• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2016.tde-11012016-124443
Documento
Autor
Nome completo
Luciana Oba Onishi Kikuchi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Carrilho, Flair José (Presidente)
Albuquerque, Luiz Augusto Carneiro D
Carnevale, Francisco Cesar
Silva, Ivonete Sandra de Souza e
Título em português
Análise da sobrevida de pacientes com carcinoma hepatocelular atendidos no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo
Palavras-chave em português
Análise de sobrevida
Carcinoma hepatocelular
Cirrose hepática
Estadiamento de neoplasias
Mortalidade
Neoplasias hepáticas
Prognóstico
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Na maioria dos casos, o carcinoma hepatocelular (CHC) acomete pacientes com cirrose hepática. O algoritmo do Barcelona Clinic Liver Cancer group (BCLC) considera função hepática, características tumorais e, estado geral do paciente para definir o tratamento. Entretanto, a aplicabilidade de um algoritmo terapêutico nem sempre é possível na prática clínica. Este estudo buscou avaliar a aderência às recomendações do BCLC para tratamento dos pacientes com CHC e analisar o impacto sobre a sobrevida nos diferentes estádios. MÉTODOS: Este estudo incluiu todos os pacientes encaminhados para o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo para tratamento do CHC entre 2010 e 2012. Os pacientes (n = 364) foram classificados de acordo com as recomendações do BCLC. Se a terapia proposta não foi aplicada, o caso foi considerado como não aderente e as causas foram investigadas. A curva de sobrevida global foi estimada pelo método de sobrevida de Kaplan-Meier e comparada pela regressão de Cox. RESULTADOS: A porcentagem de aderência às recomendações do BCLC foi de 52% e variou entre os estádios: BCLC 0/A, 44%; BCLC B, 78%; BCLC C, 35%; e BCLC D, 67%. A taxa de sobrevida global, em um, dois e três anos, foi de 63, 45 e 33%, respectivamente. Nos pacientes aderentes do estádio BCLC 0/A, a sobrevida global foi significantemente melhor se comparada aos pacientes não aderentes (razão de risco [RR] = 0,19, intervalo de confiança [IC] 95%: 0,09-0,42; p < 0,001). Nos pacientes do estádio BCLC D, a taxa de sobrevida global foi pior em pacientes aderentes comparada aos pacientes não aderentes (RR = 4,0; IC 95%: 1,67-9,88; p < 0,001). Nenhuma diferença foi observada em pacientes do estádio BCLC B ou C classificados como aderentes ou não aderentes. CONCLUSÕES: A porcentagem de aderência às recomendações do BCLC na prática clínica é baixa e varia entre os estádios. A não aderência está associada a pior prognóstico, particularmente em pacientes com estádio precoce
Título em inglês
Survival analysis of patients with hepatocellular carcinoma treated at Instituto do Cancer do Estado de São Paulo
Palavras-chave em inglês
Hepatocellular carcinoma
Liver cirrhosis
Liver neoplasms
Mortality
Neoplasm staging
Prognosis
Survival analysis
Resumo em inglês
INTRODUCTION: In most cases, hepatocellular carcinoma (HCC) affects patients with liver cirrhosis. Barcelona Clinic Liver Cancer group (BCLC) algorithm takes into consideration liver function, tumor variables and patients general status to guide therapy. However, the application of a therapeutic algorithm is not always feasible in clinical practice. The aim of this study was to assess the adherence of newly diagnosed hepatocellular carcinoma patients to the BCLC treatment guidelines, as well as examine the impact on survival in different stages. METHODS: This study included all patients referred to Instituto do Câncer do Estado de São Paulo for HCC therapy between 2010 and 2012. Patients (n = 364) were classified according to BCLC stage. If the proposed HCC therapy could not be applied, the case was considered to represent deviations from the recommended BCLC guideline. Causes of treatment deviations were investigated. The overall survival (OS) curves were estimated by the Kaplan-Meier survival method and compared by Cox regression. RESULTS: The overall percentage of adherence to BCLC guidelines was 52 % and varied among the disease stages: BCLC 0/A, 44 %; BCLC B, 78 %; BCLC C, 35 %; and BCLC D, 67 %. One-, two-, and three-year OS rates were 63, 45, and 33 %, respectively. In BCLC 0/A, adherent patients presented a significantly better OS compared to non-adherent patients (hazard ratio [HR] = 0.19, 95% confidence interval [CI]: 0.09-0.42; p < 0.001). In BCLC D, the OS rate was worse in adherent patients compared to non-adherent patients (HR = 4.0, 95% CI: 1.67-9.88; p < 0.001), whereas no differences were observed in BCLC stage B or C. CONCLUSIONS: The percentage of adherence to BCLC recommendations in clinical practice is low and varies among the clinical stages. Non-adherence is associated with a worse prognosis, particularly in early stage disease
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-01-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.