• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.59.2018.tde-04012018-153014
Documento
Autor
Nome completo
Jóyce Máyra Volpini de Almeida Dias
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Jong, David de (Presidente)
Caliman, Maria Juliana Ferreira
Campos, Maria José de Oliveira
Nicodemo, Daniel
Paulino Neto, Hipolito Ferreira
Título em português
Composição dos voláteis do pólen fermentado das abelhas Apis mellifera e de dieta proteica artificial fermentada com base em análises cromatográficas
Palavras-chave em português
Apis mellifera; Beebread; Compostos voláteis; Dieta proteica fermentada; Palinologia; Regiões do Brasil
Resumo em português
As abelhas são consideradas os polinizadores mais importantes das culturas agrícolas ao redor do mundo e os mais efetivos. As necessidades nutricionais desses animais são atendidas através da coleta de néctar (transportado à colônia e armazenado nos favos) e pólen (consumido após a realização de processos fermentativos de microrganismos, denominando-se beebread ou pão de abelha). O beebread possui uma atratividade natural a essas abelhas. Com o desaparecimento das abelhas, pela falta de alimento disponível, entre outras causas, a alimentação suplementar auxilia apicultores na manutenção dessas colônias em períodos críticos, porém esses suplementos muitas vezes não possuem valor nutritivo adequado e fraca atratividade. Verificar assim quais os compostos voláteis presentes no beebread de diferentes regiões do Brasil e uma dieta fermentada a base desse pólen, faz-se hoje uma importante ferramenta para tentar elucidar o problema da atratividade. Foram feitas análises de atratividade, através de testes em túnel Y com duas dietas artificiais: uma dieta não fermentada e outra fermentada com o próprio beebread, durante quatro dias; análises cromatográficas, com beebread coletado de colônias de abelhas A. mellifera em: Ribeirão Preto/São Paulo; Mossoró/Rio Grande do Norte; Muzambinho/Minas Gerais; Porto Alegre/Rio Grande do Sul; análise polínica das amostras de beebread de todas as localidades. Os testes em túnel Y confirmaram que as abelhas são atraídas pelo cheiro da dieta fermentada, sendo que quanto mais tempo permanecem sem alimentação proteica, mais rapidamente é a escolha do local onde se encontra a dieta fermentada. Já as análises químicas apontaram que tanto a dieta fermentada quanto o beebread coletado nas diferentes localidades possuem alguns compostos voláteis em comum, oriundos principalmente de fermentação: Acetoína, Ácido Acético e 2,3-Butanodiol. Sendo que a classe química que esteve mais presente foi a de terpenoides. A análise polínica das amostras de beebread confirmou os dados obtidos pela análise química. Nossos dados indicam a grande importância da gama de compostos encontrados no beebread e a presença daqueles que indicam a fermentação. Assim, saber qual desses compostos voláteis são atrativos às abelhas será fundamental para a liofilização dos mesmos e adicioná-los às rações proteicas artificiais, tornando-as mais palatáveis e atrativas para esses insetos.
Título em inglês
Composition of volatiles from fermented honey bee pollen (bee bread) and from fermented artificial protein diet based on gas chromatography analysis.
Palavras-chave em inglês
Apis mellifera; Volatiles; Bee bread; Brazil regions; Fermented protein diet
Resumo em inglês
Honey bees are considered to be the most important and most effective pollinators of agricultural crops throughout the world. The nutritional necessities of these insects are met by collecting nectar (transported to the colony and stored in the comb) and pollen (consumed after it has been fermented by microorganisms, becoming bee bread). Bee bread contains substances that are attractive to the bees. As the increasing need for bees has become hard to meet because of a lack of natural food sources to sustain their colonies, it has become increasingly common for beekeepers to provide pollen substitutes. However, nutritional quality and palatability are often inferior to those of bee bread. In a search for key compounds that could help stimulate the bees to consume artificial diets, we examined the volatile compounds present in bee bread and in artificial protein diets that had been fermented with microorganisms present in bee bread. Attractiveness of fermented versus unfermented artificial protein diets for honey bees was compared using a Y odor choice test, for four days. Additionally, chromatographic analyses were made of bee bread collected from apiaries located in Ribeirão Preto, São Paulo, Mossoró, Rio Grande do Norte, Muzambinho, Minas Gerais, and Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Pollen analyses were made of all bee bread samples to determine plant origin. The bees preferred the odors from fermented compared to unfermented diet. The rapidity with which they made this choice was positively correlated with the time that they remained without protein food. Several of the volatiles from bee bread from the different regions of the country were similar, despite considerably different contributing pollen species. These volatiles were also found in the fermented pollen substitute diet, indicating that they were products of fermentation; these included acetoin, ascetic acid and 2,3-butanediol. The most common class of volatiles in these materials was terpenoids. There was a large variety of volatile compounds in the bee bread samples and in the fermented bee diet; these included substances that are a result of fermentation. A next step would be to determine which of these substances are most attractive to bees that require protein, so that they can be added to artificial bee diets in order to make them more palatable and useful.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
versaocorrigida.pdf (4.48 Mbytes)
Data de Publicação
2018-03-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.