• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.55.2018.tde-28022018-101740
Documento
Autor
Nome completo
Flávia Linhalis Arantes
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2000
Orientador
Banca examinadora
Moreira, Dilvan de Abreu (Presidente)
Moreira, Edson dos Santos
Trevelin, Luis Carlos
Título em português
Interface Básica para um Servidor Universal
Palavras-chave em português
Não disponível
Resumo em português
Esse projeto implementa urna Interface Básica para um Servidor Universal (IBSU). A IBSU provê um ambiente para executar agentes de software e interfaces seguras entre estes e o banco de dados de um servidor universal. Os agentes têm acesso a roots (pontos de entrada para objetos) armazenados no banco de dados. A IBSU provê um ambiente aberto e seguro para a execução de agentes. Suas principais funções são receber os agentes, autenticá-los e prover acesso aos roots do banco de dados e aos recursos do sistema. Contudo, a IBSU não permitirá que um agente acesse um root ou recurso do sistema se este não tiver permissão para tal. A IBSU é composta por quatro partes que garantem a abertura e segurança do ambiente de execução dos agentes: a Interface do Banco de Dados, o Gateway, o Pool de agentes e o Gerenciador de Segurança. A Interface do Banco de Dados define métodos que permitem aos agentes manipular grupos, roots e associar permissões de acesso entre roots e grupos no banco de dados. O Gateway recebe os agentes de hosts remotos e os autentica. Essa autenticação é feita verificando-se a assinatura digital, os certificados associados ao agente e a qual grupo ele pertence. Se o processo de autenticação tiver êxito, o agente pode se juntar ao Pool. O Pool de agentes executa os agentes e controla seu tempo total de vida. Esse tempo depende do grupo do qual esse agente faz parte. O Gerenciador de Segurança garante que os agentes que estão executando no Pool não conseguirão acesso a recursos que eles não tenham permissão para utilizar. A IBSU e os agentes de software que executam no Pool são implementados em Java. Esses agentes têm, no servidor universal, o mesmo papel que as linguagens de consulta (como SQL) têm nos bancos de dados relacionais. Mas como eles têm a vantagem de possuir todo o poder de computação do ambiente Java (incluindo o maior poder de programação, abertura e segurança), eles podem realizam esse papel de forma muito mais eficiente.
Título em inglês
Not available
Palavras-chave em inglês
Not available
Resumo em inglês
This project implements a Basic Interface for an Universal Server (BIUS). The BIUS is to be a place to host software agents and securely interface them with the database of an universal server. The agents will access the roots (entry points for objects) stored in the database. The BIUS provides an open and secure environment to software agents execution, Its main functions are receive the agents, authenticate them and provide access to database roots and systems resources. However, the IBSU will not allow that an agent accesses a root ora system resource if it does not have permission to do so. The BIUS is composed by four parts that guarantee openness and security for the agents execution environment: the Database Interface, the Gateway, the Pool of Agents and the Security Manager. The Database Interface defines methods that allows the agents to handle groups, roots and associate access permissions between roots and groups in the database. The Gateway receives the agents from remote hosts and authenticates them. The authentication is done by verifying the digital signature, the certificate(s) associated with the agent and the group it belongs to. If the authentication process succeed, the agent can join the Pool. The Pool of Agents runs the agents and control their lifetime. The agent lifetime depends on witch group it belongs to. The Security Manager guarantees that running agents will not have access to Java platform resources they are no entitled to use. The BIUS and the software agents that rua in the Pool are implemented in Java. This agents have in the universal server the same role as query languages (such as SQL) have in relational database systems. But, as agents have the advantage of enjoying ali the power provided by the Java environment (such as expression power, openness and security), they can fulfill this role much more efficiently.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
FlaviaLinhalis.pdf (9.71 Mbytes)
Data de Publicação
2018-02-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.