• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.55.2006.tde-01112006-142356
Documento
Autor
Nome completo
Valter Vieira de Camargo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2006
Orientador
Banca examinadora
Masiero, Paulo Cesar (Presidente)
Bigonha, Roberto da Silva
Maldonado, José Carlos
Prado, Antonio Francisco do
Staa, Arndt von
Título em português
Frameworks transversais: definições, classificações, arquitetura e utilização em um processo de desenvolvimento de software
Palavras-chave em português
Frameworks baseados em aspectos
Frameworks de aspectos
Frameworks orientados aspectos
Frameworks transversais
Processo de desenvolvimento orientado a aspectos
Resumo em português
O paradigma orientado a objetos não dispõe de abstrações adequadas à modularização de interesses transversais - interesses cuja implementação encontra-se entrelaçada e espalhada por todos os módulos de um sistema. Com o surgimento da Programação Orientada a Aspectos e a disponibilidade de abstrações adequadas à modularização de interesses transversais, o reúso desses interesses foi facilitado. Nesta tese são apresentados alguns resultados de esforços de pesquisa que visam a tornar o reúso de interesses transversais mais efetivo. Definições e classificações para frameworks desenvolvidos no contexto da POA - frameworks transversais - são apresentadas com o objetivo de facilitar a comunicação entre usuários e pesquisadores. Uma arquitetura de referência para o projeto e implementação de frameworks transversais, que torna sua estrutura mais clara e facilita a integração de vários frameworks quando a intenção é criar um repositório de aspectos reusáveis, é proposta. Três famílias de frameworks transversais: de persistência, de segurança e de regras de negócio foram desenvolvidas. Cada família de frameworks transversais constitui uma linha de produtos de software, em que membros podem ser configurados com características (features) distintas. Um processo de desenvolvimento, denominado ProFT/PU, baseado no Processo Unificado (PU), que considera as famílias de frameworks ao longo de todo o processo é apresentado, juntamente com um exemplo de sua utilização para uma aplicação típica. Um estudo de caso para comparar o tempo requerido para reusar um framework transversal de persistência e um framework orientado a objetos de persistência é também apresentado e discutido.
Título em inglês
Crosscutting framweorks: definitions, classifications, architecture and using in a software development process
Palavras-chave em inglês
Apect-oriented frameworks
Aspect frameworks
Aspect-based frameworks
Aspect-oriented development process
Crosscutting frameworks
Resumo em inglês
The object-oriented paradigm does not provide adequate abstractions to modularize crosscutting concerns - concerns whose implementation end up tangling and spreading throughout the modules of a system. With the emerging of Aspect-Oriented Programming (AOP) and the availability of abstractions suitable to modularize crosscutting concerns, the reuse of such concerns is facilitated. In this thesis, some results of research efforts to make the reuse of crosscutting concerns more effective are presented. Definitions and classifications for frameworks developed in the context of AOP - crosscutting frameworks - with the objective of improving understanding and communication among users and researchers are presented. An architecture specifically to design and implement this type of framework, which makes its structure clearer and facilitates the integration of several frameworks, is proposed. Three families of crosscutting frameworks for persistence, security and business rules, were developed. Each crosscutting framework family is a software product line, in which members can be instantiated with distinct characteristics. A development process, named ProFT/PU, based on Unifed Process (UP), which takes into account the families during the process, is presented, along with an example of its use for a typical application. A case study to compare the time required to reuse a persistence crosscutting framework and a persistence object-oriented framework is also presented and discussed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Tese_Valter_Final.pdf (1.89 Mbytes)
Data de Publicação
2006-11-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.