• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2015.tde-06112015-161303
Documento
Autor
Nome completo
Ana Paula Fernandes De Angelis Rubira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Marques, Amelia Pasqual (Presidente)
Berssaneti, Ana Assumpção
Carvalho, Celso Ricardo Fernandes de
França, Fabio Jorge Renovato
Título em português
Efeito do laser e ultrassom na dor e incapacidade funcional de mulheres com lombalgia crônica não específica: ensaio clínico randomizado
Palavras-chave em português
Dor crônica
Dor lombar
Ensaio clínico
Fisioterapia
Terapia a laser de baixa intensidade
Terapia por ultrassom
Resumo em português
Introdução: A lombalgia é frequentemente acompanhada por exacerbação da dore incapacidade funcional. Entre os recursos usados no tratamento estão o laser, ultrassom contínuo e pulsátil,porém os efeitos são controversos. Objetivos:Verificar o efeito do laser e do ultrassom contínuo e pulsátil na dor e na incapacidade funcional de mulheres com lombalgia crônica não específica.Casuística e Método: A amostra foi composta por 100 voluntárias alocadas aleatoriamente em quatro grupos: Laser (n=26) tratadas com 3J; Ultrassom Pulsátil(n=24)de 3 MHz, tratadas com 1W/cm²; Ultrassom Contínuo (n=26) de 1 MHz, tratadas com 1W/cm²; e Controle (n=24), que aguardou tratamento.A intensidade da dor foi avaliada com a Escala Visual analógica (EVA), a qualidade da dor com o questionário de dor McGille a incapacidade funcional com o questionário de Roland Morris, antes e após 10 sessões de tratamento.Resultados:Os três grupos tratados tiveram diminuição na dor(p < 0,001), mas o grupo Laser apresentou ganho relativo de 91,2%; Ultrassom Pulsátil 76,8%; grupo Ultrassom Contínuo 81,5% e o grupo Controle piora de -5,8%. Os três grupos tratados tiveram melhora na qualidade da dor (McGill) total, sensorial e afetiva (p < 0,005; p < 0,002; p < 0,013, respectivamente).Todos os grupos tratados apresentaram diminuição na incapacidade funcional (p < 0,001),porém o grupo Ultrassom Pulsátil obteve o maior ganho relativo de 83,3% em comparação com os grupos Laser (62,5%), Ultrassom Contínuo (50%) e Controle(-37,5%). Conclusão: O laser pulsátil de baixa intensidade, ultrassom terapêutico 3 MHz e 1 MHz nos modos pulsátil e contínuo, respectivamente, tem efeitos significativos na diminuição da dor lombar e na melhora da incapacidade funcional em portadoras de lombalgia crônica não específica. Quanto ao ganho relativo, o laser pulsátil de baixa intensidade teve melhor efeito na dor enquanto o ultrassom 3 MHz, modo pulsátil, na melhora da incapacidade funcional
Título em inglês
Effect of laser, continuous and pulsed ultrasound on pain, functional disability of women with non-specific low back pain: a randomized controled trial
Palavras-chave em inglês
Chronic pain
Clinical trial
Laser therapy low-level
Low back pain
Physical therapy specialty
Ultrasonic therapy
Resumo em inglês
Introduction: low back pain is often accompanied by exacerbation of pain and functional disability. Laser, Continuous and Pulsatile Ultrasound are used for the treatment, but its effects are controversial. Objectives: To assess the effect of the laser, the pulsatile and the continuous ultrasound on pain and functional disability in women with chronic non-specific low back pain. Material and methods: The sample was composed of 100 volunteers randomly allocated into four groups: Laser (n= 26) treated with 3 J; Pulsed Ultrasound (n= 24) of 3 MHz, treated with 1W/cm2; Continuous Ultrasound (n= 26) of 1 MHz, treated with 1W/cm2); and a Control Group (n= 24), who waited for treatment. The intensity of pain was assessed using the Visual Analogue Scale (VAS), the quality of pain with the of the McGill pain questionnaire and the functional disability with the Roland-Morris questionnaire, before and after 10 session of treatment.Results: The three treated groups had decrease in pain (p < 0.001), but the Laser group showed relative gain of 91.2 %; pulsed Ultrasound 76.8 %; group Continuous Ultrasound 81.5% and the Control group worsening of -5.8 %. The three treated groups had improvement in the quality of pain (McGill), total, sensory and affective dimension (p < 0.005; p < 0.002; p < 0.013, respectively). All treated groups showed a decrease in functional disability (p < 0.001), but the Pulsatile Ultrasound group showed the highest relative gain (83.3%) in comparison with the Laser (62.5 % ), Continuous Ultrasound (50 %) and Control groups (-37.5 % ). Conclusion:The pulsed laser, pulsed and continuous ultrassom have significant effects in decrease of low back pain and improve the functional disability in women with non-specific chronic low back pain, but the pulsed low level laser had the best results on pain while the pulsed ultrasound had the best results on improve the functional disability
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-11-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.