• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2018.tde-23102018-114122
Documento
Autor
Nome completo
Fábio Poianas Giannini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Scalabrini Neto, Augusto (Presidente)
Silva, Marjorie Fregonesi Rodrigues da
Azevedo, Luciano César Pontes de
Capone Neto, Antonio
Pazin Filho, Antonio
Título em português
Abordagem do erro em unidades de terapia intensiva paulistanas
Palavras-chave em português
Cuidados críticos
Erros médicos
Hospitais privados
Hospitais públicos
Inquéritos e questionários
Unidades de terapias intensivas
Resumo em português
A prática da medicina vem mudando rapidamente. Nos últimos 20 anos os profissionais de saúde tem se preocupado cada vez mais com os erros que ocorrem durante o processo de cuidado dos pacientes enquanto trabalham duramente para preveni-los e mitigá-los. Tão importante quanto o erro em si é a maneira como o evento adverso é discutido e a maneira como os profissionais envolvidos no erro são abordados. O objetivo da pesquisa foi aplicar um questionário sobre erro e abordagem do erro. O instrumento foi originalmente publicado em língua inglesa e validado em português pelo método de Brislin. Responderam ao questionário 161 profissionais de saúde (enfermeiros, técnicos de enfermagem, médicos e fisioterapeutas) provenientes de 19 diferentes unidades de terapia intensiva adulto públicas e privadas da cidade de São Paulo (Estado de São Paulo - Brasil).Os resultados revelaram que profissionais do sexo masculino são mais propensos a reconhecer que cometem erros em relação a profissionais do sexo feminino com uma razão de chances de 0,21 (0,07-0,65); que profissionais oriundos de unidades públicas reportam com mais frequência que ameaça de processos {RC 0,23 (0,11 - 0,48)}, ameaça à estabilidade no emprego {RC 0,49 (0,24 - 0,99)} e personalidade de outros membros da equipe {RC 0,22 (0,09 - 0,51)} são motivos para que os erros não sejam discutidos tampouco abordados adequadamente. Estas informações levantam possíveis oportunidades para aprofundar a discussão e o tratamento de eventos adversos em unidades de terapia intensiva
Título em inglês
Approach to error in brazilian intensive care units
Palavras-chave em inglês
Critical care
Hospitals private
Hospitals public
Intensive care units
Medical errors
Surveys and questionnaires
Resumo em inglês
The practice of medicine is changing quickly. In the last 20 years, health professionals have increasingly worried about errors that occur during the process of patient care while working hard for its prevention and mitigation.As important as the error itself is the way each adverse event is discussed as well as each professional involved in an error is approached .The goal of the research was applying a survey about error and its approach. The tool was originally published in english and afterwards validated in portuguese by the Brislin method. The survey was answered by 161 health professionals (nurses, nurse technicians, intensive care physicians and physiotherapists) coming from 19 different adult intensive care units both public and private in the city of São Paulo (São Paulo - Brazil). The results revealed that male professionals are more likely to recognize having made an error than female professionals with a odds ratio of 0.21 (0.07-0.65). It also showed that professionals coming from public units report more often that the threat of litigation {RC 0.23 (0.11 - 0.48)}, threat of unemployment {RC 0,49 (0,24 - 0,99) } and other team members personality {RC 0.22} (0.09 - 0.51) are reasons for problems not being discussed or addressed. The informations collected on this survey raise opportunities to improve the study and treatment of adverse events in intensive care units
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-10-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.