• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.58.2012.tde-22052012-134952
Documento
Autor
Nome completo
Maristela Soares Swerts Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Rossi, Marcos Antonio (Presidente)
Moretti, Ana Beatriz da Silveira
Rocha, Lenaldo Branco
Silva, Lea Assed Bezerra da
Tanomaru Filho, Mario
Título em português
Resposta celular e molecular do tecido conjuntivo de camundongos e medicações intracanal
Palavras-chave em português
clorexidina
compatibilidade biológica
hidróxido de cálcio
pasta triantibiótica
RT-qPCR
Resumo em português
Substâncias contendo clorexidina (CHX) ou associação de antibióticos têm sido pesquisadas como medicações intracanal. Os objetivos do presente estudo foram: Capítulo 1- Caracterizar a resposta do tecido conjuntivo subcutâneo de camundongos à pasta triantibiótica (Trimix), por microscopia óptica convencional e por RT-PCR em tempo real; e Capítulo 2 - Comparar a resposta do tecido conjuntivo subcutâneo de camundongos a medicações intracanal contendo CHX por microscopia óptica convencional. No Capítulo 1, a resposta do tecido conjuntivo subcutâneo de camundongos foi avaliada por meio da implantação de tubos de polietilieno vazios ou contendo uma das substâncias avaliadas: Trimix ou Calen. Como controle adicional, foram utilizados animais que não receberam a implantação dos tubos. Para a avaliação histopatológica, decorridos os períodos experimentais de 7, 21 e 63 dias, os implantes (n=10) contendo Trimix ou Calen foram removidos juntamente com o tecido conjuntivo subcutâneo e a pele adjacente e submetidos ao processamento histotécnico, sendo os cortes corados pelo método de hematoxilina e eosina e picrosírius vermelho. Foram efetuadas análises qualitativa, determinando os parâmetros de resposta biológica e quantitativa, onde foram avaliados o número de células inflamatórias e de vasos, a área e a densidade vascular, além do percentual relativo de colágeno. As reações de RT-PCR em tempo real foram realizadas nos grupos tubo vazio, pasta Calen, Trimix e controle adicional nos períodos experimentais de 7 e 21 dias. Foi realizada a detecção e quantificação das citocinas pró-inflamatórias (IL-1β, TNF-α e IL- 17) e anti-inflamatória (TGF-β), fator crescimento endotelial vascular (VEGF), fator induzido por hipóxia (HIF-1α), metaloproteinases (MMP-2 e -9) e inibidores de metaloproteinases (TIMP-1 e - 2). Os resultados foram comparados empregando teste t de Student e ANOVA, seguida do pósteste de Tukey. No Capítulo 2, foi efetuada a comparação da resposta do tecido conjuntivo subcutâneo de camundongos às pastas Calen+CHX a 0,5%, Calen+CHX a 2,0%, ao gel de CHX a 2,0% e à pasta Calen (controle) utilizando metodologia semelhante à empregada para avaliação histopatológica no Capítulo 1. Os resultados obtidos foram analisados por meio da ANOVA, seguida do pós-teste de Tukey. O nível de significancia adotado em todas as análises estatísticas foi de 5%. Com base nos resultados obtidos, pôde-se concluir que: 1) A resposta do tecido conjuntivo subcutâneo de camundongos à pasta Trimix caracterizou-se por reação inflamatória aguda persistente e ausência de reparo no período estudado de 63 dias, o que foi suportado pela maior expressão gênica dos biomarcadores relacionados à resposta inflamatória e angiogênica, comparado à pasta Calen; 2) Quando comparadas as medicações contendo CHX, os resultados evidenciaram que a Calen+CHX a 0,5% exibiu resposta tecidual reparativa, em contraste com a Calen+CHX a 2,0% e o gel de CHX a 2,0% que propiciaram resposta inflamatória persistente, apontando para agressividade destes materiais. Considerando a Calen+CHX a 2,0% e o gel de CHX a 2,0%, este apresentou resposta inflamatória de maior intensidade. Desse modo, o presente estudo fornece indícios que as pastas Trimix, Calen+CHX a 2,0% e o gel de CHX a 2,0% não deveriam ser empregadas como medicação intracanal.
Título em inglês
Cellular and molecular response of mice connective tissue to intracanal dressings
Palavras-chave em inglês
biocompatibility
calcium hydroxide
chlorhexidine
RT-qPCR
triantibiotic paste
Resumo em inglês
Substances containing chlorhexidine (CHX) or combination of antibiotics have been investigated as intracanal dressings. The aim of this study were: Chapter 1 - To characterize the response of mice subcutaneous connective tissue to triantibiotic paste (Trimix), by conventional optical microscopy and real-time RT-PCR; and Chapter 2 - Compare the response of mice subcutaneous connective tissue to intracanal dressings containing CHX by conventional optical microscopy. In Chapter 1, the response of mice subcutaneous connective tissue was assessed by implantation of polyethylene tubes empty or containing one of the substances evaluated: Trimix or Calen. As additional control, animals that not received implantation of the tubes were used. For histopathological evaluation, after the experimental periods of 7, 21 and 63 days, the implants (n=10) containing Trimix or Calen were removed along with the subcutaneous connective tissue and adjacent skin and subjected to processing histotechnical, and the sections were stained with hematoxylin and eosin or picrosirius red. It was carried out a qualitative analysis, determining the biological parameters and a quantitative response, assessing the number of inflammatory cells and vessels, the area and vascular density, and the relative percentage of collagen. The real-time RT-PCR reactions were performed in the empty tube group, pastes Calen, Trimix and additional control at the experimental periods of 7 and 21 days. The detection and quantification of proinflammatory (IL-1β, TNF-α and IL-17) and antiinflammatory cytokines (TGF-β), vascular endothelial growth factor (VEGF), hypoxia-induced factor (HIF-1α), metalloproteinases (MMP-2 and -9) and metalloproteinases inhibitors (TIMP-1 and -2) were performed. The results were compared using Student's t test and ANOVA followed by Tukey test. In Chapter 2, it was compared the response of mice subcutaneous connective tissue to Calen+0.5% CHX, Calen+2.0% CHX, 2.0% CHX gel and paste Calen (control) using methodology similar to that one used for histopathologic evaluation in Chapter 1. The results were analyzed by ANOVA followed by Tukey test. The significance level for all statistical analysis was 5%. It was concluded: 1) The response of mice subcutaneous connective tissue to Trimix paste was characterized by persistent acute inflammatory reaction with no repair during the studied period of 63 days, which was supported by the higher gene expression of biomarkers related to inflammation and angiogenesis, compared to Calen paste; 2) The Calen+0.5% CHX showed reparative tissue response, in contrast to Calen+2.0% CHX and 2.0% CHX gel that have led to persistent inflammatory response, indicating aggressiveness of these materials. Considering the Calen+2.0% CHX and CHX 2.0% gel, this induced more intense inflammatory response. Thus, this study provides evidence that the pastes Trimix, Calen+2.0% CHX and 2.0% CHX gel should not be used as intracanal dressing.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-09-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.