• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2008.tde-31102008-125138
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Matera Veras
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Dolhnikoff, Marisa (Presidente)
Barros, Silvia Berlanga de Moraes
Dagli, Maria Lucia Zaidan
Saldiva, Paulo Hilario Nascimento
Yamada, Aureo Tatsumi
Título em português
Efeitos da poluição do ar da cidade de São Paulo sobre o processo reprodutivo de camundongos com ênfase no desenvolvimento da placenta e cordão umbilical
Palavras-chave em português
Camundongo/crescimento & desenvolvimento
Ciclo estral
Cordão umbilical
Fertilidade
Morfologia
Placenta
Poluição do ar/efeitos adversos
Prenhez
Resumo em português
A poluição do ar é um importante fator ambiental de risco para muitos desfechos gestacionais e reprodutivos negativos. Neste estudo nós investigamos os efeitos da poluição particulada em dois períodos de exposição (antes da concepção e durante a gestação) sobre alguns desfechos reprodutivos e gestacionais em camundongos. Utilizando câmaras de exposição, uma recebendo ar filtrado (F) e outra ar não-filtrado (nF), observamos que as fêmeas expostas ao ar não filtrado apresentaram alterações na duração do ciclo estral, estro persistente e o número de folículos antrais reduziu cerca de 36% (75±35,2, P=0,04) comparado às expostas ao ar filtrado (118,6 ±18,4). Nossos resultados mostram ainda um aumento significativo no tempo necessário para que o acasalamento ocorra, uma diminuição nos índices de fertilidade e gestação (P=0.003) nos casais expostos ao ar não filtrado (nF). A taxa média de perdas pós implantacionais (PPI) está aumentada em 70% (P0,005) no grupo de fêmeas expostas ao ar não filtrado antes e durante a gestação quando comparada ao grupo exposto antes de durante a gestação ao ar filtrado. O peso fetal (PF) é significativamente maior no grupo exposto nos dois períodos ao ar filtrado quando comparado aos demais grupos expostos antes e/ou durante a gestação ao ar não filtrado. O PF e a taxa média de PPI são influenciados tanto pela exposição durante a gestação quanto a exposição que ocorre antes da gestação. A exposição materna prévia a gestação e durante a primeira fase gestacional são críticas para o aumento no risco de baixo peso em camundongos. Nós também verificamos que a exposição ao ar não filtrado está associada a uma redução no volume, calibre e área de superfície dos espaços sanguíneos maternos, a um aumento na área de superfície dos capilares fetais, e na condutância de difusão da placenta. Alterações morfológicas no cordão umbilical também foram encontradas. Este estudo demonstra que a exposição aos níveis ambientais de poluição particulada de origem veicular afeta diferentes funções e estágios do processo reprodutivo. Nossos resultados também indicam que a exposição materna prévia está ligada a desfechos gestacionais negativos mesmo quando a exposição ocorre somente antes da concepção
Título em inglês
Efeitos da poluição do ar da cidade de São Paulo sobre o processo reprodutivo de camundongos com ênfase no desenvolvimento da placenta e cordão umbilical
Palavras-chave em inglês
Air pollution/adverse effects
Estrous cycle
Fertility
Mice/growth & development
Morphology
Placenta
Pregnancy
Umbilical cord
Resumo em inglês
Air pollution is an important environmental health risk factor for many different gestational and reproductive negative outcomes. In this study we have investigated the effects of two different timing of exposure (before conception and during pregnancy) to urban ambient particulate matter on reproductive and pregnancy outcomes in mice. Using exposure chambers receiving filtered (F) and non-filtered (NF) we observed that exposed females presented changes in the length of estrus cycle, extended estrus and antral follicles number declined by 36% (P=0.04) in mice exposed to non filtered air (75±35.2) compared to mice exposed to filtered air(118.6 ±18.4). Our results further indicate a significant increase in time necessary to mating and decreased fertility and pregnancy indices (P=0.003) in NF couples. Mean postimplantation loss (PIL) rate was increased by 70% (P0.005) in the group exposed before and during pregnancy to non-filtered air when compared to the group exposed before and during pregnancy to filtered air. Fetal weight (FW) was significantly higher in group exposed during both periods to filtered air when compared to other groups exposed before and/or during pregnancy to non filtered air. FW and PIL mean rate were influenced by both pre-gestational (p<0.01) and gestational (p<0.01) period exposure. Maternal pre-gestational and the first stage of pregnancy exposure are critical to increased risk for low birth weight in mice. We also found that gestational exposure to non-filtered air was associated with reduced volumes, calibres and surface areas of maternal blood spaces and with greater fetal capillary surfaces and diffusive conductances of the placenta. Umbilical cord morphology was also altered. This study demonstrated that exposure to ambient levels of urban traffic generated particulate matter negatively affects different functions and stages of the reproductive process. Our results also indicate that maternal exposure to air pollution is linked to negative pregnancy outcomes even if maternal exposure occurs only before conception
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MarianaMVeras.pdf (2.80 Mbytes)
Data de Publicação
2008-11-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.