• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2015.tde-24082015-091529
Documento
Autor
Nome completo
Erica Macedo de Paula
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Lopes, Debora Maria Befi (Presidente)
Sassi, Fernanda Chiarion
Giacheti, Célia Maria
Rodrigues, Amalia
Schochat, Eliane
Título em português
Habilidades linguísticas de crianças pré e pós-transplante hepático
Palavras-chave em português
Criança
Desenvolvimento de linguagem
Linguagem infantil
Testes de linguagem
Transplante de fígado
Transtornos do desenvolvimento da linguagem
Resumo em português
Introdução: A doença hepática crônica na infância aumenta o risco de deficit neurocognitivo e linguístico, que pode persistir mesmo após o transplante de fígado (TxH) bem-sucedido. O objetivo da pesquisa foi verificar se há atraso no desenvolvimento linguístico em crianças com idade entre 2 anos e 7 anos e 11 meses, pré TxH e pós TxH. Método: A casuística foi constituída por 76 crianças, sendo 31 pré TxH e 45 pós TxH. O grupo controle (GC) foi composto por 60 crianças. Para verificar as habilidades linguísticas, foi aplicado o Test of Early Language Development-TELD-3. Para complementar, foram coletados dados clínicos e socioeconômicos. Resultados: O desempenho das crianças na fila de espera do transplante foi significativamente inferior ao do GC (p < 0,001) e ao do grupo pós TxH (p < 0,001), com valores abaixo da média, de acordo com o TELD-3. O grupo pós TxH apresentou média inferior à do GC (p=0,031), entretanto, com valores na média, de acordo com o TELD-3. Na análise de regressão, para o pré TxH a idade apareceu como fator de risco (OR=1,075; p=0,050) e para o pós TxH, a renda mensal (OR = 0,999; p=0,055). Conclusões: Constatou-se atraso das habilidades gerais de linguagem em crianças pré TxH, sendo a idade o único fator de risco apontado para o atraso linguístico. Para o grupo pós TxH não foi observado atraso linguístico. Entretanto, o desempenho foi inferior ao do GC e o único fator de risco indicado foi a renda familiar mensal. É necessário que as crianças sejam acompanhadas por equipe multiprofissional no momento pré TxH e no pós TxH imediato, para minimizar os deficit linguísticos e otimizar seu desenvolvimento
Título em inglês
Language skills of children pre and post liver transplantation
Palavras-chave em inglês
Child
Child language
Language development
Language development disorders
Language tests
Liver transplantation
Resumo em inglês
Introduction: Chronic liver disease in childhood increases the risk for neurocognitive and linguistic deficits, which may persist even after successful liver transplantation (LT). The objective of the present research was to check for delayed language development in children aged 2 years to 7 years and 11 months, pre and post liver transplant. Method: The sample consisted of 76 children, 31 pre LT and 45 post LT. The control group (CG) consisted of 60 children. For checking the language skills the Test of Early Language Development-TELD-3 was administered. In addition, clinical and socioeconomic data were collected. Results: The performance of children on the waiting list for transplant was significantly lower than the control group (p < 0.001) and the post LT group (p < 0.001), with values below average according to TELD-3. The post LT group had lower scores than the CG (p = 0.031), however with values on average according to TELD-3. In the regression analysis for the pre LT group, age appeared as a risk factor (OR = 1.075; p = 0.050) and for the post LT, monthly income (OR = 0.999; p = 0.055). Conclusions: General language skills were delayed in the pre LT group, with age appearing as the only risk factor for the language delay. Language delay was not observed in the post LT group, however the performance was lower than the CG, the only risk factor indicated was monthly family income. To minimize the linguistic deficit and optimize their development, children pre LT and immediately post LT, should be assisted by a multi-professional group
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-08-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.