• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.58.2009.tde-11052009-170954
Documento
Autor
Nome completo
Francisco Carlos Rehder Neto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2009
Orientador
Banca examinadora
Serra, Monica Campos (Presidente)
Corona, Silmara Aparecida Milori
Sundfeld, Renato Herman
Título em português
Estudo da progressão e inibição de lesões artificiais de cárie através de alterações da microdureza superficial
Palavras-chave em português
Ciclos de pH
CPP-ACP
Fosfosilicato de cálcio e sódio
Lesão artificial de cárie
Microdureza
Remineralização
Resumo em português
Os objetivos do presente estudo foram avaliar a progressão e a inibição de lesões artificiais de cárie comparando-se substrato humano e bovino, e também avaliar potenciais agentes remineralizantes no controle da progressão destas lesões. Este trabalho foi divido em duas partes. Inicialmente, para validar o modelo de indução das lesões e comparar o substrato humano ao bovino, sessenta fragmentos de esmalte (30 humanos e 30 bovinos) e 60 fragmentos de dentina (30 humanos e 30 bovinos) medindo 4x4x2 foram embutidos, planificados e polidos e avaliados quanto à microdureza superficial (MDS, Knoop) utilizando-se carga estática e tempo de aplicação de 25g, por 5s para esmalte e 10 g por 10 segundos para dentina. Lesões incipientes de cárie foram induzidas através de um modelo de ciclos de pH. Os espécimes foram imersos por 1 hora em solução desmineralizante e por 22 horas em solução remineralizante, o que correspondia a um ciclo de pH. Novas medidas de MDS foram realizadas ao final de cada ciclo de pH, sendo que para dentina foram realizados 3 ciclos e para esmalte 8 ciclos. A Análise de Variância (ANOVA) foi conduzida seguindo-se o delineamento fatorial, 2x9, para esmalte; e 2x4 para dentina. Análises de Regressão foram utilizadas para determinar a equação do modelo que rege a perda de conteúdo mineral ao longo do tempo de indução das lesões de cárie. A Análise de Variância (ANOVA) demonstrou diferenças altamente significativas para o fator substrato (p<0,01) e para o fator ciclo (p<0,01) para ambos os substratos testados. Para o fator ciclo, a Análise de Regressão revelou que as funções que regem o comportamento da KHN ao longo do desafio cariogênico apresentaram como melhor ajuste, funções exponenciais, para todos os substratos testados. A segunda etapa deste trabalho objetivou avaliar a progressão de lesões artificiais de cárie em esmalte bovino, na presença ou ausência de agentes potencialmente remineralizantes. Fragmentos de esmalte bovino foram preparados e selecionados quanto a sua microdureza inicial. Lesões incipientes de cárie foram induzidas através de um modelo de ciclos de pH. Novas medidas de MDS foram realizadas (MDSpós-lesão). Instituíram-se, então, os seguintes tratamentos com: 1) dentifrício regular (RE, 1.100 ppm F, Sensodyne, GSK); 2) dentifrício contendo um vidro bioativo (VB, Oravive); 3) pasta à base de fosfato de cálcio amorfo, estabilizado por fosfopeptídeo de caseína (CPP-ACP, MI Paste, GC America) 4) CPP-ACP contendo 900 ppm F (MI Plus Paste, GC America). O grupo controle não foi exposto a qualquer agente potencialmente remineralizante (n=15). Aplicaram-se os tratamentos cinco vezes, sendo estes intercalados por um novo desafio cariogênico. Mensurou-se a MDSfinal. A ANOVA revelou diferença significativa entre os tratamentos (p = 0,0161). O Teste de Tukey foi aplicado e a diferença percentual na perda de conteúdo mineral calculada através da seguinte sentença [(MDSfinal MDSpós-lesão)/ MDSpós-lesão]/100. Os espécimes expostos ao VB (+7,1%), RE (+6,7%) e CPP-ACP+F (+3,8%) apresentaram menor perda mineral em relação àqueles que serviram como controle (-11,0%). O grupo CPP-ACP (+3,2%) diferiu do grupo controle e dos grupos VB e RE, apresentando resultado semelhante ao grupo CPP-ACP+F. Conclui-se que, o substrato bovino apresentou comportamento semelhante ao humano quanto à progressão de lesões artificiais de cárie, podendo ser considerado como uma opção viável em estudos sobre cárie dental e que na dependência do agente utilizado, pode haver efeito remineralizante, que se reflete no controle da progressão de lesões de cárie.
Título em inglês
Progression and inhibition of artifical caries lesions in human and bovine substrate evaluated by surface microhardness
Palavras-chave em inglês
Artificial Caries Lesion
Calcium sodium phosphosilicate
CPP-ACP
Microhardness
pH cycles
Remineralization
Resumo em inglês
The aim of the study was to compare caries-like lesions progression in human and bovine substrate, and also investigate pastes containing casein phosphopeptide-amorphous calcium phosphate (CPP-ACP) and calcium sodium phosphosilicate (VB) as remineralising agents to control caries lesion progression. This work was divided into two parts. Initially, the model for caries lesions induction was tested and human and bovine substrates were compared. Sixty specimens of enamel (30 bovine and 30 human) and sixty dentin specimens (30 bovine and 30 human) were submitted to a pH cycle protocol to induce artificial caries lesions. Human and bovine specimens were pretested for Knoop microhardness under 25 g load applied for 5 s for enamel and 10 g load applied for 10 s for dentin. Each pH cycle consisted of immersion of the specimens for 1 hour in demineralizing solution and 22 hours in remineralising solution, for eight days for enamel and for three days for dentin. Surface Knoop microhardness (SMH) was daily measured at each pH cycle conduced. Data were analyzed by ANOVA as a factorial design (2x9) for enamel, and (2x4) for dentin substrate. Regression analyses were used to model the SMH values of human and bovine (enamel and dentin) over the time. Regression analyses of the data showed that the SMH values for both human and bovine (enamel and dentin) decreased in an exponential model with the number of pH cycles. The second stage of this work aimed to evaluate the progression of artificial caries lesions in bovine enamel in the presence or absence of potentially remineralising agents. Enamel slabs of bovine teeth were embedded in polyester resin and had their enamel surfaces serially polished, and tested for surface microhardness (SMH) with a static load of 25 g applied for 5 s. After preformed incipient caries-like lesions they were evaluated by microhardness (SMHpost-lesion) and randomly assigned to five treatment groups(n=15): 1) regular dentifrice (RE, 1.100 ppm F, Sensodyne, GSK); 2) dentifrice with bio glass (VB, Oravive); 3) amorphous calcium phosphate stabilized by casein phosphopeptide (CPP-ACP, MI Paste, GC America); 4) CPP-ACP with 900 ppm F (MI Plus Paste, GC America) and 5) Control group not exposed to any remineralising agent (n=15). Treatments were applied five times, after the demineralization period in the cariogenic challenges. Post-treatments SMH measurements were conduced (SMHpost-tratment). The ANOVA applied to the percentage difference between SMH post-treatment/SMHpost-lesion, reveals a significant difference among the treatments (p=0.0161). The specimens exposed to VB (7.1%), RE (6.7%) and CPP-ACP+F (3.8%), showed lower mineral loss content in relation to those that was used as a control group (-11.0%). The group CPP-ACP (3.2%) did not differed from the other groups. In conclusion, since the bovine substrate presents some advantageous characteristics over the human substrate and the similar behavior observed between both substrates for enamel and dentin. The use of bovine tooth can be considered a viable and practical alternative to human tooth in dental caries research and for the second stage the remineralizing effect seems to be dependent of the remineralizing agent used, which reflects over the control of caries lesions progression.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-04-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.