• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2014.tde-26022015-143354
Documento
Autor
Nome completo
Dicarla Motta Magnani
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Andrade, Claudia Regina Furquim de (Presidente)
Cunha, Maria Claudia
Sassi, Fernanda Chiarion
Título em português
Caracterização e comparação de alterações miofuncionais em pacientes com queimadura de segundo e terceiro grau em face e cervical
Palavras-chave em português
Avaliação
Cabeça
Contratura
Estudos transversais
Face
Fonoaudiologia
Pescoço
Queimaduras/complicações
Queimaduras/reabilitação
Unidades de queimados
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Sequelas de queimaduras na morfologia e mobilidade das estruturas motoras orais e nas funções orofaciais como mastigação, deglutição e fala não são incomuns em pacientes que sofreram queimaduras graves na região de cabeça e pescoço. O objetivo deste estudo foi analisar as características dos movimentos motores orais e da mímica facial em pacientes com queimaduras de cabeça e pescoço. MÉTODOS: Estudo transversal descritivo observacional, realizado com pacientes que sofreram queimaduras na cabeça e pescoço e que foram encaminhados para a Divisão de Funções da Face - Queimados de um hospital público brasileiro, entre janeiro de 2013 e dezembro de 2013, para avaliação e reabilitação. Somente pacientes com queimaduras de segundo grau (superficial e profunda) e queimaduras de terceiro grau em face e pescoço foram incluídos no estudo. Os pacientes foram submetidos à avaliação clínica, que incluiu: avaliação motora oral (postura, posição e mobilidade dos órgãos motoras orais e desempenho durante a mastigação e deglutição); avaliação da amplitude mandibular; avaliação da mímica facial. Para fins de caracterização, os pacientes foram divididos em dois grupos: G1 - pacientes com queimaduras de segundo grau superficial; G2 - pacientes com queimaduras de segundo grau profunda e terceiro grau. RESULTADOS: A amostra final do estudo foi composta por 40 pacientes: G1 com 19 indivíduos e G2 com 21 indivíduos. A análise estatística indicou que as contraturas e cicatrizes hipertróficas tem impacto negativo sobre o sistema miofuncional orofacial. A pontuação global obtida para avaliação clínica dos órgãos motores orofaciais indicou que tanto os pacientes de segundo grau como de terceiro grau apresentaram déficits relacionados à postura, posição e mobilidade dos órgãos motores orofaciais. Considerando a mímica facial, os grupos diferiram significativamente ao realizar movimentos faciais voluntários. Os pacientes também apresentaram limitação na medida de abertura oral máxima. Os déficits foram maiores para os indivíduos do G2 em todas as avaliações. CONCLUSÃO: Pacientes com queimaduras de cabeça e pescoço apresentam déficits significativos relacionados à postura, posição e mobilidade das estruturas miofuncionais orais, incluindo os movimentos da mímica facial. Estes pacientes devem ser considerados de risco para o desenvolvimento de futuras desordens temporomandibulares
Título em inglês
Characterization and comparison of miofunctional changes in patients with second and third degree burns to the face and neck
Palavras-chave em inglês
Burns units
Burns/complications
Burns/rehabilitation
Contracture
Cross-sectional studies
Evaluation
Face
Head
Neck
Speech language and Hearing Sciences
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Burn sequelae on oral motor structures morphology, mobility and functions such as mastication, swallowing and speech are not uncommon in patients who suffered severe burns to the head and neck. The purpose of this study was to analyze the characteristics of the oral-motor movements and facial mimic in patients with head and neck burns. METHODS: An observational descriptive cross-sectional study was conducted with patients who suffered burns to the head and neck and who were referred to the Division of Orofacial Myology of a Brazilian public hospital, between January 2013 and December 2013, for assessment and rehabilitation. Only patients presenting second (i.e. superficial and deep) and third degree burns to areas of the face and neck were included in the study. Patients underwent clinical assessment that included: an oral motor evaluation (i.e. posture, position and mobility of the oral motor organs and performance during mastication and swallowing); assessment of the mandibular range of movement; assessment of the facial mimic. For characterization purposes, patients were divided into two groups: G1 - patients with superficial second degree burns; G2 - patients with deep second and third degree burns. RESULTS: Our final study sample was composed by 40 patients: G1 with 19 individuals and G2 with 21 individuals. Statistical analyzes indicated that contractures and hypertrophic scars have a negative impact on the oral myofunctional system. The overall scores obtained in the clinical assessment of the oral motor organs indicated that both second and third degree patients presented deficits related to posture, position and mobility of the oral motor organs. Considering facial mimic, groups differed significantly when performing voluntary facial movements. Patients also presented limited maximal incisor opening. Deficits were greater for individuals in G2 in all assessments. CONCLUSION: Patients with head and neck burns present significant deficits related to posture, position and mobility of the oral myofunctional structures, including facial movements. These patients should be considered at risk for developing future temporomandibular disorders
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-03-03
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • SASSI, Fernanda Chiarion, et al. Técnica manual de mensuração da paralisa facial com réguas. In 17o Congresso Brasileiro e 1o Congresso Ibero-Americano de Fonoaudiologia, Salvador, 2009. Anais (Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia).São Paulo : Copy Press, 2009. Dispon?vel em: http://www.sbfa.org.br/portal/anais2009/pg.php.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.