• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Gustavo Luis Rodela Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Ribeiro, Adriana Vaz Safatle (Presidente)
Campos, Fábio Guilherme Caserta Maryssael de
Averbach, Marcelo
Martinez, Carlos Augusto Real
Título em português
Ressecção endoscópica versus cirúrgica do câncer colorretal precoce: revisão sistemática e metanálises
Palavras-chave em português
Cirurgia colorretal
Endoscopia gastrointestinal
Metanálise
Neoplasias colorretais
Procedimentos cirúrgicos endoscópicos gastrointestinais
Revisão sistemática
Resumo em português
INTRODUÇÃO: O câncer colorretal (CCR) é doença de grande importância, com elevada incidência e mortalidade. Restrito às camadas mucosa e submucosa, é denominado CCR precoce, sendo passível de tratamento endoscópico curativo na ausência de fatores de risco para metástases linfonodais. Entretanto, as técnicas para tal não são universalmente disponíveis, e muitos destes pacientes são tratados por ressecções cirúrgicas. OBJETIVO: Buscar estudos com os resultados do tratamento cirúrgico e endoscópico do CCR precoce e compará-los por meio de metanálise. MÉTODOS: Foi efetuada busca nas bases MEDLINE, EMBASE, LILACS, CENTRAL COCHRANE e EBSCO por estudos comparativos que incluíram pacientes com CCR precoce, submetidos a tratamento endoscópico ou cirúrgico. Dados de mortalidade, recidiva a longo prazo, taxas de ressecção em bloco e ressecção curativa, tempo de procedimento, taxas de complicações e complicações graves foram extraídos. Viés foi individualmente avaliado pela escala de Newcastle-Ottawa. Foram efetuados cálculos do risco absoluto (RA), seu aumento (ARA) ou redução (RAA), e dos números necessários para causar dano (NNH) ou tratar (NNT), com intervalo de confiança (IC) de 95% para significância estatística. Para metanálise dos dados, foi utilizado o programa RevMan 5, com uso do teste de Mantel-Haenszel para calcular um IC de 95%, e expressão dos resultados em gráficos de forest e funnel plot. A consistência entre os estudos foi relatada por I2. RESULTADOS: Foram encontradas 12.905 entradas via PUBMED e 12.818 via outras bases. Após remoção de duplicatas e aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, restaram quatro estudos de coorte retrospectiva. Não foi observada diferença para mortalidade (339 pacientes) ou recorrência a longo prazo (577 pacientes). Foi observada superioridade do tratamento cirúrgico em 11% (-0,11 [IC 95% -0,14; -0,09, P < 0,05]) para taxa de ressecção em bloco (1.085 pacientes), e em 11% (-0,11 [IC 95% -0,21; -0,02, P < 0,05]) para taxa de ressecção curativa (1.112 pacientes). O tratamento endoscópico demonstrou superioridade de 7% (-0,07 [IC 95% -0,10; -0,03]) para taxa de complicações (1.085 pacientes), de 8% (-0,08 [IC 95% -0,15; -0,01]) para complicações graves (827 pacientes), e de 130 minutos (-130,34 [IC 95% -190,5; -70,17, P < 0,05) para tempo de procedimento (827 pacientes). CONCLUSÃO: Conforme os dados disponíveis na literatura, o tratamento do CCR precoce apresenta melhores resultados pela técnica cirúrgica quanto às taxas de ressecção em bloco e curativa, e menos complicações e menor tempo de procedimento pela técnica endoscópica. Não há diferença quanto às taxas de mortalidade e recidiva a longo prazo
Título em inglês
Surgical versus endoscopic resection of early colorectal cancer: systematic review and meta-analysis
Palavras-chave em inglês
Colorectal neoplasms
Colorectal surgery
Endoscopic mucosal resection
Endoscopy
gastrointestinal
Meta-analysis
Systematic review
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Colorectal cancer (CRC) represents an important disease, with high incidence and mortality. When restricted to the mucosa and submucosa it is called early CRC, with curative endoscopic treatment in the absence of histopathological conditions associated with high risk of linfonodal metastasis. However, such treatment techniques are not widely available, and many of these patients undergo surgical resection. OBJECTIVES: To search for studies of endoscopic and surgical treatment modalities for early CRC, and compare these results through meta-analysis. METHODS: MEDLINE, EMBASE, LILACS, CENTRAL COCHRANE, and EBSCO databases were searched for comparative studies, which included early CRC patients subjected to surgical or endoscopic treatments. Data regarding mortality, recurrence, en bloc resection rate, curative resection rate, procedure time, complications rate, and severe complications rate were extracted. Study bias was evaluated using the Newcastle-Ottawa score. Absolute Risk (AR), AR reduction (ARR), AR increase (ARI), and the number necessary to treat (NNT) or to harm (NNH) were computed, using a 95% confidence interval (CI) as statistically significant. RevMan 5 software was used for meta-analysis, applying Mantel-Haenszel tests to achieve a 95% CI; results were represented by forest and funnel plots. Consistency among studies was reported via I2. RESULTS: 12,905 entries were found via PUBMED, and 12,818 via other databases. After removal of duplicates and observation of inclusion and exclusion criteria, 4 retrospective cohort studies were considered for analysis. No differences in mortality (339 patients) and long-term recurrence (577) were observed between the two groups. Surgical treatment had higher rates of en bloc resection (-0.11 [95% CI -0.14, -0.09, P < 0.05] - 1,085 patients) and curative resection (-0.11 [IC 95% CI -0.21, - 0.02, P < 0.05] - 1,112 patients) when compared to endoscopic treatment. Endoscopic treatment had lower total complication rate (0.07 [IC 95% -0.10; - 0.03] - 1,085 patients), lower severe complication rate (-0.08 [IC 95% -0.15; - 0.01] - 827 patients), and shorter procedure time than the surgical treatment (-130.34 min [IC 95% -190.5; -70.17, P < 0.05] - 827 patients). CONCLUSION: According to available data, surgical treatment of early CRC yields better results regarding en bloc resection and curative resection rates; endoscopic treatment of early CRC results in lower complication rate and shorter procedure time. There are no differences in mortality and long-term recurrence rates
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-04-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.