• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.58.2018.tde-08082016-162725
Documento
Autor
Nome completo
Denise de Souza Matos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Romano, Fábio Lourenço (Presidente)
Martins, Lidia Parsekian
Santos, Rogério Lacerda dos
Tamashiro, Edwin
Tomasin, Adilson
Título em português
Avaliação in vivo da formação óssea na sutura palatina mediana após irradiação com laser de baixa potência em pacientes submetidos a expansão rápida da maxila (ERM)
Palavras-chave em português
Ortodontia interceptora; Regeneração óssea; Técnica de expansão palatina; Terapia a laser de baixa potência
Resumo em português
O diagnóstico e tratamento precoce da mordida cruzada posterior esquelética ou atresia da maxila é extremamente importante e o uso de aparelhos disjuntores é o tratamento de escolha para estas maloclusões. A utilização de laser de baixa potência com a finalidade de estimular o reparo ósseo e diminuir a sensação dolorosa nesse tipo de tratamento vem sendo estudada e tem apresentado resultados promissores. O objetivo deste trabalho foi avaliar a ação osteoindutora do laser de baixa potência na sutura palatina mediana e os efeitos desta irradiação na sensação dolorosa em pacientes submetidos à expansão rápida da maxila (ERM). Como objetivo secundário, foi avaliado o espaço nos arcos dentários antes e após o procedimento de ERM. Participaram da pesquisa 34 indivíduos sendo 16 no Grupo Controle e 18 no Grupo Experimental. Foram solicitadas documentações ortodônticas onde confirmou-se que os indivíduos apresentavam atresia esquelética de maxila e o plano de tratamento consistiu na utilização do aparelho Disjuntor Hyrax. Os pacientes do Grupo Experimental foram submetidos a irradiações com Laser de Diodo (980nm, 0,3W) a cada 5 dias durante a fase ativa do tratamento e 8 aplicações semanais após sobrecorreção e estabilização do parafuso expansor (fase passiva do tratamento) em seis pontos distribuídos bilateralmente à sutura palatina mediana, com duração de 10 segundos em cada ponto. Nos pacientes do Grupo Controle as irradiações foram realizadas no modo Standby do aparelho para caracterizar o efeito placebo. Durante o tratamento, os pacientes de ambos os grupos foram submetidos a exames radiográficos oclusais digitais nos seguintes tempos: estabilização do parafuso, 1 mês, 2 meses, 3 meses e 6 meses, padronizados com posicionador e penetrômetro. Para comparação entre as radiografias foi utilizado o programa Image J. A influência do laser na sensação dolorosa entre os grupos foi avaliada por meio de Escala Visual de Dor. Após a remoção do disjuntor, nova documentação ortodôntica foi solicitada para comparação do espaço nos arcos dentários antes e após o procedimento segundo o método de Moyers. Concordâncias inter e intra-examinadores foram avaliados por meio de teste de correlação intraclasses. Para a análise estatística da formação óssea foi utilizado modelo generalizado misto considerando o indivíduo como fator aleatório seguido do pós-teste de Tukey. Para a análise da dor também foi utilizado modelo generalizado misto para dados ordinais repetidos. Toda as análises foram realizadas no programa estatístico SAS 9.3. Os resultados mostraram que não houve diferença estatística entre os grupos com relação as variáveis analisadas, exceto em relação a análise de espaço no arco superior. Pode-se concluir que a terapia com laser de baixa potência nos parâmetros utilizados não influenciou a regeneração óssea e a sensibilidade dolorosa e que procedimento de ERM promoveu ganho de espaço no arco superior.
Título em inglês
Assessment of bone formation in vivo in median palatine suture after low power laser irradiation on patients undergoing rapid maxillary expansion (REM)
Palavras-chave em inglês
Bone regeneration; Interceptive orthodontics; Low-power laser therapy; Palatine expansion technique
Resumo em inglês
The diagnosis and early treatment of skeletal posterior cross bite or maxillary atresia is extremely important, and the use of disjunction appliances is the treatment of choice for these malocclusions. The use of low-power laser with the purpose of stimulating bone repair and diminishing the painful sensation in this type of treatment is being studied and has shown promising results. The aim of this work is to evaluate the osteoinductive action of low power laser on median palatine suture, and the effects of this radiation in the painful sensation in patients undergoing rapid maxillary expansion (REM). As a secondary objective, the dental arches space, before and after the procedure of REM, will be assessed. A total of 34 individuals participated in the research, being 16 in the Control Group and 18 in the Experimental Group. Orthodontic documentation was requested and they did confirm that the individuals had skeletal maxillary atresia, and the treatment plan consisted in the use of Hyrax disjunction appliance. Patients in the Experimental Group underwent Diode Laser irradiation (980nm, 0.3W) every 5 days during the active phase of treatment, and 8 weekly applications after overcorrection and stabilization of the expander screw (passive phase of treatment) in six points distributed bilaterally to the median palatine suture, for 10 seconds on each point. In patients of the Control Group irradiation was held in the Standby mode of the device to characterize the placebo effect. During treatment, patients in both groups underwent digital occlusal x-ray examinations according to the following timetable: stabilization of screw, 1 month, 2 months, 3 months and 6 months, patterned with positioner and penetrometer. The Image J program was used to compare the x-rays. The influence of laser in painful sensation among the groups was evaluated through the Visual Scale of Pain. After removing the disjunction appliance, new orthodontic documentation was requested for comparison of dental arches space, before and after the procedure, according to Moyerss method. Inter and intra-examiners concordances were evaluated by means of intraclass correlation tests. The generalized mixed model was used, considering the individual as random factor followed by Tukeys post-test, for statistical analysis of bone formation. The mixed generalized model for ordinal repeated data was also used for the analysis of pain. All analyses were carried out in the statistical program SAS 9.3. The results showed that there was no statistical difference between the groups regarding the variables analyzed and that there was space gain in the upper arch. The paper concludes that the low-power laser therapy, in the parameters used, did not influence bone regeneration and the soreness; and that the REM procedure did promote space gain on the upper arch.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.