• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Yurika Maria Fogaça Kawaguchi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Pires Neto, Ruy de Camargo (Presidente)
Chiavegato, Luciana Dias
Fu, Carolina
Park, Marcelo
Título em português
Validação cultural e confiabilidade das versões em português das escalas de mobilidade na UTI: Perme Intensive Care Unit Mobility Score e Intensive Care Unit Mobility Scale (IMS)
Palavras-chave em português
Deambulação precoce
Equipamentos e provisões
Estudos de validação
Fisioterapia
Limitação da mobilidade
Recuperação de função
Unidade de terapia intensiva
Resumo em português
Objetivo: Realizar a tradução, validação cultural para a língua portuguesa do Brasil e análise de concordância e confiabilidade entre avaliadores das escalas de mobilidade em unidade de terapia intensiva (UTI) Perme Intensive Care Unit Mobility Score - Perme Score e a Intensive Care Unit Mobility Scale - IMS. Métodos: O processo de tradução e adaptação seguiu as seguintes etapas: Preparação, tradução, reconciliação e síntese, tradução reversa, revisão, aprovação e pré-teste. Após estes processos, a versão em português das duas escalas foi utilizada por dois pesquisadores na avaliação de 103 pacientes críticos internados em UTI. O índice de Kappa e a análise de Bland-Altman foram utilizados para verificar a concordância entre as escalas. O coeficiente ? de Cronbach foi utilizado para verificar a confiabilidade entre os avaliadores no uso das escalas. A correlação entre as escalas foi verificada pelo teste de Spearman. Resultados: Ambas as escalas, Perme Escore e Escala de Mobilidade na UTI - EMU, foram devidamente traduzidas para o Português falado no Brasil. As características dos pacientes críticos avaliados neste estudo demonstrou uma predominância masculina 56 (54%) com idade média de 52±18 anos, apresentando SAPS 3 = 66 (24%). O principal motivo de internação nas UTIS foi descompensação clínica de origem respiratória (44%). Ambas as escalas apresentaram excelente concordância (k > 0,90) e confiabilidade (alfa > 0,90) para todos os domínios. Na análise de Bland-Altman, constatou-se um baixo viés entre os avaliadores tanto para o EMU (-0,048 ± 0,35) quanto para o Escore de Perme (-0,06 ± 0,73). Os limites superiores e inferiores de 95% de concordância foram de 0,64 a -0,73 para o EMU e de 1,36 a -1,5 para o Perme Escore. Além disso, verificou-se forte correlação positiva entre as duas escalas utilizadas para avaliar os pacientes ( =0,941). Conclusão: A versão em português do Escore Perme de mobilidade em UTI (Perme Escore) e da escala de mobilidade em unidade de terapia intensiva (EMU) apresentaram alta concordância e confiabilidade entre os avaliadores
Título em inglês
Perme Intensive Care Unit Mobility Score and Intensive Care Unit Mobility Scale (IMS): Cross-Cultural validation and Reliability of the Brazilian Portuguese version
Palavras-chave em inglês
Early mobilization
Equipment and supplies
Intensive care unit
Mobility limitations
Physical therapy modalities
Recovery of function
Validation studies
Resumo em inglês
Objectives: Translate, cross cultural validate to Brazilian Portuguese language and analyze the inter-rater reliability with both instruments Perme Score and IMS. Methods: The translation process and the cross cultural validation followed the following steps: preparation, translation, synthesis, back translation, review, approval and pre-test. After this process the Brazilian Portuguese version of the both scales were used by two researchers to evaluated 103 critical care patients. The weighted kappa and Bland Altman analysis were used to verify inter rater agreement. Cronbach-? test was used to evaluate inter rate reliability. The correlation between the scales was verified by the Spearman correlation test. Results: Both scales, Perme escore e EMU, were translated to the Brazilian Portuguese. Most of the patients were male 56 (54%), mean age 52±18, SAPS 3 = 66 (24%). Respiratory failure was the most prevalent reason for admission (44%). Both scales showed an excellent inter rater agreement (k > 0,90) and reliability (alpha > 0,90) for all domains. Bland-Altman analysis showed a low bias between raters either for EMU (-0,048 ± 0,35) and Perme Escore (-0,06 ± 0,73). Upper and lower 95% limits of agreement were 0.64 to -0.73 for the EMU and 1.36 - 1.5 for the Perme Escore. Moreover, it also presented a strong positive correlation between the two instruments ( = 0,941). Conclusion: The Brazilian Portuguese version of the Perme Escore and EMU showed a high agreement and reliability between the raters
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-10-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.