrast Agent in MR Imaging (MRI) of the Gastrointestinal (GI) System: Characterization and Clinical Preliminary Results
Palavras-chave em inglês
Gastrointestinal Imaging
MRCP
MRI
Oral Contrast Agent
Resumo em inglês
The use of contrast agents is a common practice in medical imaging protocols. Paramagnetic properties of certain compounds present in contrast agents can affect Magnetic Resonance Imaging (MRI) signals. For abdominal applications, they are usually injected, but may also be administered orally. However, their use as a routine technique is limited, mainly due to the lack of appropriate oral contrast agent. Standard agents are expensive and cause, generally, some kind of side effect. We herein present the preliminary characterization and results for implementation of Euterpe olerácea (popularly named Açaí) as a possible clinical oral contrast agent for MRI of the gastrointestinal (GI) tract. The pulp of Açaí, a fruit from the Amazon area, presented an increase in T1-weighted MRI signal, equivalent to that of Gd-DTPA, and a signal decrease in T2-weighted images. We looked for intrinsic properties that could be responsible for the T1 signal enhancement and T2 opacification. Atomic Absorption spectra revealed the presence of Fe, Mn and Cu ions in Açai. The presence of such ions contribute to the susceptometric value found of -4.83 x 10-6 . This finding assents with the hypothesis that image contrast changes were due to the presence of paramagnetic material. The first measurements in vivo demonstrate a clear increase of contrast due to signal intensity and homogeneity in stomach and bowel walls with the pulp of Açaí, which look like the effects related to standard agents. Consistently, the increase in T1-weighted and the opacification in a T2-weighted acquisition was evident, revealing a biphasic contrast on gastric tissues. Besides, the pulp does not present any side effect. It still has contributed to the diagnostic of pancreatobiliary system at Magnetic Resonance Cholangiopancreatography (MRCP), by reducing overlap of the surround tissues and those structures.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tese_Tiago_final.pdf (1.89 Mbytes)
Data de Publicação
2008-03-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.