• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.58.2001.tde-28022002-100608
Documento
Autor
Nome completo
Romeu Felipe Elias Calixto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2001
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Teresa Lucia Lamano (Presidente)
Brentegani, Luiz Guilherme
Rosa, Adalberto Luiz
Título em português
Implante de um floculado de resina derivada do óleo de mamona (Ricinus communis) em alvéolo de rato imediatamente após a extração dental. Avaliações histológica e histométrica da biocompatibilidade e da cronologia do reparo ósseo.
Palavras-chave em português
biocompatibilidade
resinas
Ricinus communis
Resumo em português
O objetivo do presente trabalho foi testar a biocompatibilidade de um enxerto floculado de resina de mamona (AUG-EX, POLIQUIL ARARAQUARA POLÍMEROS QUÍMICOS LTDA, Araraquara, SP), utilizando-se como modelo experimental o reparo da ferida de extração dental de rato. Para tanto, foram realizadas a avaliação histológica da reação dos tecidos vizinhos ao implante e a análise histométrica da cronologia do reparo ósseo no terço alveolar contíguo ao do material implantado. Imediatamente após a extração dos incisivos superiores direitos, os animais do grupo Implantado tiveram o alvéolo parcialmente preenchido com o enxerto floculado da resina de mamona, misturado em quantidade mínima de soro fisiológico. Nos períodos de 1, 2, 3 e 6 semanas após a extração dental ou extração + implante, as hemi-maxilas direitas dos ratos controles e implantados foram coletadas, fixadas em solução de formol a 10%, a seguir descalcificadas, desidratadas, diafanizadas e incluídas em parafina para obtenção de cortes longitudinais semi-seriados de 6 µm de espessura, que foram corados com hematoxilina e eosina. A fração de volume dos componentes reparacionais da ferida de extração dental (coágulo sangüíneo, tecido conjuntivo e trabéculas ósseas) foi estimada por um método de contagem diferencial de pontos, em imagens histológicas analisadas ao microscópio óptico munido de uma ocular contendo um retículo com 100 pontos eqüidistantes, nos períodos de 2 e 6 semanas após a extração dental. As comparações entre os resultados dos grupos controles e implantados foram realizadas pelos testes estatísticos não-paramétricos de Kruskal-Wallis e Mann-Whitney. O exame histológico mostrou os flocos da resina de mamona, de forma irregular e tamanho variável, localizados entre os terços médio e cervical dos alvéolos dentais; o material mostrou-se biocompatível e capaz de certo grau de osseointegração direta, dentro do período da investigação. Os flocos foram inicialmente circundados por tecido de granulação, com a presença de trabéculas osteóides formando-se em suas proximidades. Com o progresso do reparo, quantidades gradativamente maiores de tecido ósseo em maturação foram observadas entre e ao redor dos flocos da resina, no geral com a presença de um tecido conjuntivo interposto, mas em algumas regiões estabelecendo um aparente contato direto com eles. Comparando com trabalhos anteriores do nosso laboratório, no entanto, parece que o formato irregular dos flocos não se mostrou tão favorável à aderência aos tecidos reparacionais, uma vez que ao redor das superfícies côncavas foram observadas, no geral, áreas sem preenchimento tissular. A presença do material não suscitou uma resposta inflamatória persistente, em que pese a ocorrência de uma quantidade discreta de células gigantes tipo corpo estranho aderidas a sua superfície, em todos os períodos experimentais. Embora apresentando o mesmo padrão de reparo alveolar descrito para os ratos controles, a análise histométrica do terço apical do alvéolo dos ratos implantados comprovou um atraso da ordem de 13% a 20% na neoformação óssea reparacional, com áreas mais extensas da cavidade de extração preenchidas por tecido conjuntivo e/ou remanescentes do coágulo sangüíneo, em todos os períodos experimentais.
Título em inglês
Implantation of flakes of castor oil resin (Ricinus communis) in rat alveolus immediately after dental extraction. Histologic and histometric evaluation of biocompatibility and chronology of bone healing.
Palavras-chave em inglês
biocompatibility
resins
Resumo em inglês
The aim of the present study was to evaluate the biocompatibility of a natural resin made from fatty acids extracted from Ricinus communis (AUG-EX, POLIQUIL ARARAQUARA POLÍMEROS QUÍMICOS LTDA, Araraquara, SP), using as experimental model the rat alveolar healing following tooth extraction. The histological analysis of tissue reaction around the resin flakes and the histometric analysis of bone repair in the alveolar third next to the implanted material were carried out. Immediately after extraction of the upper right incisors, the alveoli of the implanted group were partially filled with the resin flakes mixed in a minimal amount of saline. The animals were killed 1, 2, 3, and 6 weeks after tooth extraction or extraction + implant, the right hemi–maxilla of the control and implanted groups were removed, fixed in 10% phormol, decalcified and processed for paraffin embedding. Longitudinal semi-serial 6 mm thick sections were stained with hematoxylin and eosin. The volume fraction of the alveolar healing components (blood clot, connective tissue and bone trabeculae) were estimated by a differential point-counting method, in histological images analyzed with an optical microscope containing a grid with 100 equidistant points, 2 and 6 weeks after tooth extraction. Results of the control and implanted groups were compared by the non-parametric Kruskal–Wallis and Mann–Whitney tests. Histological analysis showed that the material was biocompatible and capable of some degree of direct osteointegration. The resin flakes, exhibiting an irregular shape and a variable size, partially filled the middle/cervical thirds of the dental alveoli. No persistent inflammation was evoked, although a discreet foreign body reaction was observed in all the experimental periods. The material was initially encircled by granulation tissue, with the presence of delicate newly formed bone trabecula in its proximity. Progressive bone formation and maturation were noted among and around the flakes, in some areas establishing an apparent direct contact with its surface. However, it seems that the irregular shape of the flakes did not favor the adherence of biological tissues, since areas with no tissular filling were in general observed around their concave surfaces. The histometric analysis, used to quantify the healing process in the apical third from control and implanted rats, showed a small but significant delay in new bone formation in the later, which showed more extensive areas of the extraction socket filled with connective tissue and/or remaining of the blood clot, in all the experimental periods.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
01.jpg (438.77 Kbytes)
02.jpg (501.98 Kbytes)
03.jpg (512.99 Kbytes)
04.jpg (487.79 Kbytes)
05.jpg (463.29 Kbytes)
06.jpg (489.13 Kbytes)
07.jpg (336.56 Kbytes)
08.jpg (420.14 Kbytes)
09.jpg (392.90 Kbytes)
10.jpg (275.98 Kbytes)
mestrado_romeu.pdf (178.77 Kbytes)
Data de Publicação
2002-03-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.