• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2012.tde-28022013-145505
Documento
Autor
Nome completo
Maria Carolina Madeira Benini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Cohen, Claudio (Presidente)
Hegenberg, Mauro
Marin, Isabel da Silva Kahn
Título em português
Categorias das atuações incestuosas: funcionamento familair e psicanálise
Palavras-chave em português
Incesto
Psicanálise
Psicoterapia de grupo
Terapia familiar
Violência sexual
Resumo em português
Atualmente há uma grande mobilização social envolvendo a questão do abuso sexual, tamanha a ocorrência deste fenômeno. A OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que entre 7-36% de meninas e 3-29% de meninos já sofreram abuso sexual em algum momento de sua vida. No entanto, muitos dos casos de abuso sexual acabam não sendo revelados e notificados, agravando a situação por não ter a possibilidade de obter tratamento para os envolvidos. O incesto, abuso sexual que ocorre dentro da família, é um tipo de violência sexual que apresenta uma dinâmica específica, que não somente a violência envolvendo seus participantes. O presente trabalho se apoia na visão psicanalítica para a compreensão das características desta dinâmica familiar, pois a trama incestuosa indica que houve uma falha na estruturação mental de todos os participantes, demarcando uma leitura intra/intersubjetiva e relacional para além de um estigma agressor e uma vítima. Objetivos do trabalho: refletir acerca de categorias de funcionamento psíquico destas famílias, que serão vislumbrados dentro do eixo psicanalítico e analisados a partir de dados apreendidos em entrevistas de triagens obtidas em uma instituição que oferece tratamento para tal população e frente a um questionário elaborado, cujo produto foi a construção de um inventário para detecção de atuação incestuosa
Título em inglês
Categories of incestuous actions: family dynamics and psychoanalysis
Palavras-chave em inglês
Family therapy
Group psychotherapy
Incest
Psychoanalysis
Sexual violence
Resumo em inglês
Currently there is a great social mobilization involving the issue of sexual abuse, because of the phenomenon occurrence. WHO (World Health Organization) estimates that between 7-36% and 3-29% of girls and boys have already been sexually abused at some point in their lives. However, many cases of sexual abuse do not end up being revealed and reported, aggravating the situation by not having opportunity for treatment of those involved. Incest, sexual abuse that occurs within the family is a type of sexual violence and has a specific dynamic that not only has violence with the participants. This work is based on psychoanalytic view in order to understand the characteristics of incestuous family dynamics, wich the incestuous abuse indicates that there was a flaw in the mental structure of all members, marking a intra/inter subjective and relational as well beyond an aggressor/victim stigma. Goals of work: to reflect on these categories of mental functioning families, contemplated within the psychoanalytic theory and analysed data from an institutions archives that provides treatment for this population and compared to a questionnaire, wich product will be used to create an Inventory for detection of an incestuous activity
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-03-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.