• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.54.1991.tde-21072009-174821
Documento
Autor
Nome completo
Alfredo Jorge
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 1991
Orientador
Banca examinadora
Ferreira, Guilherme Fontes Leal (Presidente)
Alfaro, Renê Armando Moreno
Basso, Heitor Cury
Campos, Milton Soares de
Eiras, José Antonio
Título em português
Medidas elétricas no policarbonato durolon e o metododa temperatura oscilante.
Palavras-chave em português
Medidas elétricas
Policarbonato
Temperatura oscilante
Resumo em português
Nesta tese procuramos caracterizar o Policarbonato Bisfenol-A, Durolon® sob o ponto de vista elétrico, separando a reação dipolar e os processos de condução. Apesar de preparadas de forma análoga, as amostras (≅ 30μm de espessura) mostraram comportamento pouco reprodutível, principalmente da componente condutiva. Várias anomalias foram detectadas embora não estudadas em detalhe pela pobre reprodutibilidade já mencionada. Além das técnicas usuais de polarização e despolarização isotérmicas, despolarização termoestimulada e de polarização termoestimulada, empregou-se pela primeira vez, em medidas desta natureza, a técnica de oscilação senoidal da temperatura, estando o campo elétrico aplicado. Media-se a corrente daí decorrente, procurando-se trabalhar sempre com uma mesma amostra. Na região de 50°C a 70°C, diferenças de fase superiores a 90° foram encontradas (o sinal de corrente atrasado em relação ao de temperatura). Uma análise simples destes resultados indica que, neste caso, tanto a condutividade como a suscetibilidade diminuem com o crescimento da temperatura (dX/dT≅ -1x10-3/°C). Medidas de polarização termoestimulada, também, mostram uma inversão da corrente em relação ao campo aplicado desde cerca da temperatura ambiente ate ≅ 90°C. Um estudo sistemático da condução a 120°C indica que portadores são emitidos do eletródio, e que o trânsito dos mesmos é rápido (menor do que o tempo em que a polarização se estabelece, ≅ 2 min). Tensões e correntes espontâneas foram detectadas mesmo em amostras providas de eletródios de mesmo metal (uma correlação com a ordem empregada na metalização foi suspeitada, seguindo observação anteriormente feita pelo Prof. B. Gross). Algumas medidas com eletródios Al-Al, Al-Au e Au-Au foram feitas. Finalmente, sugestões para trabalhos futuros são feitas.
Título em inglês
Electrical measurements in the durolon polycarbonate and method of swing temperature.
Palavras-chave em inglês
Electrical measurements
Polycarbonate
Swing temperature
Resumo em inglês
In this work the electrical characterization of the Polycarbonate Bisphenol-A, Durolon ® was attempted, trying to separate the dipole and the conduction processes. However, poor reproducibility, mainly in the conductivity, was achieved even for samples (≅ 30μm thick usually) taken from the same batch. Anomalies were detected but not studied in detail owing the poor reproducibility referred above. Beside the usual techniques like the isothermal polarization and depolarization in short-circuit, thermally depolarization currents and thermally stimulated polarization, in a new one, employed by the first time for the study of transport and polarization, the temperature was oscillated and the ensuing current oscillation was monitored. Large phase shifts (the current lagging the temperature oscillation), even greater ≅ 90° were found in the range 50°C 70°C. A simple analysis indicates that in this case both the conductivity as well as the susceptibility are decreased for increasing temperature (dX/dT≅ -1x10-3/°C). Accordingly thermally stimulated polarization shows a current reversal with respect to the electric field from room temperature to ≅ 90°C. A systematic study of the conduction process at 120°C was carried out, the analysis of which indicates that carriers are emitted from the electrode, whose transit across the sample is shorter than the duration of the polarization current (≅ 2 min). Spontaneous tensions and currents were detected even for samples provisioned with similar electrodes (a correlation with the actual sequence of metallization, following a suggestion by Prof. B. Gross, was surmised). A few measurements with Al-Al, Al-Au and Au-Au electrodes were carried out. Finally suggestions for future work are given.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AlfredoJorgeD.pdf (4.84 Mbytes)
Data de Publicação
2009-08-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.