• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2002.tde-16112006-143928
Documento
Autor
Nome completo
Cintia Heloina Bueno
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2002
Orientador
Banca examinadora
Viana, Milena de Barros (Presidente)
Melo, Liana Lins
Souza, Ricardo Luiz Nunes de
Título em português
Efeitos da inibição por muscimol do núcleo dorsal da rafe, da matéria cinzenta periaquedutal dorsal e da amígdala basolateral sobre diferentes medidas de ansiedade
Palavras-chave em português
ansiedade
GABA
labirinto em T elevado
pânico
Resumo em português
Tem sido proposto que vias serotonérgicas distintas originárias do núcleo dorsal da rafe (NDR) modulariam diferentes tipos de reações de defesa a estímulos aversivos. Deakin e Graeff (1991) propuseram que a ativação da via ascendente do NDR, que inerva a amígdala e o córtex frontal, facilitaria comportamentos defensivos aprendidos em resposta a perigo potencial ou distal, enquanto que a ativação da via periventricular, também originária no NDR e que inerva a matéria cinzenta periaquedutal dorsal (MCPD) inibiria reações de fuga e luta inatas em resposta a perigo proximal. No presente trabalho pretendeu-se explorar esta hipótese investigando o efeito da inibição do NDR, da MCPD e do núcleo amigdalóide basolateral, em ratos submetidos a dois modelos animais de ansiedade: o labirinto em T elevado (LTE) e o modelo de transição claro-escuro (MTCE). Os testes com o LTE incluíram uma variação metodológica: um dia antes do experimento, os animais foram pré-expostos por 30 minutos a um dos braços abertos do modelo. Tem sido demonstrado que a pré-exposição leva a uma diminuição do tempo gasto em atividade exploratória no braço aberto, assegurando que durante as medidas de fuga, os animais estão realmente fugindo do estímulo aversivo. No presente trabalho, a administração intra-NDR do agonista gabaérgico muscimol diminuiu as latências da esquiva inibitória (EI), efeito ansiolítico, e da fuga dos braços abertos do LTE, efeito ansiogênico. Além disso, o muscimol intra-NDR aumentou o tempo gasto no compartimento claro (TGCC) do MTCE, efeito ansiolítico. Por outro lado, a droga não apresentou efeito no modelo do labirinto em T fechado. Já a microinjeção de muscimol intra-MCPD aumentou a latência de fuga do braço aberto do LTE, efeito ansiolítico, não apresentando qualquer efeito na EI do labirinto em T elevado ou no MTCE. Finalmente, a administração de muscimol intra-amígdala basolateral prejudicou a esquiva inibitória do LTE e aumentou o TGCC do MTCE, efeitos ansiolíticos, sem alterar a fuga dos braços abertos. Em conjunto, os dados do presente trabalho corroboram alguns dos pressupostos da teoria do papel dual da 5-HT na ansiedade proposta por Deakin e Graeff (1991). É interessante salientar, ainda, a importância da pré-exposição sobre as medidas de fuga do braço aberto do LTE.
Título em inglês
Effects of muscimol inhibition on raphe dorsal nuclei, basolateral amygdala and periaqueductal grey matter on different anxiety responses
Palavras-chave em inglês
anxiety
elevated t maze
GABA
panic disorder
Resumo em inglês
It has been proposed that distinct 5-HT pathways modulate different types of anxiety reaction to aversive stimuli. Deakin and Graeff (1991) proposed that the activation of the ascending dorsal raphe (DR)-5-HT pathways innervating the amygdala and frontal cortex would facilitate learned defensive behaviors in response to distal or potential threat, while activation of the DR-periventricular 5-HT pathways, which innervates the dorsal periaqueductal gray matter (DPAG) would inhibit innate flight or fight reactions in response to proximal threat. In an attempt to explore this hypothesis, we investigated the effects of reversible inhibition of the DRN, the DPAG and of the basolateral amygdala nucleus in rats exposed to 2 animal models of anxiety: the elevated T maze (ETM) and the light-dark model (LDM). An important methodological difference was included to the ETM tests. The animals were exposed for 30 minutes to one of the ETM open arms, 24 h before the tests. Pre-exposure seems to improve escape measurements in the ETM, assuring that during escape, animals are really escaping from the aversive threat and not simply ambling. In the present study, muscimol administered intra-DRN impaired both the avoidance, anxyolitic effect, and the escape task, anxyogenic effect, of the ETM and increased the time spent in the light compartment (TSLC) in the LDM, an anxyolitic effect. On the other hand, muscimol microinjected intra-DPAG enhanced escape latencies in the ETM, an anxyolitic effect, without altering inhibitory avoidance or LDM measurements. Finally, muscimol administered intra-basolateral amygdala impaired avoidance in the ETM and increased the TSLC in the LDM, revealing an anxyolitic effect in both tests, without altering the escape task. Taken together the obtained data seem to corroborate the dual role of 5-HT in anxiety, proposed by Deakin and Graeff (1991). At last, the importance of pre-exposure to the open arms of the LTE should be emphasized as a procedure capable of improving escape measurement.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CINTIAHBUENO.pdf (485.16 Kbytes)
Data de Publicação
2008-04-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.