• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2018.tde-07112017-143257
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Focosi Mazzei
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Silva, Jose Aparecido Da (Presidente)
Costa, Telma Maria Braga
Lopes Junior, Jair
Sartorelli, Daniela Saes
Título em português
As influências recíprocas das habilidades cognitivas e da nutrição
Palavras-chave em português
Desempenho educacional
desnutrição
hipernutrição
nutrição
vulnerabilidade social
Resumo em português
Os escores médios obtidos por estudantes dos diversos países em avaliações escolásticas se correlacionam fortemente com o Quociente de Inteligência (QI) médio da população das nações. Nesse sentido, as avaliações que mensuram o conhecimento dos discentes podem representar a inteligência geral dos habitantes de um país. O presente estudo investigou as influências das habilidades cognitivas (HC) específicas, da inteligência geral (índice agregado das HC específicas) e da renda per capita sobre a alimentação e a nutrição da população das 27 unidades federativas (UF) do Brasil. Também foram analisados os impactos da boa qualidade alimentar e nutricional e da precoce escolarização sobre a variação da inteligência dos habitantes daquelas UF. Os escores médios dos estudantes, em diferentes áreas do conhecimento, no Programa Internacional de Avaliação dos Estudantes, o qual avalia alunos no ensino médio, foram usados como medidas das HC específicas. Os impactos das HC específicas e da inteligência geral foram calculados sobre dois índices, criados nesta pesquisa, para cada UF do Brasil: o índice de fome e subnutrição estadual (IFSE), composto por taxas de crianças desnutridas, desnutrição pregressa em crianças e em adolescentes, aleitamento materno exclusivo, pessoas em situação de pobreza e extrema pobreza por necessidades calóricas e consumo de frutas e hortaliças e o índice de sobrenutrição estadual (ISE), composto por consumo de embutidos, refrigerantes, bebidas alcoólicas, refeições prontas e misturas industrializadas, gordura animal, doces, produtos de confeitaria, guloseimas, salgados fritos e sorvetes, porcentagens de sobrepeso e obesidade, Índice de Massa Corporal, indivíduos que querem ganhar peso e que querem perder peso. A inteligência geral e a renda per capita explicaram, juntas, 77% e 71% da variação do IFSE e do ISE, respectivamente, mas somente a inteligência geral ou as HC específicas explicaram sozinhas, e de forma estatisticamente significativa, a variação do IFSE e do ISE. A inteligência geral ou as HC específicas constituem os fatores que explicam as associações entre a renda per capita e as desigualdades alimentares e nutricionais no Brasil. Quanto maiores as HC específicas ou a inteligência geral da população de uma UF, menores as suas taxas de fome e subnutrição e maiores as suas porcentagens de sobrepeso e obesidade. As HC específicas possuem influências praticamente idênticas ao impacto da inteligência geral sobre o IFSE e o ISE, o que pode dar ensejo a uma nova definição de inteligência: o desenvolvimento mental em qualquer área do conhecimento. Desse modo, o foco de análise dos estudos sobre inteligência pode se deslocar das correlações entre os vários testes mentais específicos e do fator geral (g), para o ser humano, o sujeito do conhecimento, que se constitui mais inteligente não apenas por ter um alto QI, mas por ter desenvolvida uma HC específica qualquer. Por outro lado, as porcentagens de crianças, de zero a três anos de idade, matriculadas em escolas, as taxas de aleitamento materno e as porcentagens de pessoas com deficiência calórica explicaram, juntas, 78% da variabilidade da inteligência geral dos habitantes das UF do Brasil.
Título em inglês
The reciprocal influences of cognitive abilities and nutrition
Palavras-chave em inglês
Educational performance
hypernutrition
malnutrition
nutrition
social vulnerability
Resumo em inglês
The mean scores obtained by students from different countries in scholastic assessments correlate strongly with the average Intelligence Quotient (IQ) of the population of the nations. In this sense, the assessments that measure the knowledge of the students can represent the general intelligence of the inhabitants of a country. The present study investigated the influence of specific cognitive abilities (CA), general intelligence (aggregate index of specific CA) and per capita income on food and nutrition of the population of the 27 states of Brazil. Also they were analyzed the impacts of good food and nutritional quality and early schooling on the variation of the general intelligence of the inhabitants of those states. The average student scores, in different areas of knowledge, in the International Student Assessment Program, which assesses students in high school, were used as specific CA measures. The impacts of specific CA and general intelligence were calculated on two indices, created in this research, for each UF of Brazil: (1) the state hunger and undernutrition index (SHUI), composed of rates of malnourished children, previous malnutrition in children and adolescents, exclusive breastfeeding, poverty and extreme poverty due to caloric needs and consumption of fruits and vegetables in the UF of Brazil and on (2) the overnutrition state index (OSI), consisting of consumption of sausages, soft drinks, alcoholic beverages, ready meals and industrial mixtures, animal fat, sweets, confectionery, confectionery, fried salty foods and ice creams, percentages of overweight and obesity, Body Mass Index, individuals who want to gain weight and who want to lose weight. Overall intelligence and per capita income together account for 77% and 71% of SHUI and OSI variation, respectively, but only general intelligence or specific CA alone and statistically significant explained the variation of the SHUI and of OSI. General intelligence or specific CA are the factors that explain the associations between per capita income and food and nutritional inequalities of Brazil. The higher the specific CA or general intelligence of a UF population, the lower their rates of hunger and malnutrition, and the higher their percentages of overweight and obesity. Specific CA have almost identical influences to the impact of general intelligence on SHUI and OSI, which may give rise to a new definition of intelligence: mental development in any area of knowledge. From this definition, the analysis focus of intelligence studies can shift from the correlations between the various specific mental tests and the general factor (g), for the human being, the subject of knowledge, who is more intelligent not only by have a high IQ, but for having developed a specific CA. On the other hand, the percentages of children enrolled in school, from zero to three years old, breastfeeding rates and the percentages of people with caloric deficiency together explained 78% of the general intelligence variability of Brazil.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Versaocorrigida.pdf (1.59 Mbytes)
Data de Publicação
2018-01-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.