• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2006.tde-01112006-145205
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda Carbonario
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Marques, Amelia Pasqual (Presidente)
João, Silvia Maria Amado
Pereira, Carlos Alberto de Braganca
Título em português
Efeitos de um programa fisioterapêutico na melhora da sintomatologia e qualidade de vida de pacientes com fibromialgia
Palavras-chave em português
Estimulação elétrica transcutânea do nervo
Fibromialgia/reabilitação
Medição da dor
Qualidade de vida
Questionários
Técnicas de fisioterapia
Resumo em português
Fibromialgia é uma síndrome reumática caracterizada por dor musculoesquelética difusa e crônica, sítios dolorosos específicos à palpação (tender points), freqüentemente associados a fadiga, distúrbios do sono, rigidez matinal, ansiedade, depressão e, em alguns casos, dispnéia. Devido ao quadro doloroso e ao caráter crônico, a síndrome geralmente tem impacto negativo na qualidade de vida dos pacientes. O objetivo do presente estudo foi avaliar a eficácia de um programa fisioterapêutico (16 sessões) composto de orientação educacional, terapia com corrente de estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) e exercícios aeróbicos e de alongamento muscular, sobre a sintomatologia e qualidade de vida de pacientes com fibromialgia. Foram selecionadas 28 mulheres com diagnóstico de fibromialgia originárias do ambulatório da Unidade de Reabilitação do Hospital Geral de Pirajussara da Universidade Federal de São Paulo, que foram submetidas a avaliação antes e após o programa fisioterapêutico. A dor foi avaliada pela escala visual analógica (VAS), questionário de dor de McGill e dolorimetria dos tender points; a flexibilidade, pelo índice terceiro-dedo-solo; e a qualidade de vida, pelos questionários Fibromyalgia Impact Questionnaire (FIQ) e Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (SF-36). As pacientes foram distribuídas em dois grupos (G1 e G2), ambos com 14 indivíduos. Os dois grupos receberam uma sessão educativa e 16 sessões de tratamento com exercícios de alongamento e condicionamento físico; além disso, G2 também recebeu aplicação de TENS em quatro tender points (trapézio e supraespinhoso). Os dados das avaliações foram tratados estatisticamente, com nível de significância p=0,05. A comparação das avaliações inicial e final mostrou que ambos os grupos apresentaram melhora na flexibilidade (diferença estatisticamente significante no índice terceiro-dedo-solo de p=0,00 e 0,04, respectivamente para G1 e G2) e redução da dor, segundo as respostas ao Questionário de McGill (p=0,03 e 0,01, para G1 e G2); G2 também apresentou redução da dor na VAS (p=0,00) e no limiar de dor em dois dos tender points que receberam TENS (trapézio E e supraespinhoso D). Quanto à qualidade de vida, G1 relatou melhora no SF-36 (p=0,02) e G2 no FIQ (p=0,00). Não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos, exceto para o limiar de dor no tender point supraespinhoso E (p=0,02). Conclui-se que o programa fisioterapêutico proposto foi eficaz na redução da dor, melhora da flexibilidade e da qualidade de vida das pacientes, e que a aplicação da TENS pode ter interferido positivamente nos resultados do tratamento. A abordagem educativa e o bom relacionamento terapeuta paciente podem contribuir para mudanças de hábitos das pacientes e torná-las mais ativa no tratamento.
Título em inglês
Physical Therapy effects on the improvement of symptoms and quality of life in fibromyalgia patients
Palavras-chave em inglês
Fibromyalgia/rehabilitation
Pain measurement
Physical therapy modalities
Quality of life
Questionnaires
Transcutaneous electric nerve stimulation
Resumo em inglês
Fibromyalgia is a rheumatic syndrome characterised by diffuse muscle pain, low pain threshold at tender points, and a series of associate symptoms such as fatigue, sleep disturbance, anxiety, morning stiffness, and dyspnea in some cases; due to its being chronic, the constant pain has often a negative impact on patients? quality of life. The aim of the present study is to assess the effectiveness of an eight-week physical therapy program made up of educational guidance, transcutaneous electrical nerve stimulation (TENS), and aerobic and stretch exercises, on to fibromyalgia patients? symptoms and quality of life. Subjects were 28 women with fibromyalgia diagnosed by the Rehabilitation Unity of the Pirajussara General Hospital of the Federal University of São Paulo. They underwent assessment before and after treatment. Pain was evaluated by the Visual Analogical Scale (VAS), the McGill Pain Questionnaire, and by dolorimetry at tender points; flexibility was assessed by means of the fingertip-to-floor test; and quality of life, by the Fibromyalgia Impact Questionnaire (FIQ) and the Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (SF-36). Patients were divided into two groups (G1 and G2), both with 14 subjects each.. Both groups attended an educational session and 16 sessions of stretch and aerobic exercises; besides these, G2 patients also received TENS applications on four tender points (left and right trapezius and supraspinatus). Data collected at initial and final assessments were statistically treated, with significance level set at p=0,05. The comparison between the two assessments shows that both groups presented improved flexibility (with a statistically significant difference of p=0.00 and 0.04 for G1 and G2, respectively, at the fingertip-to-floor test), and pain reduction according to the McGill Questionnaire (p=0.03 and 0.01 for G1 and G2); G2 also indicated pain reduction at the VAS (p=0.00) and at the pain threshold on two treated tender points (L trapezius and R supraspinatus). As to quality of life, G1 reported improvement at the SF-36 (p=0.02) and G2 at the FIQ (p=0.00). No statistically significant differences were found between the two groups, except for the pain threshold on the left supraspinatus tender point (p=0,02). The proposed physical therapy program thus proved effective in reducing patients? pain and improving flexibility and quality of life; TENS application may have had a positive effect on treatment results. The educational approach as well as the good therapist-patient relationship may well contribute to patients changing habits and taking a more active part in their treatment.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
FernandaCarbonario.pdf (325.58 Kbytes)
Data de Publicação
2006-11-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.