• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.58.2018.tde-27022018-161832
Documento
Autor
Nome completo
Laís Lopes Machado de Matos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Dibb, Regina Guenka Palma (Presidente)
Adabo, Gelson Luiz
Faraoni, Juliana Jendiroba
Lepri, Cesar Penazzo
Título em português
Influência da técnica restauradora/ciclagem mecânica na adesão à dentina de pré-molares superiores
Palavras-chave em português
Bulk fill; Ciclagem mecânica; Interface dente/restauração
Resumo em português
A resina bulk fill vem ampliando as indicações dos compósitos na qual permite a inserção em incrementos com espessura de até 5mm. A interface adesiva é a principal responsável pela durabilidade de restaurações estéticas. Objetivo: Avaliar a integridade da interface dente/restauração, e a resistência adesiva da dentina após a ciclagem mecânica de dentes restaurados com a resina bulk fill. Materiais e Métodos: Foram selecionados 40 prémolares superiores birradiculares que receberam um preparo MOD com término cervical mesial em esmalte e o término distal em dentina e foram divididos em 2 grupos: 1 incremento de resina e 2 incrementos de resina, e, dois subgrupos: com e sem ciclagem mecânica (n=10). Em seguida, os espécimes foram restaurados, analisados inicialmente em microscopia confocal a laser e posteriormente levados para ciclagem mecânica onde foram realizados 300.000 ciclos na frequência de 1Hz e carga de 80N. Após a ciclagem mecânica, os espécimes foram novamente avaliados em microscopia confocal a laser para avaliação da qualidade da interface, e foi realizado o teste de microtração na dentina das paredes proximais e pulpar dos dentes com ciclagem e sem ciclagem. Posteriormente, foi realizada a análise do padrão de fratura em microscopia confocal a laser. Os valores obtidos na mensuração de gaps foram analisados estatisticamente através da ANOVA seguido de Holm-Sidak; e os valores obtidos na microtração foram analisados estatisticamente através da ANOVA seguido de Tukey. Resultados: Observou-se que o fator incremento promoveu diferença estatística significante tanto em esmalte como em dentina antes e após a ciclagem (p<0,05). A ciclagem promoveu fendas tanto para esmalte como para dentina (p<0,05). Para resistência adesiva não foi observada diferença entre os grupos de 1 e 2 incrementos antes e após a ciclagem (p>0,05), nem na dentina em suas diferentes porções ao comparar os incrementos (p>0,05), mas foi possível observar diferença significante antes e após a ciclagem nas diferentes regiões de dentina (p<0,05). Conclusão: Previamente à ciclagem mecânica, o fator incremento não afetou a interface, a resistência adesiva e os términos cervicais proximais. Posteriormente à ciclagem, a qualidade da interface foi afetada negativamente, o término cervical em dentina apresentou fendas maiores, mas a resistência adesiva se manteve. A ciclagem mecânica influenciou o aumento da quantidade de gaps e trincas e prejudicou a adesão, principalmente na dentina da região distal.
Título em inglês
Influence of restorative technique/mechanical cycling on dentin adhesion of upper premolars
Palavras-chave em inglês
Bulk fill; Mechanical cycling; Tooth interface/restoration
Resumo em inglês
The bulk fill resin extended the composites indications in which it allows the insertion in increments with thickness of up to 5mm. The adhesive interface is the main responsible for the durability of aesthetic restorations. Objective: To evaluate the integrity of the tooth/ restoration interface and dentin adhesive resistance after mechanical cycling of restored teeth with bulk fill resin. Materials and Methods: 40 upper biradicular premolars were selected for the study and received a MOD preparation with mesial cervical terminus in enamel and the distal cervical terminus in dentin and were divided into 2 groups: resin in 1 increment and resin in 2 increments, and 2 subgroups: with and without mechanical cycling (n = 10). Afterwards, the specimens were restored, initially analyzed by confocal laser scanning microscopy and submitted to mechanical cycling with 300,000 cycles, 1Hz frequency and 80N load. After the mechanical cycling, the specimens were evaluated again in confocal laser scanning microscopy to evaluate the interface quality, and microtensile test was performed on the dentin of the proximal walls and pulp of the teeth cycled or not. Later, the analysis of the fracture pattern was performed in confocal laser scanning microscopy. The values obtained in the measurement of gaps were analyzed by ANOVA following test Holm-Sidak and microtensile were analyzed by ANOVA following test Tukey. Results: The increment factor promoted a significant statistically difference for enamel (p <0.05) and dentin (p <0.05) after cycling. The cycling promoted significant cracks for enamel (p <0.05) and dentin (p <0.05). No difference in adhesive resistance was observed between the groups of resin in 1 and 2 increments, before and after cycling. There was no difference in dentin adhesive resistance in the different portions when the increments were compared, but it was possible to observe a significant difference (p <0.05) in the different regions of dentin (p <0.05). Conclusion: Previously to mechanical cycling, the increment factor did not affect the interface, the adhesive resistance and proximal cervical terminus. After the cycling, the interface quality was adversely affected, the cervical terminus in dentin presented higher cracks, but the adhesive resistance remained. Mechanical cycling influenced in the increase of gaps and cracks number and impaired the adhesion, mainly in the dentin of the distal region.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.