• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.58.2013.tde-08032013-091728
Documento
Autor
Nome completo
Gustavo Augusto Grossi de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2013
Orientador
Banca examinadora
Salata, Luiz Antonio (Presidente)
Carvalho, Paulo Sergio Perri de
Garcia Junior, Idelmo Rangel
Título em português
Efeito da superfície hidrofílica na osseointegração de implantes em sítios com defeitos ósseos circunferenciais: estudo experimental em cães
Palavras-chave em português
hidrofílico
implantes dentários
superfície de implante
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A qualidade da interface osso-implante pode ser influenciada diretamente por aspectos inerentes ao tratamento da superfície do titânio e determina a forma que as células interagem, aderem e se fixam a ela, podendo potencializar e encurtar o tempo de osseointegração. Este estudo propôs-se a analisar alterações na osseointegração produzidas pela hidrofibilidade das superfícies dos implantes Neoss®. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram utilizados 6 cães da raça labrador e instalados 44 implantes Neoss® bilateralmente na mandíbula com defeitos ósseos padronizados na região coronal: 22 implantes apresentavam superfície ProActive (hidrofílica) e outros 22 implantes eram de superfície Bimodal (hidrofóbica). Foram avaliados a resposta biológica nos períodos de uma semana e quatro semanas de osseointegração, utilizando parâmetros histológicos, histomorfométricos, fluorescência e de estabilidade mecânica aferido pelo método de análise de frequência de ressonância (RFA). As superfícies também foram submetidas à análise topográfica por interferometria óptica e quanto a propriedade de hidrofibilidade. RESULTADOS: Nos testes topográficos, a superfície ProActive apresentou valor de Sa de 0,4m contra Sa de 0,8m da superfície Bimodal, sugerindo menor rugosidade da superfície hidrofílica. A umectibillidade da superfície foi maior no grupo ProActive, exibindo valores de ângulos de contato de 27,2° contra 67,2° da superfície Bimodal. Ambas as superfícies apresentaram valores semelhantes nos períodos de uma e quatro semanas no que diz respeito à estabilidade mecânica do implante, aferidos com o RFA e nos parâmetros histomorfométricos em relação deposição óssea ao seu redor CONCLUSÕES: 1) A superfície ProActive apresentou valores menores de rugosidade e aumento da umectibilidade em relação aos implantes com superfície Bimodal. 2) A superfície ProActive utilizada no presente estudo não favoreceu os eventos de osseointegração nas condições períodos de 1 e 4 semanas avaliados. 3) Após 4 semanas de osseointegração, ocorreu aumento da estabilidade dos implantes instalados sem haver diferença entre as superfícies ProActive e Bimodal. 4) A estabilidade dos implantes, avaliados por meio do RFA, aumentou gradativamente durante a osseointegração, sem haver diferença entre as superfícies testadas.
Título em inglês
Effects of hydrophilic surface on dental implants osseointegration in circumferential bone defects: an experimental study in dogs
Palavras-chave em inglês
Dental implant
hydrofilic
Implant surface
Resumo em inglês
INTRODUCTION: The quality of the bone-implant interface can be directly influenced by factors inherent to titanium surface treatment which determines cells interaction and adherence to shortening the time for osseointegration. This study aimed to assess changes on osseointegration produced by the hidrophibility of Neoss® implants surfaces. MATERIALS AND METHODS: Six labrador dogs were used and 44 Neoss® implants bilaterally installed in the mandible (ProActive with hydrophilic surface) and (Bimodal hydrophobic surface), in standardized bone defects in the coronal region. The biological responses in one and four weeks of osseointegration were evaluated using histological, histomorphometric, fluorescence analysis and mechanical stability measured by Resonance Frequency Analysis (RFA). The surfaces were also subjected to topographic analysis by optical interferometry and hydrophobicity by wettability analysis. RESULTS: The topographic surfaces test showed value of 0.4 micrometers for ProActive implants, against 0.8 micrometers for Bimodal implants, suggesting less hydrophilic surface roughness in the former (p0.05). The wettability values were higher in ProActive surface, with contact angles of 27.2° versus 67.2° of the Bimodal surface (p0.05). Both implant surfaces exhibited similar mechanical stability measured by RFA, as well as the histomorphometric parameters related to bone deposition onto the surfaces. CONCLUSIONS: 1) The ProActive surface showed lower roughness values and increased wettability compared to Bimodal surface. 2) The ProActive surface did not favor osseointegration at 1 and 4 weeks. 3) After 4 weeks of osseointegration the implants increased in stability, with no statistical differences between Bimodal and ProActive surfaces
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-12-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.