• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2008.tde-19062008-172259
Documento
Autor
Nome completo
Nadjanara Dorna Bueno
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Dulley, Frederico Luiz (Presidente)
Chamone, Dalton de Alencar Fischer
Chiattone, Carlos Sérgio
Nicolau, José Eduardo
Yoshinari, Natalino Hajime
Título em português
O transplante de células tronco hematopoéticas alogênico e autogênico na leucemia mielóide aguda em primeira remissão completa: análise de 62 pacientes
Palavras-chave em português
Doença enxerto-hospedeiro/mortalidade
Leucemia mielocítica aguda/mortalidade
Toxicidade de drogas/mortalidade
Transplante autólogo/estatística & dados numéricos
Transplante de células-trono hematopoéticas
Transplante homólogo/estatística & dados numéricos
Resumo em português
O transplante de células tronco hematopoéticas alogênico e autogênico na leucemia mielóide aguda em primeira remissão completa: analise de 62 pacientes. Os pacientes foram submetidos a transplante de células tronco hematopoéticas alogênico e autogênico. Ao final do estudo estavam vivos no alogênico 43,3% e no autogênico 62,5%. Consolidação intensiva teve melhor sobrevida no alogênico. Os pacientes com DECH aguda grau II tiveram melhor sobrevida. Dois pacientes com DECH crônica extensa morreram. Óbito por infecção ocorreu com maior freqüência no alogênico seguido de recidiva. No autogênico a recidiva foi a principal causa de óbito. Morte por toxicidade ocorreu em 47% dos pacientes que foram a óbito no alogênico e em 8,3% no autogênico. Na analise múltipla de Cox a consolidação intensiva e DECH crônica, tiveram significância.
Título em inglês
The allogeneic and autologous hematopoietic stem cell transplantation in acute myeloid leukemia in first complete remission: analyses of 62 patients
Palavras-chave em inglês
Drugs toxicity/mortality
Graft vs host disease/mortality
Hematopoetic stem cell transplantation
Leukemia myelocytic acute/mortality
Transplantation autologous/statistics & numerical data
Transplantation homologous/statistics & numerical data
Resumo em inglês
The allogeneic and autologous hematopoietic stem cell transplantation in acute myeloid leukemia in first complete remission: analyses of 62 patients. The patients were submitted to allogeneic and autologous hematopoietic stem cell transplantation. The end of the study were kept alive in allogeneic 43,3% and in autologous 65,2%. Patient in allogeneic who were consolidated had better survival. Patients with acute GVHD grade II had better survival. Two patients with chronic GVHD in intense, died. Infection was the most frequent dead cause in allogeneic following relapse. In autologous the relapse was the principal cause of death. Toxicity occurred in 47% of patients who died in allogeneic and 8,3% in autologous. In cox multiple analyses intensive consolidation and chronic GVHD had significance.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-06-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.