• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2015.tde-17062015-155644
Documento
Autor
Nome completo
Clarice Rosa Olivo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Martins, Milton de Arruda (Presidente)
Arruda, Alessandra Choqueta de Toledo
Prado, Carla Máximo
Jardim, Jose Roberto
Negri, Elnara Márcia
Título em português
O exercício aeróbio atenua a inflamação pulmonar induzida pelo Streptococcus pneumoniae
Palavras-chave em português
Bactéria
Camundongos
Exercício aeróbio
Infecção pulmonar
S. pneumoniae
Resumo em português
O treinamento aeróbio moderado tem sido reconhecido como um importante estimulador do sistema imune, no entanto o efeito deste na infecção bacteriana não tem sido extensivamente estudado. Nosso objetivo foi avaliar se o exercício aeróbio moderado prévio à infecção por S. pneumoniae influencia a resposta inflamatória pulmonar. Camundongos BALB/C foram divididos em 4 grupos: Controle (animais sedentários; não infectados); S. pneumoniae (animais sedentários e posteriormente infectados); Exercício (animais treinados; não infectados); Exercício + S. pneumoniae (animais treinados e posteriormente infectados). Os animais foram submetidos a um programa de treinamento físico aeróbio durante 4 semanas, e 72 horas após a última sessão de exercício, os animais receberam instilação nasal de S. pneumoniae (linhagem M10) e foram avaliados 12 horas (fase aguda) ou 10 dias (fase tardia) após a instilação. Na fase aguda, o grupo S. pneumoniae apresentou um aumento de: resistência e elastância do sistema respiratório, número total de células, neutrófilos, linfócitos e macrófagos no lavado broncoalveolar (BAL), células polimorfonucleares no parênquima pulmonar e TNF-alfa e IL-1beta no homogenato pulmonar. O exercício físico atenuou significantemente esses parâmentros. Além disso, o exercício físico resultou em aumento da expressão de enzimas antioxidantes no pulmão (CuZnSOD and MnSOD). Na fase tardia, o grupo Exercício + S. pneumoniae apresentou redução no número total de células e macrófagos no BAL, células polimorfonucleares no parênquima pulmonar e IL-6 no homogenato pulmonar comparado ao grupo S. pneumoniae. Nossos resultados sugerem um efeito protetor do exercício aeróbio moderado contra a infecção bacteriana pulmonar. Esse efeito é provavelmente secundário ao efeito do exercício no balanço oxidante-antioxidante
Título em inglês
Aerobic exercise attenuates pulmonary inflammation induced by Streptococcus pneumoniae
Palavras-chave em inglês
Aerobic exercise
Bacteria
Lung infection
Mice
S. pneumoniae
Resumo em inglês
Moderate aerobic exercise training has been recognized as an important stimulator of the immune system, but its effect on bacterial infection has not been extensively studied. Our aim was to determine whether moderate aerobic exercise training prior to S. pneumoniae infection influences pulmonary inflammatory responses. BALB/c mice were divided into 4 groups: Control (sedentary without infection); S. pneumoniae (sedentary with infection); Exercise (aerobic training without infection); Exercise + S. pneumoniae (aerobic training with infection). Animals underwent aerobic exercise training for 4 weeks. 72 h after last exercise training, animals received a challenge with S. pneumoniae (strain M10) and were evaluated either 12 h (acute phase) or 10 days (late phase) after instillation. In acute phase, S. pneumoniae group had an increase in respiratory system resistance and elastance; number of total cells, neutrophils, lymphocytes and macrophages in bronchoalveolar lavage fluid (BAL); polymorphonuclear cells in lung parenchyma; and levels of TNF-alfa and IL-1beta in lung homogenates. Exercise training significantly attenuated the increase in all of these parameters. In addition, exercise induced an increase in expression of antioxidant enzymes (CuZnSOD and MnSOD) in lungs. In late phase, Exercise + S. pneumoniae group exhibited a reduction in number of total cells and macrophages in BAL, in polymorphonuclear cells in lung parenchyma and in levels of IL-6 in lung homogenates compared to S. pneumoniae group. Our results suggest a protective effect of moderate exercise training against respiratory infection with S. pneumoniae. This effect is most likely secondary to an effect of exercise on oxidant-antioxidant balance
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ClariceRosaOlivo.pdf (1.08 Mbytes)
Data de Publicação
2015-06-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.