• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Andre Tsin Chih Chen
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Carrilho, Flair José (Presidente)
Boin, Ilka de Fatima Santana Ferreira
Herman, Paulo
Sabbaga, Jorge
Título em português
Estudo fase II de radioterapia estereotáctica corpórea em pacientes com carcinoma hepatocelular e resposta parcial ou contraindicação à quimioembolização transarterial
Palavras-chave em português
Carcinoma hepatocelular
Ensaio clínico
Hipofracionamento da Dose de Radiação
Quimioembolização terapêutica
Radiocirurgia
Radioterapia
Radioterapia guiada por imagem
Resumo em português
CONTEXTO E OBJETIVO: O manejo do carcinoma hepatocelular (HCC) é desafiador devido a agressividade tumoral e cirrose associada. Faltam opções locais efetivas após falha à quimioembolização transarterial (TACE). Nosso objetivo foi testar através de estudo prospectivo fase II, a eficácia e segurança da Radioterapia Estereotáctica Corpórea (SBRT) em pacientes com HCC e resposta parcial ou contraindicação à TACE. MÉTODO: Pacientes com até 5 lesões de HCC restritas ao fígado realizaram SBRT na dose de 30 a 50 Gy em 5 frações. O desfecho primário foi sobrevida livre de progressão das lesões tratadas. Os desfechos secundários foram sobrevida livre de progressão hepática, sobrevida livre de progressão a distância, sobrevida global e toxicidade. Este estudo está registrado em clinicaltrials.gov sob o número NCT02221778. RESULTADO: De novembro de 2014 a junho de 2018, 19 pacientes receberam SBRT na dose mediana de 40 Gy (range 30 - 50 Gy). Todos tinham escore de Child Pugh A. A idade mediana foi de 67 anos (range 42-84 anos). A doença de base foi hepatite C em 42%, hepatite B em 26% e álcool em 26%. TACE prévia foi realizada em 84% dos pacientes, com mediana de duas TACEs (range 0-5). O número mediano de lesões foi dois (range 1-4), com tamanho mediano de 4 cm (1,5-10 cm). 32% dos pacientes tinham trombose tumoral; a AFP mediana pré-tratamento foi de 142,5 ng/ml (range 4,2 - 5 494 ng/ml). A sobrevida livre de progressão local em 1 ano foi de 80% (IC95%, 50% a 93%). A sobrevida livre de progressão hepática, sobrevida livre de progressão a distância e sobrevida global em 1 ano foram, respectivamente, de 52%, 82% e 84%. Não houve toxicidades clínicas grau 3 ou 4. Toxicidades laboratoriais até grau 3 ocorreram em 3 pacientes (16%). Resposta radiológica completa foi atingida em 53% dos pacientes, 42% tiveram resposta parcial. O tempo mediano para melhor resposta foi de 3,4 meses (range 2,4-12,6 meses). CONCLUSÃO: A SBRT é uma opção eficaz, segura e não invasiva em pacientes com HCC e resposta parcial ou contraindicação à quimioembolização
Título em inglês
Prospective phase II study of SBRT in hepatocellular carcinoma patients with partial response or unsuitable for TACE
Palavras-chave em inglês
Carcinoma hepatocellular
Chemoembolization therapeutic
Clinical trial
Radiation dose hypofractionation
Radiosurgery
Radiotherapy
Radiotherapy image-guided
Resumo em inglês
BACKGROUND AND PURPOUSE: Management of hepatocellular carcinoma (HCC) is challenging due to tumor aggressiveness and associated cirrhosis. There is paucity of effective local options after failure of transarterial chemoembolization (TACE). Our objective was to test in the setting of a phase II prospective study, the efficacy and safety of Stereotactic Body Radiation Therapy (SBRT) in patients with partial response or unsuitable for TACE. METHODS: Patients with HCC and up to five liver-only lesions received SBRT 30 to 50 Gy in 5 fractions. Primary endpoint was local progression-free survival. Secondary endpoints were liver progression-free survival, distant progression-free survival, overall survival and toxicity. This study is registered at clinicaltrials.gov NCT02221778. RESULTS: From Nov 2014 through Jun 2018, 19 patients received SBRT with a median dose of 40Gy (range 30 - 50 Gy). All patients were Child Pugh A. Median age was 67 years old (range 42-84y). Underlying liver disease was hepatitis C in 42% of patients, hepatitis B in 26% and alcohol-related in 26%. 84% received previous TACE, with a median of two TACEs (range 0-5). Patients had a median of two lesions (range 1-4), with median size of 4 cm (1.5-10 cm). 32% had tumor vascular thrombosis; median pretreatment AFP was 142.5 ng/ml (range 4.2 - 5,494 ng/ml). 1y local progression-free survival was 80% (95% CI, 50% to 93%). 1y liver progression-free survival, distant progression-free survival and overall survival were, respectively, 52%, 82% and 84%. No patient had clinical grade 3 or 4 toxicities. Laboratory toxicities up to grade 3 occurred in three patients (16%). Complete radiological response was seen in 53% of patients, 42% had partial response. Median time for best response was 3.4 months (range 2.4-12.6 months). CONCLUSION: SBRT is an effective, safe and noninvasive option in HCC patients with partial response or unsuitable for TACE
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AndreTsinChihChen.pdf (2.68 Mbytes)
Data de Publicação
2019-07-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.