• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2008.tde-01062009-110911
Documento
Autor
Nome completo
Debora Galvani
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Barros, Denise Dias (Presidente)
Adorno, Rubens de Camargo Ferreira
Ghirardi, Maria Isabel Garcez
Título em português
Pessoas em situação de rua na cidade de São Paulo: itinerários e estratégias na construção de redes sociais e identidades
Palavras-chave em português
Isolamento social
Pessoas em situação de rua
Redes comunitárias
Terapia ocupacional
Resumo em português
Compreende-se que a população em situação de rua, enquanto grupo social, transita entre zonas de vulnerabilidade e desfiliação conforme definidas por Robert Castel, pois está freqüentemente submetida à ausência de emprego ou a trabalhos temporários e a uma trajetória marcada por rupturas. Em muitos casos, a rede de assistência é o elemento fundamental na sua organização cotidiana. A heterogeneidade deste grupo social constitui uma premissa neste estudo. No interior de tal diversidade, foram identificados grupos e pessoas que pareciam proporcionar referência para a discussão de formas endógenas/internas (e de auto-organização) de superação dessa condição. Assim, meu interesse neste estudo esteve voltado para a compreensão dos processos contrários ao movimento de dissociação social, além de abranger o desenvolvimento de estratégias como a criação de redes sociais e o fortalecimento de identidades. Trata-se de pesquisa etnográfica, envolvendo convívio prolongado com o grupo social estudado e aproximação com seus modos de vida. A coleta de dados foi realizada por doze meses em 2006, com observação de campo, entrevistas e coleta de documentos. Foram realizadas entrevistas com cinco colaboradores e visitas aos seus circuitos e "pedaços" pela cidade. Os critérios para inclusão dos colaboradores da pesquisa foram: estar inserido em programa de moradia; participar de organização política (movimentos sociais específicos); integrar redes de relações de caráter religioso; integrar circuitos ligados a arte e cultura; utilizar serviços da rede assistencial como recurso complementar para organização de seu cotidiano; possuir formas de geração de renda. Além destas dimensões, que sugerem diferentes formas de participação social, foi critério de seleção o colaborador estar ou ter vivido em situação de rua por mais de dois anos. A análise foi realizada em duas perspectivas. Uma refere-se à reconstituição da história de vida de cada colaborador, com o objetivo central de mostrar suas redes de interdependência, as quais transcendem os circuitos assistenciais, e de discutir sua singularidade no processo de construção de identidades capazes de ressignificar e dar historicidade à experiência da situação de rua. Outra perspectiva de análise foi partir da percepção de eixos e temáticas comuns que contribuem para repensar possíveis conexões, propostas assistenciais e outras redes de proximidade, as quais foram trabalhadas nos itens relativos a recurso à assistência social, participação política e educação. Observou-se a construção de movimentos opostos à desfiliação cujos processos significam a construção de identidades diferenciadas que tornam relativo e contextualizado o lugar atribuído à pessoa em situação de rua, geralmente associado a fracassos e à dependência dos serviços. Há, porém, necessidade de se produzir situações preventivas e alternativas coletivas. O estudo das redes sociais dentro do campo da terapia ocupacional social pode contribuir para a construção de ferramentas de leitura e análise socioculturais, assim como para o desenvolvimento de procedimento metodológico no âmbito da ação da terapia ocupacional social, ou seja, intervenção social em que universo cultural e a participação dos usuários sejam eixos-guiasna formulação de projetos pessoais e coletivos.
Título em inglês
Homeless people in the city of São Paulo: routes and strategies in the construction of social nets and identities
Palavras-chave em inglês
Community networks
Homeless persons
Occupational therapy
Social isolation
Resumo em inglês
Homeless population, as social group, transits between vulnerability and disaffiliation zones (as defined by Robert Castel), for it is frequently submitted to unemployment or temporary jobs and a trajectory marked by ruptures. In many cases, the assistance net is the fundamental element in its daily organization. That social group heterogeneity constitutes a premise of this study. Inside such diversity, groups and people were identified as a possibility of reference for the discussion of endogenous/interior (and auto-organizing) ways of overcoming that condition. Therefore, this study focus on comprehending the process opposed to the movement of social dissociation, besides covering the development of such strategies as the creation of social nets and the identity strengthening. This ethnographic research involved extended close acquainting with the study group and their ways of life. Data collection took 12 months in 2006, with field observation, interviews and document collecting. Five collaborators were interviewed, and their city circuits and points were visited. Criteria for including collaborators included to be engaged in a lodging program, to participate in a political organization (specific social movements), to integrate relationship nets of religious character, to integrate circuits linked to art and culture, to use services of the assistance net as complementary resource for the daily organization, and to have ways of income generating. Besides these dimensions, that suggest different social participation forms, another criterion for selecting collaborators was to be or to have been homeless for more than two years. Analysis was conducted under two perspectives. First, with reference to each collaborator life story reconstitution, with the main objective of showing their interdependence nets, which transcend assistance circuits, and discussing its singularity in the constructing process of identities able to re-signify and give historicity to the homeless condition. The other analysis perspective was to start from the perception of common axes and themes the contribute to the rethinking possible connections, assistance propositions and other proximity nets, dealt in items referring social assistance, political participation and education. It was observed the construction of disaffiliation-opposed movements, a process that signify the construction of diversified identities that make relative and contextualize the place attributed to homeless people, normally associated to unsuccessfulness and dependence on official services. Notwithstanding, it is urgent to produce preventive situations and collective wayouts. The study of social nets in occupational therapy field may contribute to the construction of socio-cultural reading and analyzing tools, as well as to the development of methodological procedure in social occupational therapy, that is, social intervention in which cultural universe and user's participation are guidelines for personal and collective projects formulation
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
deboragalvani.pdf (1.99 Mbytes)
Data de Publicação
2009-06-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.