• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.58.2014.tde-12122014-145230
Documento
Autor
Nome completo
Nathalia Ferraz Oliscovicz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Agnelli, José Augusto Marcondes
Schiavon, Marco Antônio
Shimano, Antonio Carlos
Título em português
Tratamento de superfície para dispositivos de implantodontia com antimicrobiano nanoparticulado
Palavras-chave em português
atividade antimicrobiana
implantodontia
nanopartículas
peri-implantite
vanadato de prata
Resumo em português
Os altos índice de sucesso dos implantes dentais e sua indicação crescente apresentam como limitação a contaminação bacteriana com a consequente doença peri-implantar. Os métodos de tratamento ainda não se apresentam claros e seguros, portanto, meios de prevenção que impeçam a formação de biofilme e inibam o crescimento bacteriano devem ser desenvolvidos e aplicados para impedir a falha dos implantes. O objetivo deste estudo foi avaliar a efetividade de um novo antimicrobiano nanoparticulado - o vanadato de prata (AgNO3) em diferentes concentrações (2,5%; 5% e 10%), aplicado sob a forma de filme superficial sobre diferentes substratos sugeridos para dispositivos da Implantodontia. Foram selecionados os materiais poliacetal, teflon e resina acrílica e os veículos glaze e esmalte para a aplicação do nanocomposto. Análises das propriedades físicas rugosidade superficial e dureza Rockwell superficial, assim como imagens obtidas por meio da Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV), foram utilizadas para avaliar a resistência e alterações estruturais dos grupos e portanto, a viabilidade de aplicação clínica. A análise pelo método microbiológico do halo de inibição mostrou que as bactérias P. aeruginosa, E. coli, S mutans, E. faecalis e S. aureus tiveram inibição de crescimento; enquanto nas bactérias anaeróbias P. gingivalis e P. intermedia e na levedura C. albicans não foi demonstrada a atividade antibacteriana de AgNO3. O tipo de substrato utilizado e de veículo para a aplicação de AgNO3 não influenciaram nos resultados, com exceção do S. aureus que obteve maior diâmetro do halo de inibição quando aplicado com o glaze em comparação ao esmalte (p<0,05). A proporção do nanocomposto mostrou influência nos resultados, sendo que 10% se mostrou a mais eficaz em todas as bactérias, e de modo geral sem diferença estatística com a proporção de 5% (p<0,05). Apesar de proporções menores algumas vezes não mostrarem atividade antimicrobiana, estas provocaram menor alteração nas propriedades físicas dos materiais, sendo a proporção do AgNO3 proporcional ao aumento da rugosidade e dureza superficial. Os substratos e tipo de filme não influenciaram nos resultados da rugosidade superficial após a aplicação do tratamento superficial (p>0,05), entretanto a aplicação de 10% do nanocomposto causou a alteração superficial mais significativa (7,02 ± 2,99 Ra) (p<0,05). Na dureza superficial não foi encontrada alteração significativa com o aumento da concentração do AgNO3 no poliacetal e na resina acrílica (p>0,05), no entanto no teflon, 10% de AgNO3 não alterou significativamente os valores de resistência. Apesar dos filmes não influenciarem nos resultados, o substrato poliacetal demonstrou maior dureza com diferença estatística com os demais substratos (83,0 ±10,2 HR15Yadaptado) (p<0,05). As imagens obtidas no MEV comprovaram mudanças estruturais superficiais com a presença de mais picos e vales, em comparação a superfícies sem o tratamento antimicrobiano. Como conclusão, apesar de 10% ser a concentração do AgNO3 que atingiu um maior número de espécies, essa concentração deve ser ponderada sobre o seu uso, e avaliada em estudos futuros sobre a sua viabilidade de uso clínico em função das alterações nas propriedades físicas.
Título em inglês
Surface treatment for implant devices with nanoparticulate antimicrobial
Palavras-chave em inglês
antimicrobial activity
implantology
nanoparticles
peri-implantitis
silver vanadate
Resumo em inglês
The high success rate of dental implants and their growing indications show the limitation of bacterial contamination with consequent peri-implant disease. The treatment methods have not yet clear and secure, thus means for preventing the deposition of biofilm and inhibit bacterial growth must be developed and implemented to prevent failure of implants. The aim of this study was to evaluate the effectiveness of a new nanoparticulate antimicrobial - vanadate silver (AgNO3) in different concentrations (2.5%, 5% and 10%), applied as a surface film on different substrates suggested for devices of Implantology. The materials polyacetal teflon and acrylic resin and vehicles enamel / glaze were selected for the application of nanocomposite. Analyzes of the physical properties surperficial roughness and superficial hardness Rockwell, as well as images obtained by scanning electron microscopy (SEM) were used to assess the strength and structural changes of the groups and therefore the feasibility of clinical application. A microbiological method for the analysis of inhibition zone shows growth inhibition on the bacterias P. aeruginosa, E. coli, S. mutans, E. faecalis and S. aureus; while the anaerobic bacteria P. gingivalis and P. intermedia and the yeast C. albicans has not been demonstrated antibacterial activity of AgNO3. The type of substrate used and the vehicle for the application of AgNO3 did not influence the results, with the exception of S. aureus with highest diameter of inhibition zone when applied with glaze compared to enamel (p<0.05). The proportion of the nanocomposite showed influence on the results, 10% proved the most effective in all bacteria, and generally no statistical difference in the proportion of 5% (p<0.05). Although smaller proportions sometimes do not show antimicrobial activity, these caused minor change in the physical properties of materials. The ratio of AgNO3 was proportional to the increase of roughness and hardness. The substrates and film type did not influence the results of the surface roughness after applying the surface treatment (p>0.05), however the application of 10% of the nanocomposite caused surface alteration more significant (7.02 ± 2.99 Ra) (p<0.05). In hardness was not found to significantly change with concentration of AgNO3 in the acrylic resin and the polyacetal (p> 0.05). However in teflon, 10% AgNO3 did not significantly alter the resistance values. Although the films do not influence the results, polyacetal substrate showed higher hardness with statistical difference with the other substrates (83.0 ± 10.2 HR15Yadaptado) (p <0.05). The SEM images proved superficial structural changes with the presence of more peaks and valleys compared to surfaces without antimicrobial treatment. In conclusion, despite 10% being the concentration of AgNO3 that reached the highest number of species, this concentration should be thought on its use, and evaluated in future studies on the feasibility of clinical use in accordance with changes in physical properties.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-11-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.