• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.58.2018.tde-01032018-170756
Documento
Autor
Nome completo
Veridiana Wanshi Arnoni
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Siessere, Selma (Presidente)
Bataglion, Cesar
Caldeira, Eduardo José
Regalo, Simone Cecilio Hallak
Título em português
Análise do limiar de fadiga eletromiográfica dos músculos da mastigação em indivíduos com osteoporose
Palavras-chave em português
Eletromiografia
Fadiga eletromiográfica
Frequência mediana
Músculos da mastigação
Osteoporose
Resumo em português
A osteoporose é uma das doenças mais comuns que atinge a população idosa, que afeta todos os ossos, inclusive a maxila e mandíbula. Esta é definida como uma doença óssea metabólica crônica e progressiva, em que ocorre uma perda generalizada de massa óssea. Este estudo teve por objetivo avaliar o limiar de fadiga eletromiográfica dos músculos masseter e temporal, bilateralmente, em indivíduos com osteoporose e saudáveis durante o período de cinco segundos inicial, médio e final do sinal coletado. Participaram desta pesquisa 66 indivíduos com idade entre 45 a 75 anos (idade média de 53,9 ± 1,47 anos) de ambos os gêneros. Estes foram divididos igualmente em dois grupos: GO - Grupo Osteoporose e GC - Grupo Controle, constituído por indivíduos saudáveis, pareados sujeito a sujeito, por gênero, idade, peso e estatura. Os participantes desta pesquisa foram submetidos à avaliação eletromiográfica utilizando o aparelho Myosystem - Br1_P84, durante as condições clínicas de contração voluntária máxima por 10 segundos (fator de normalização) e contração voluntária máxima por tempo indeterminado (condição clínica de análise do limiar de fadiga). A fadiga eletromiográfica foi analisada por meio da mensuração do espectro da frequência mediana (Hz). Os dados eletromiográficos normalizados foram tabulados e analisados utilizando o programa estatístico SigmaPlot 11.0. (p<0,05). Observou-se que houve redução do tempo de fadiga no grupo GO - Osteoporose. Na análise do limiar de fadiga eletromiográfica comparando os períodos inicial, médio e final, verificou-se que houve fadiga muscular para ambos os grupos. Na análise individual dos períodos inicial, médio e final, comparando os Grupos Osteoporose e Controle, verificou-se que não houve diferença estatística. Na comparação entre os gêneros, para cada um dos períodos, nos Grupos Osteoporose e Controle, também não foi verificada diferença estatística, embora as mulheres tenham apresentado maior valor de frequência mediana. Na análise da porcentagem de diminuição do limiar de fadiga eletromiográfica para os Grupos Osteoporose e Controle observou-se que houve fadiga muscular para os grupos avaliados, com redução significante e de forma desequilibrada para o Grupo Osteoporose. Nossos resultados permitem concluir que a osteoporose nos ossos da face acarreta alterações musculares, afetando desta forma, o funcionamento do sistema estomatognático.
Título em inglês
Analysis of the electromyographic fatigue threshold of masticatory muscles in individuals with osteoporosis
Palavras-chave em inglês
Electromyographic fatigue
Electromyography
Masticatory muscles
Median frequency
Osteoporosis
Resumo em inglês
Osteoporosis is one of the most common diseases affecting the elderly population, which affects all bones, including the maxilla and mandible. It is a chronic and progressive metabolic bone disease that causes loss of bone mass. This study evaluated the electromyographic fatigue threshold of masseter and temporal muscles, bilaterally, in individuals with osteoporosis and healthy during three periods: five initial seconds, five middle seconds and five final seconds of the collected signal. A total of 66 individuals aged 45 to 75 years (mean age 53.9 ± 1.47 years) of both genders were divided into two groups: GO - Osteoporosis Group and GC - Control Group, consisting of healthy individuals matched subject to subject, by gender, age, weight and height. It was used Myosystem-electromyographic Br1_P84, during the clinical conditions of maximum voluntary contraction for 10 seconds (normalization factor) and maximum voluntary contraction indefinitely (clinical condition of fatigue threshold analysis). Electromyographic fatigue was analyzed by measuring the spectrum of the median frequency (Hz). The normalized electromyographic data were tabulated and analyzed by the statistical program SigmaPlot 11.0 (p<0.05). Group GO - Osteoporosis presented a reduction in fatigue time. In the analysis of the threshold of electromyographic fatigue by comparing the initial, middle and final periods, it was observed that Osteoporosis and Control groups presented muscle fatigue. Individual analysis of the initial, middle and final periods, comparing the Osteoporosis and Control Groups, showed no statistical difference. The comparison between genders, for each of the periods, in the Osteoporosis and Control Groups, showed no statistical difference too, although the women presented a higher median frequency. The analysis of the percentage decrease of electromyographic fatigue threshold for Osteoporosis and Control Groups revealed muscle fatigue for both groups, with significant reduction and unbalanced for Osteoporosis Group. Our results lead to the conclusion that osteoporosis in the face bones causes muscle changes, affecting the function of the stomatognathic system.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.