• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2018.tde-28032018-092218
Documento
Autor
Nome completo
Marcela Lima Silagi de Siqueira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Mansur, Leticia Lessa (Presidente)
Brucki, Sônia Maria Dozzi
Goulart, Maria Teresa Carthery
Nemr, Nair Katia
Ortiz, Karin Zazo
Título em português
Desempenho de indivduos com lesão de hemisfério direito versus esquerdo na compreensão de inferências escritas
Palavras-chave em português
Acidente vascular cerebral
Avaliação
Cognição
Compreensão
Fonoaudiologia
Leitura
Lesões encefálicas
Linguagem
Testes de linguagem
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A literatura mostra que sujeitos com lesão cerebral à direita apresentam alteração na realização de inferências. Porém, pesquisas mais recentes com neuroimagem demonstram co-ativação dos hemisférios durante o processamento inferencial, nos indivíduos saudáveis. Estudos comparativos sobre os efeitos das lesões no hemisfério direito e hemisfério esquerdo em tarefas de compreensão de inferências durante a leitura são escassos. Os objetivos deste estudo foram: (1) Comparar o desempenho de pacientes com lesão de hemisfério esquerdo (LHE), lesão de hemisfério direito (LHD) e sujeitos cognitivamente saudáveis (GC) na tarefa de compreensão de inferências escritas; (2) Analisar a correlação entre as funções cognitivas e o desempenho no teste de compreensão de inferências escritas e (3) Analisar a influência da idade, escolaridade e local de lesão na mesma tarefa. MÉTODOS: A amostra foi composta por 75 sujeitos divididos em três grupos: 25 indivíduos com LHE, 25 indivíduos com LHD e 25 sujeitos para grupo-controle (GC). Os indivíduos foram avaliados por meio do instrumento "Gerenciamento do Implícito", designado para avaliar a compreensão de inferências durante a leitura. O teste é constituído por 20 textos curtos, demonstrando cenário de um fato ou situação-problema. Os pacientes responderam a questões que demandam diferentes tipos de raciocínio inferencial, sendo: explícitas (não exigem raciocínio inferencial propriamente dito), lógicas (exigem raciocínio lógico e processos de dedução), pragmáticas (exigem induções a partir de conhecimentos comuns e contextualização), distratoras (a informação solicitada não está contida no texto) e "outras" (requerem gerenciamento concomitante das operações lógicas e pragmáticas). Para avaliação cognitiva e posterior correlação com o teste de compreensão de inferências, foi utilizado o Cognitive Linguistic Quick Test (CLQT), que verifica os domínios: atenção, memória, funções executivas, linguagem e habilidades visuoespaciais. RESULTADOS: Em relação ao desempenho no teste de compreensão de inferências, os três grupos se diferenciaram nas questões lógicas, pragmáticas, "outras" e nas pontuações totais, sendo que o grupo LHD apresentou pior desempenho que o grupo LHE, e ambos tiveram piores escores que o GC. Os grupos LHD e LHE não se diferenciaram nas questões explícitas e distratoras, porém tiveram desempenho inferior em relação ao GC. Quanto às correlações com o CLQT, na análise geral da amostra, todos os domínios cognitivos foram relacionados com todos os tipos de questões do teste de compreensão de inferências, especialmente as questões lógicas, pragmáticas, "outras" e pontuação total. Na análise por grupos, houve influência da atenção para os três grupos, as habilidades visuoespaciais afetaram os escores dos grupos LHE e LHD, a memória e as funções executivas influenciaram o desempenho do grupo LHD e a linguagem afetou o desempenho do grupo LHE. Apenas a escolaridade influenciou o desempenho da amostra como um todo. CONCLUSÕES: Os resultados demonstram que há certa dissociação dos hemisférios no processamento inferencial e que lesões em ambos os hemisférios podem acarretar dificuldades na realização das inferências durante a leitura. Porém, pacientes com LHD apresentam dificuldades no processamento de inferências mais complexas, o que nos leva à interpretação da contribuição deste hemisfério em tarefas de maior demanda cognitiva. A capacidade de compreensão de inferências está correlacionada com todas as habilidades cognitivas e a escolaridade afeta o desempenho da amostra como um todo
Título em inglês
Performance of individuals with right hemisphere versus left hemisphere lesion in written inference comprehension
Palavras-chave em inglês
Brain injuries
Cognition
Comprehension
Evaluation
Language
Language tests
Reading
Speech Language and Hearing Sciences
Stroke
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Literature shows that subjects with right brain damage present inference difficulties. However, more recent neuroimaging research demonstrates co-activation of hemispheres during inferential processing in healthy individuals. Comparative studies on the effects of right- and left-hemisphere lesions on tasks of reading comprehension of inferences are scarce. The objectives of this study were: (1) To compare the performance of patients with left hemisphere lesion (LHL), right hemisphere lesion (RHL) and healthy subjects in a task of reading comprehension of inferences; (2) To analyze the correlation between cognitive functions and performance on this inference comprehension test; and (3) To analyze the influence of age, education and local of lesion on the same task. METHODS: The sample consisted of 75 subjects divided into three groups: 25 subjects with LHL, 25 subjects with RHL and 25 control subjects (CG). Individuals were assessed using the "Implicit Management" test, designed to evaluate comprehension of inferences during reading. The test consists of 20 small texts, demonstrating a scenario of a fact or a problem situation. Patients answered questions that demand different types of inferential reasoning: explicit (not requiring inferential reasoning per se), logical (requiring logical reasoning and deduction processes), pragmatic (requiring inductions from common knowledge and contextualization), distracting (the requested information is not contained in the text) and "other" (requiring concomitant management of logical and pragmatic operations). The Cognitive Linguistic Quick Test (CLQT) was used for cognitive evaluation and correlation with the inference comprehension test. The CLQT assesses the domains of attention, memory, executive functions, language, and visuospatial abilities. RESULTS: Regarding performance in the inference comprehension test, the three groups differed in the logical, pragmatic, "other" questions, and in the total scores. The RHL group performed worse than the LHL group, and both had worse scores than the CG. The RHL and LHL groups did not differ in explicit and distracting questions, but they had lower performances when compared to the CG. In the overall analysis of the sample, all cognitive domains of the CLQT were related to all types of questions in the inference comprehension test, especially logical, pragmatic, "other" questions, and total score. In the group analysis, in the LHD group, memory was correlated with performance in logical questions; attention, memory, executive functions and visuospatial skills were correlated with performance in "other" questions. In the LHE group, attention and visuospatial skills were more related to pragmatic questions. Only education influenced the performance of the sample as a whole. CONCLUSIONS: Results showed a certain dissociation between hemispheres in inferential processing, and that lesions in both hemispheres may lead to difficulties in inference making during reading. However, patients with RLH presented difficulties in processing more complex inferences, which suggests the contribution of this hemisphere in tasks with greater cognitive demand. The ability to comprehend inferences was correlated with all cognitive abilities, and education affected the performance of the whole sample on the inference comprehension test
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-03-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.