• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.58.2008.tde-31032008-163320
Documento
Autor
Nome completo
Michelle Alexandra Chinelatti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Dibb, Regina Guenka Palma (Presidente)
Borsatto, Maria Cristina
Brugnera Júnior, Aldo
Pecora, Jesus Djalma
Zaroni, Wanessa Christine de Souza
Título em português
Influência dos níveis de energia do laser Er:YAG na capacidade de ablação, microdureza e morfologia da dentina superficial e profunda
Palavras-chave em português
ablação
dentina
laser Er:YAG
microdureza dentinária
morfologia dentinária
preparo cavitário
Resumo em português
O objetivo do presente estudo foi avaliar in vitro a influência dos níveis de energia do laser de Er:YAG para preparo cavitário na capacidade de ablação, microdureza e morfologia da dentina superficial e profunda. Foram selecionados 72 terceiros molares humanos hígidos, que tiveram as raízes removidas e as coroas seccionadas no sentido vestibulo-lingual, obtendo-se 144 fragmentos. Os fragmentos foram alocados aleatoriamente em 2 grupos: dentina superficial (as faces oclusais foram lixadas até 1 mm abaixo da junção amelodentinaria - JAD) e dentina profunda (2 mm abaixo da JAD). Posteriormente, cada grupo foi subdividido em 6 subgrupos (n=12) de acordo com as energias do laser de Er:YAG utilizadas (160, 200, 260, 300 ou 360 mJ, ou controle- sem irradiação). Para avaliar a capacidade de ablação, a massa (mg) de cada fragmento foi obtida antes e depois da irradiação. Para a realização do teste de microdureza Knoop, após a irradiação as cavidades foram incluídas em resina acrílica e seccionadas longitudinalmente. As marcações (10 g; 20 s) foram localizadas a 20, 40, 60, 80, 100 e 200 µm abaixo da parede de fundo do preparo ou da margem superior dos espécimes do grupo controle. A análise morfológica foi realizada em MEV. Os valores de perda de massa e microdureza foram analisados individualmente pelos testes de ANOVA e Fisher (α=5%). Os resultados revelaram um aumento gradativo e significante na perda de massa quando se aumentou a energia do laser utilizada, independente do tipo de dentina irradiada, sendo que a energia de 360 mJ apresentou maiores valores e foi estatisticamente diferente das demais energias estudadas. Em relação a profundidade da dentina não observouse diferença significante entre elas. A análise morfológica evidenciou que a ablação foi mais seletiva na dentina profunda em que ocorreu mais intensamente a ablação da dentina intertubular, apresentando a protrusão dos túbulos dentinários, contudo, a energia de 360 mJ o aspecto morfológico da dentina profunda foi semelhante a superficial. Podendo assim concluir-se que o aumento da energia do laser proporcionou maior perda de massa, independente da profundidade da dentina, contudo, morfologicamente pôde-se observar que a dentina profunda promoveu uma ablação seletiva, com menor remoção da dentina peritubular. Em relação à microdureza, as médias da dentina superficial foram significantemente superiores às da dentina profunda. As energias de 160 e 360 mJ foram diferentes entre si e das demais. Houve diferença entre todos os pontos medidos. Não foram observadas alterações morfológicas marcantes. Concluiu-se que a capacidade de ablação não depende da profundidade dentinária; a microdureza diminuiu com o aumento da energia, porém aumentou em relação às profundidades. A energia de 160 mJ promoveu um aumento nos valores de microdureza da dentina superficial na região mais próxima do preparo; a microdureza da dentina profunda não foi alterada quando foram utilizadas as energias de 160 e 200 mJ, enquanto os níveis de energia superiores promoveram uma diminuição na microdureza das dentinas superficial e profunda.
Título em inglês
Influence of Er:YAG laser energy levels on ablation rate, microhardness and morphology of superficial and deep dentin
Palavras-chave em inglês
ablation
cavity preparation
dentin
dentin microhardness
dentin morphology
Er:YAG laser
Resumo em inglês
This study evaluated the ablation rate and the subsurface microhardness of superficial and deep dentin irradiated with different Er:YAG laser energy levels, and observed the micromorphological aspects of the lased substrates by means of Scanning Electron Microscopy (SEM). Seventy-two molar crowns were bisected, providing 144 specimens, which were randomly assigned into two groups (superficial or deep dentin) and later into six subgroups (160, 200, 260, 300, or 360mJ, or control- not irradiated). Initial masses of the specimens were obtained before irradiation. After laser irradiation, final masses were obtained and cavities were longitudinally bisected in half, being one hemi-section destined to SEM analysis and the other to the Knoop microhardness test. Microhardness measurements were performed at six points (20, 40, 60, 80, 100, and 200 µm) under the middle of the cavity floor. Data were submitted to ANOVA and Fisher's LSD Multiple-Comparison Tests (α=0.05). There was no difference between ablation rate of superficial and deep dentin; a significant and gradual increase in the mass-loss values was reached when energies were raised, regardless the dentin depth; the energy level of 360 mJ showed the highest ablation rate and was statistically different to the other energies. SEM images showed that deep dentin was more selectively ablated, especially intertubular dentin, promoting tubule protrusion; at 360 mJ, the micromorphological aspect was similar for both dentin depths. Superficial dentin presented higher microhardness than deep dentin; 160 mJ resulted in the highest microhardness values and 360 mJ the lowest ones; 200 mJ was lower than 160 mJ and the control, but it was higher than 260 and 300 mJ, which presented similar means. Values at all points were different, exhibiting increasing microhardness throughout; superficial dentin microhardness was the highest at 20 µm with 160 mJ, while the other energies demonstrated lower values than the control at all points; on deep dentin, 160 and 200 mJ were similar to the control, and other energies promoted significantly lower values. It may be concluded that the ablation rate did not depend on the depth of the dentin; an energy level lower than 360 mJ is recommended to ablate either superficial or deep dentin effectively without causing tissue damage. The lowest energy level increased superficial dentin microhardness at the closest extension under the cavity preparation; deep dentin subsurface microhardness was not altered by 160 and 200 mJ, while higher energy levels reduced subsurface microhardness of both superficial and deep dentin.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
do_Michelle.pdf (1.74 Mbytes)
Data de Publicação
2008-07-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.