• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2009.tde-09062009-203551
Documento
Autor
Nome completo
Cristina Ferraz Borges Murphy
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Schochat, Eliane (Presidente)
Almeida, Katia de
Carvallo, Renata Mota Mamede de
Russo, Iêda Chaves Pacheco
Scheuer, Claudia Ines
Título em português
Desenvolvimento de software para treinamento auditivo e aplicação em crianças com dislexia
Palavras-chave em português
Criança
Dislexia
Reabilitação
Software
Transtornos da percepção auditiva
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Baseado na hipótese de que os transtornos de leitura possam ser causados por uma alteração no processamento temporal auditivo (PTA), programas de treinamento auditivo computadorizados são utilizados como método de reabilitação em crianças com dislexia. Apesar disso, há controvérsias sobre a influência deste tipo de tratamento nas habilidades de leitura. OBJETIVOS: Desenvolver um programa de treinamento auditivo computadorizado, aplicar e analisar a sua eficácia em crianças com dislexia, por meio da comparação dos desempenhos obtidos em testes de leitura, consciência fonológica e PTA, aplicados antes e após a utilização do programa. MÉTODO: o software desenvolvido apresentou dois jogos contendo estímulos não-verbais e verbais (fala expandida). O treinamento foi conduzido na casa de cada participante durante dois meses, sendo cinco vezes por semana. A eficácia foi analisada por meio de dois estudos. No primeiro, os desempenhos do grupo experimental (treinado) em testes de leitura, consciência fonológica e PTA, aplicados pré e pós-treinamento, foram comparados com o desempenho do grupo controle (não treinado), nos mesmos testes, aplicados no mesmo período. Ambos os grupos foram formados por crianças com dislexia e idades entre 7 e 14 anos, sendo 12 do grupo experimental e 28 do grupo controle. No estudo 2, o desempenho do grupo experimental (18 crianças com dislexia) nos mesmos testes citados no estudo 1, foram comparados em três momentos: dois meses antes do início do treinamento, no início e no final do treinamento. RESULTADOS: No estudo 1, houve melhora significante do grupo experimental, se comparado ao controle, em relação ao desempenho em uma das habilidades de consciência fonológica (Tarefas Silábicas; p=0,044) e em uma das habilidades de PTA (Padrão de Freqüência; 7 a 10 anos de idade p<0,001, 11 a 14 anos de idade p=0,018). No estudo 2, houve melhora significante do grupo experimental, se comparado ao controle, em relação ao desempenho em uma das habilidades de leitura (Leitura de Texto; p<0,001), em uma das habilidades de consciência fonológica (Tarefas Fonêmicas; p<0,001), e em ambas habilidades de PTA (Padrão de Freqüência p<0,001 e Duração p=0,010). CONCLUSÃO: o software mostrou-se eficaz para o treinamento temporal auditivo do grupo, o qual pôde ser comprovado por meio da melhora pós-treinamento, em relação a esta habilidade, na maioria das situações analisadas. Os desempenhos encontrados pós-treinamento, em relação às provas de leitura e consciência fonológica, questionam a hipótese que relaciona o PTA e a leitura, já que a melhora esteve presente apenas para algumas habilidades de leitura e consciência fonológica.
Título em inglês
Development of software for auditory training and application in children with dyslexia
Palavras-chave em inglês
Auditory perceptual disorders
Child
Dyslexia
Rehabilitation
Software
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Based on the hypothesis that reading disorders can be caused by an alteration of the temporal auditory processing (TAP), computadorized auditory training programs are used as a rehabilitation method in children with dyslexia. However, there are some controversies about the influence of this kind of treatment in reading abilities. AIM: to develop and administer a computadorized auditory training program as also as analyze its efficacy in children with dyslexia; through a comparison of the performances obtained in reading, in phonological awareness and in TAP tests conducted before and after the use of the program. METHODS: the software developed presented two games with non-verbal and verbal (expanded speech) stimuli. Training was conducted in each participants home during two months, five times a week. Efficacy was analyzed through two studies. In the first one the performance of the experimental group (trained) in reading, phonological awareness and TAP tests, pre and post-training, was compared with the performance of the control group (non trained) for the same tests conducted in the same period. Both groups were constituted by children with dyslexia with age range between 7 and 14 years old, being 12 of the experimental group and 28 of the control group. In study 2, the performance of the experimental group (18 children with dyslexia) in the same tests conducted in study 1 was compared in three circumstances: Two months before the beginning of treatment, at the beginning of treatment and at the end of treatment. RESULTS: In study 1 there was significant improvement of the experimental group compared to the control group in relation to the performance of one phonological awareness ability (Syllabic Tasks; p=0.044) and in one TAP ability (Frequency pattern; 7 to 10 years old: p<0.001; 11 to 14 years old: p=0.018). In study 2 there was significant improvement of the experimental group, if compared to the control group, in one reading ability (Text Reading; p<0.001), one phonological awareness ability (Phonemic Tasks; p<0.001) and in both TAP abilities (Frequency pattern; p<0.001 and Duration; p=0.010). CONCLUSION: the software showed its efficacy for the auditory temporal training of the group, which was proved by the post-training improvement in this ability for the majority of the situations analyzed. Post-training performances regarding reading and phonological awareness tests put in question the hypothesis that relates TAP and reading, as far as improvement was only showed for some reading and phonological awareness abilities.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-06-30
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • MURPHY, C.F.B., and SCHOCHAT, E.. Effect of Nonlinguistic Auditory Training on Phonological and Reading Skills [doi:10.1159/000316327]. Folia Phoniatrica et Logopaedica [online], 2011, vol. 63, n. 3, p. 147-153.
  • MURPHY, C.F.B., and SCHOCHAT, E.. Generalization of temporal order detection skill learning : two experimental studies of children with dyslexia [doi:10.1590/S0100-879X2010007500016]. Brazilian Journal of Medical and Biological Research [online], 2010, vol. 43, n. 4, p. 359-366.
  • MURPHY, Cristina Ferraz Borges, et al. Análise acústica de características temporais de consoantes no Português Brasileiro [doi:10.1590/S1516-80342009000300004]. Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia [online], 2009, vol. 14, n. 3, p. 300-304.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.