• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Cheng Suh Chiou
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Lotufo, Paulo Andrade (Presidente)
Goulart, Alessandra Carvalho
Lima, Danielle Bivanco de
Izar, Maria Cristina de Oliveira
Zanetta, Dirce Maria Trevisan
Título em português
Associação entre aterosclerose subclínica e função renal na população do ELSA-Brasil
Palavras-chave em português
Doença da artéria coronariana
Epidemiologia
Insuficiência renal crônica
Taxa de filtração glomerular
Resumo em português
A doença renal crônica (DRC) é um problema de saúde pública mundial. Além de ser reconhecida como um ônus econômico significativo para a sociedade, está associada a altas taxas de morbidade e mortalidade. Assim, para as políticas de saúde pública, é de suma importância a detecção precoce dos seus fatores de risco relacionados aos desfechos desfavoráveis. As doenças cardiovasculares (DCV) já são reconhecidas por sua influência no desfecho da doença renal, mas a relação da calcificação coronariana (CAC) e DRC na fase inicial ainda é controversa. Nosso objetivo é avaliar se há uma associação independente entre a função renal e a CAC em um estudo transversal de coorte brasileira. Métodos: Os participantes do estudo ELSA-Brasil (N=4189) que realizaram exame de CAC foram categorizados em três grupos de taxa de filtração glomerular estimada (TFGe): G1, no estágio 1 (40,2% de participação), G2, no estágio 2 (55,7%), e G3, do estágio 3 ao 5 (4,1%). Também foram classificados em três níveis, de acordo com a razão albumina/creatinina urinária (RAC): A1, com RAC < 30 mg/g (95,6% de participação), A2, com RAC 30-300 mg/g (4%), e A3, com RAC > 300 mg/g (0,4%). A análise da associação entre CAC e os dois marcadores da DRC (TFGe e RAC) foi realizada por meio do método de regressão logística. Resultados: A regressão logística univariada demonstrou que a redução da TFGe apresentou forte relação com a presença de CAC. O risco relativo de CAC em comparação ao G1 foi de 1,94 (IC 95%, 1,67-2,24) para G2 e de 4,51 (IC 95%, 3,29-6,19) para G3. Entretanto, após o ajuste de idade e de outros fatores de riscos cardiovasculares, essa correlação foi atenuada completamente. Em relação à RAC, o grupo RAC > 300 mg/g apresentou associação positiva e a chance de CAC aumentou para 320%, comparada aos indivíduos sem albuminúria. Conclusão: O presente estudo demonstrou que o risco de calcificação coronariana aumenta precocemente na fase inicial da DRC. As maiores chances de calcificação foram detectadas em participantes com albuminúria > 300 mg/g, independentemente dos fatores de riscos tradicionais e idade. O exame de albuminuria pode refletir presença de calcificação coronariana em indivíduos assintomáticos
Título em inglês
Association between subclinical atherosclerosis and renal function in the ELSA-Brasil population
Palavras-chave em inglês
Coronary artery disease
Epidemiology
Glomerular filtration rate
Renal insufficiency chronic
Resumo em inglês
Chronic kidney disease (CKD) is a worldwide public health problem. As well as being recognized as posing a significant economic burden to society, it is also associated with high morbidity and mortality rates. Thus, early detection of its risk factors associated with unfavorable outcomes is of paramount importance for public health policy. The influence of cardiovascular diseases (CVD) on the outcome of renal disease has been recognized, but the relationship of coronary calcification (CAC) and CKD in the initial phase remains controversial. Our objective is to evaluate whether there is an independent association between renal function and coronary calcification in a cross-sectional Brazilian cohort. Methods: Participants in the ELSA-Brazil Study (N = 4189) who underwent CAC testing were categorized into three groups of estimated glomerular filtration rate (GFR): G1, stage 1 (40.2% of participants), G2, stage 2 (55.7 %) and G3, stages 3 to 5 (4.1%). They were also classified into three levels according to the urinary albumin / creatinine ratio (ACR): A1 ACR < 30 mg/g (95.6% of participants), A2, ACR 30-300 mg/g (4%) and A3, ACR > 300 mg/g (0.4%). Analysis of the association between CAC and the two markers of CKD (GFR and ACR) was performed using the logistic regression method. Results: Univariate logistic regression showed that reduction of eGFR was strongly associated with the presence of CAC. The relative risk of CAC compared to G1 was 1.94 (95% CI, 1.67-2.24) for G2 and 4.51 (95% CI, 3.29-6.19) for G3. However, after adjusting for age and other cardiovascular risk factors, this association was completely attenuated. As for the ACR, the group with ACR > 300 mg/g showed a positive association and the chance of CAC increased to 320%, compared to those without albuminuria. Conclusion: This study demonstrated that the risk of coronary calcification increases early in the initial phase of CKD. A higher chance of calcification was detected in participants with albuminuria > 300 mg/g, irrespective of traditional risk factors or age. Testing for albuminuria could reflect the presence of coronary calcification in asymptomatic individuals
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ChengSuhChiou.pdf (1.82 Mbytes)
Data de Publicação
2017-11-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.