• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.58.2008.tde-23012009-165328
Documento
Autor
Nome completo
Flavia Adelino Suaid
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Grisi, Marcio Fernando de Moraes (Presidente)
Costa, José Eustáquio da
Souza, Sergio Luis Scombatti de
Título em português
Avaliação do potencial regenerativo da matriz óssea bovina inorgânica/P15 particulada em lesão de bifurcação grau III. Estudo histomorfométrico em cães
Palavras-chave em português
lesão de bifurcação grau III
Matriz óssea bovina inorgânica/P15
Membrana de politetrafluoretileno expandido
regeneração periodontal
Resumo em português
Introdução: A falta de previsibilidade no tratamento periodontal regenerativo de defeito de furca grau III, têm estimulado o estudo de alternativas para melhorar os resultados, através do emprego de diferentes técnicas e biomateriais. Um novo enxerto ósseo enriquecido com peptídeos - Matriz óssea bovina inorgânica/P15 (PepGen P15) - foi desenvolvido recentemente e, segundo a literatura, mostrou resultados significantes em relação à neoformação tecidual nos defeitos infra-ósseos testados. Assim, o presente estudo teve como objetivo verificar o potencial regenerativo da matriz óssea inorgânica/P15 particulada, no tratamento de defeitos de furca grau III em cães associado ou não ao uso de membrana de PTFE-e Material e Métodos: Foram utilizados seis cães, nos quais defeitos de furca grau III nos pré-molares inferiores foram confeccionados, sendo que no grupo teste foi utilizado a membrana de PTFE-e e a matriz óssea inorgânica/P15, no grupo controle foi utilizada somente a membrana e no grupo controle negativo, nos 2° prémolares, não foi colocado biomaterial. Os defeitos foram confeccionados e preenchidos com material de impressão (Impregum F) e após 21 dias foram debridados, as raízes aplainadas com cureta Gracey (Hu-friedy) e os dentes submetidos à profilaxia semanal com ultra-som e limpeza diária com digluconato de clorexidina a 0,12% durante 15 dias. Na segunda fase cirúrgica, foram realizadas marcações do nível ósseo nas raízes mesial e distal dos dentes P2, P3 e P4, colocação das membranas e do enxerto ósseo nos respectivos defeitos. Os dentes P3 e P4 foram aleatoriamente escolhidos para ser o grupo teste ou controle. Quatro semanas após a colocação das membranas, estas foram retiradas e, doze semanas após a remoção, os animais foram sacrificados. Os dentes e seus tecidos periodontais de proteção e suporte foram removidos, fixados em formalina tamponada a 10%, descalcificados em ácido tricloroacético a 10%, desidratados e seccionados no plano mésio-distal em cortes semi-seriados com 7m de espessura cada. Os cortes foram corados com hematoxilina e eosina (HE) ou tricrômico de Mallory (TM) sendo selecionados para a análise histomorfométrica 5 cortes representativos da porção central da bifurcação. Foram realizadas medidas da área total da bifurcação (AT), área de novos tecidos formados (ANT), área de epitélio (AE), área de tecido conjuntivo (ATC), área de novo osso (ANO) e medidas lineares da extensão representativa da altura do defeito (ED), extensão do novo tecido extensão (ENT), extensão do novo osso (EO), extensão da bifurcação (EB) e extensão do novo cemento (EC). Resultados: A análise histológica demonstrou características morfológicas similares entre os grupos avaliados. Adicionalmente, o grupo teste apresentou grânulos do enxerto ósseo, envoltos por uma matriz óssea imatura, aprisionado entre os tecidos neoformados. Os resultados das médias das medidas lineares (mm) e das medidas de área (mm2) foram respectivamente os seguintes para o grupo teste: 14,11 ± 1,74 (EF) e 17,62 ± 2,39 (ATF); 8,61 ± 3,24 (EC) e 14,66 ± 3,73 (ANT); 4,71 ± 0,54 (ED) e 0,90 ± 0,80 (AE); 3,78 ± 0,85 (ENT) e 5,36 ± 2,41 (ATC); 1,77 ± 1,54 (EO) e 6,52 ± 5,69 (ANO); 4,82 ± 2,98 (DO). As seguintes médias lineares e de área para o grupo controle respectivamente: 13,19 ± 2,03 (EF) e 15,11 ± 3,29 (ATF); 8,52 ± 3,54 (EC) e 11,88 ± 2,09 (ANT); 4,59 ± 0,65 (ED) e 0,95 ± 0,71 (AE); 3,54 ± 0,61 (ENT) e 5,19 ± 2,17 (ATC); 1,64 ± 1,06 (EO) e 4,17 ± 3,40 (ANO); 2,58 ± 1,71 (DO). E as seguintes médias lineares e de área para o grupo controle negativo respectivamente: 13,54 ± 1,41 (EF) e 14,99 ± 3,13 (ATF); 6,56 ± 2,11 (EC) e 11,13 ± 3,25 (ANT); 4,62 ± 0,47 (ED) e 0,95 ± 0,78 (AE); 3,59 ± 0,28 (ENT) e 5,89 ± 0,87 (ATC); 0,98 ± 0,48 (EO) e 2,88 ± 2,49 (ANO); 2,35 ± 2,00 (DO). A análise estatística dos dados, realizada através da aplicação do teste de Friedman Test (< 0,05), demonstrou haver diferenças estatisticamente significantes entre o grupo teste e controle negativo no parâmetro referente à ANO. Conclusão: Pode-se concluir que a matriz óssea inorgânica/P15 apresentou resultados semelhantes aos outros grupos em relação à regeneração periodontal do defeito. No entanto, quando a matriz óssea permaneceu no defeito, apresentou resultados satisfatórios através da formação óssea que circunscreveu as partículas.
Título em inglês
Regenerative potential of an anorganic bone matrix/synthetic cell-binding peptide graft usisng the class III furcation lesion model. A histologic and histomorphometric study in dogs.
Palavras-chave em inglês
ABM/Synthetic Peptide
class III furcation lesion
Expanded polytetrafluorethylene membrane
GTR
Resumo em inglês
Background: The aim of this study was to verify the regenerative potential of particulate ABM/Synthetic Peptide in class III furcation defects associated or not with ePTFE membranes. Material and Methods: Six dogs were used and class III furcation defects were produced in the lower pre-molars and filled with impression material. After 21 days, the membranes and the bone grafts were inserted and P3 and P4 were randomized to form the test and control groups. P2 was the negative control. The animals were sacrificed 3 months post-treatment. Results: Comparisons between groups by the Friedman Test (<0.05) showed statistically significant differences between the test and negative control groups, based on NBA parameter. In the negative control group, a new bone area (NBA) of 20% was observed. In the test group, a new bone area of 37% was observed. There was no statistically significant difference between the groups to the others parameters. Conclusions: The statistical analysis using Friedman Test (<0.05) showed statistically significant differences between the test and negative control groups, based on NBA parameter. Furthermore, when the Inorganic Bone Matrix/P15 remained inside the defects, it could be clearly observed that new bone formation not only circumscribed the particles but formed above the level of the particles.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
me_flavia_suaid.pdf (2.05 Mbytes)
Data de Publicação
2009-03-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.