• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2018.tde-09052018-101058
Documento
Autor
Nome completo
Mayra Monteiro Pires
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Schochat, Eliane (Presidente)
Rabelo, Camila Maia
Carvallo, Renata Mota Mamede de
Frota, Silvana Maria Monte Coelho
Pereira, Liliane Desgualdo
Título em português
A eficácia de um programa de treinamento auditivo temporal em crianças que apresentam erros ortográficos de caracterização surda-sonora
Palavras-chave em português
Audição
Criança
Estimulação acústica
Percepção auditiva
Potencial evocado MMN
Transtornos de linguagem
Resumo em português
Introdução: Estudos sobre a produção da escrita infantil do português brasileiro (PB) demonstraram que um dos erros ortográficos mais frequentes na linguagem escrita são os erros de caracterização surda-sonora. Acredita-se que essas crianças podem apresentar alteração no processamento auditivo temporal que poderia desencadear dificuldades para a percepção de fonemas de característica semelhantes, ocasionando uma representação fonológica inadequada que não permite a associação fonema-grafema de forma correta. Sendo assim, um programa de treinamento auditivo temporal (PTAT) com base em atividades adaptadas do software Fast ForWord (FFW) foi proposto para a reabilitação de dificuldades relacionadas ao processamento auditivo temporal e associação fonema-grafema. Objetivo: Verificar a eficácia de um PTAT com atividades adaptadas do FFW na reabilitação das habilidades auditivas temporais e na redução de processos de erros ortográficos de caracterização surda-sonora em crianças que apresentam esse tipo de erro. Métodos: No presente estudo participaram 16 crianças na faixa etária de 10 a 12 anos. As crianças apresentaram erros ortográficos de caracterização surda-sonora e alteração em um dos testes de processamento auditivo temporal que foram utilizados na avaliação. Essas crianças foram divididas em dois grupos: um grupo experimental (GE) que realizou as atividades do PTAT e um grupo placebo (GP) que realizou um treinamento placebo (TP) com atividades visuais. Após a finalização do TP, as crianças do GP foram reavaliadas e inseridas no GE. As crianças de ambos os grupos foram submetidas a avaliações pré e pós-treino utilizando medidas comportamentais do processamento auditivo, a saber: Teste de Padrão de Frequência (TPF) para a habilidade auditiva de ordenação temporal, GIN (Gaps in Noise) para a habilidade auditiva de resolução temporal e Teste Temporal Progressivo (TTP) para verificar a percepção de diferentes intervalos inter-estímulos de forma rápida. Além disso, foi realizada a avaliação eletrofisiológica utilizando o Mismatch Negativity (MMN) com as sílabas /da/ e /ga/ e avaliação da escrita que foi realizada com um ditado em que foram avaliados os erros ortográficos de caracterização surda-sonora em relação à quantidade desses erros nos grafemas plosivos e fricativos, a frequência de ocorrência de erros nos mesmos grafemas e a quantidade de processos referentes à sonorização e dessonorização. Resultados: No presente estudo não foram encontradas diferenças estatisticamente significante para o GP entre a avaliação pré e pós-treino placebo em todas as medidas propostas de avaliação, enquanto para o GE foram encontradas diferenças estatisticamente significantes entre a avaliação pré e pós-treino em todos os testes comportamentais do processamento auditivo e na latência do MMN. Na avalição da escrita foram encontradas diferenças estaticamente significantes para a redução da quantidade dos erros ortográficos de caracterização surda-sonora nos grafemas fricativos, para a frequência de ocorrência de erros nos grafemas plosivos e fricativos e na quantidade de processos referentes à sonorização e dessonorização. Conclusões: O presente estudo demonstrou que houve eficácia do PTAT na reabilitação e aperfeiçoamento das habilidades auditivas de ordenação e resolução temporal e na percepção de menores intervalos inter-estímulos apresentados de forma rápida, assim como na latência das respostas do MMN e redução de processos de erros na escrita de crianças que apresentaram erros ortográficos de caracterização surda-sonora
Título em inglês
The efficacy of an auditory temporal training program in children who present orthographic errors of the voiced-voiceless type
Palavras-chave em inglês
Acoustic stimulation
Auditory perception
Child
Hearing
Language disorders
MMN evoked potential
Resumo em inglês
Introduction: Studies on children's written production of the Brazilian Portuguese (BP) have shown that one of the most frequent orthographic errors is the voiced-voiceless type. It is believed that children who perform this kind of error might present variations in the auditory temporal processing, which could impair the perception of phonemes with similar characteristics. This would then cause an inadequate phonological representation that does not allow the correct phoneme-grapheme association. Bearing this in mind, this work proposed an auditory temporal training program based on activities from the software Fast ForWord (FFW) to restore the skills related to auditory temporal processing and phoneme-grapheme association. Objective: Verify the effectiveness of an auditory temporal training program containing activities adapted from the FFW, which aims at restoring the temporal auditory abilities and reducing orthographic errors of the voiced-voiceless type in children who perform them. Method: Sixteen children aged between 10 and 12 years old participated on this study. They presented orthographic errors of the voiced-voiceless type and changes in one of the auditory temporal processing tests that was used in the evaluation. The children were divided in two groups: experimental group (EG), that performed the activities of the auditory temporal training; and the placebo group (PG), that performed a placebo training based on visual activities. After the end of the placebo training, children from this group were re-evaluated and put in the EG. Children from both groups underwent evaluations before and after the training through three auditory processing behavior measures, that were: Pitch Pattern Sequence Test (PPST), to measure the auditory temporal ordering skill; Gaps in Noise (GIN), to measure temporal resolution; and Progressive Temporal Test, to verify the perception of different quick inter-stimuli intervals. Besides that, an electrophysiological evaluation was conducted by using Mismatch Negativity (MMN) with the syllables /da/ and /ga/, as well as a written evaluation using a dictation. In this evaluation, the occurrences of the voiced-voiceless type error were analyzed in relation to: plosive and fricative graphemes; the frequency with which those type of errors occur in the same graphemes, and also the amount of processes that refer to voicing and devoicing. Results: The present study did not find statistically significant differences for the PG when comparing the evaluations conducted before and after the training in all the measures of evaluation. However, for the EG, statistically significant differences were found when comparing both evaluations - in all the behavior tests of the auditory processing and in the MMN latency as well. As for the written evaluation, statistically significant differences were also found, such as: the reduction of error in the amount of voiced-voiceless type errors in the fricative graphemes; reduction in the occurrence on plosive and fricative graphemes; and the reduction in the amount of processes related to voicing and devoicing. Conclusions: The present study showed that an auditory temporal training aiming at the rehabilitation and improvement of the auditory abilities of temporal ordering and resolution is effective. It also showed the training efficacy concerning: the perception of short inter-stimuli intervals presented quickly; the latency of MMN responses; as well as the reduction of error processes in the writing of children who presented orthographic errors of the voiced-voiceless type
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-05-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.