• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2011.tde-24052011-153742
Documento
Autor
Nome completo
Angela Batista Gomes dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Mauad, Thais (Presidente)
Bernardi, Fabiola Del Carlo
Fernandes, Ana Luisa Godoy
Título em português
Perfil celular do tecido pulmonar em crianças de até dois anos: um estudo em autópsias
Palavras-chave em português
Autópsia
Células dendríticas
Lactante
Linfócitos
Mastócitos
Pulmão
Resumo em português
Introdução: Doenças pulmonares ou infecções que ocorrem no início da vida podem ter permanente impacto na vida adulta. Pouco se sabe sobre o perfil de células do sistema imunológico em pulmões de crianças lactentes. Objetivo: Descrever o perfil de células do sistema imunológico no pulmão de lactentes sem doença pulmonar. Métodos: Amostras de pulmões histologicamente normais, obtidas através de autópsia de dez crianças que morreram de causas acidentais ou de doenças não pulmonares, foram marcadas por anticorpos contra linfócitos B e T, macrófagos, células NK (natural Killer), células citotóxicas, células dendríticas e mastócitos. As células foram quantificadas no epitélio, na camada interna, na camada externa das vias aéreas e nos septos alveolares. Membrana basal e septos alveolares foram medidos através de análise de imagem. Resultados expressos em células/mm de membrana basal epitelial brônquica ou alveolar. Resultados: A mediana das idades foi 2,5 meses (1-730 dias). Os resultados mostraram que a camada interna apresentou pequena densidade celular. No epitélio da via aérea e no parênquima houve predominância de células que estão relacionadas com a imunidade inata, tais como: CD56+, Granzyme + e CD68+. A camada externa e o parênquima alveolar apresentaram a maior densidade celular. Poucas células T CD4+ e células dendríticas foram encontradas na maioria dos compartimentos do pulmão. Conclusão: Há uma compartimentalização de células relacionadas com o sistema imunológico ao longo da via aérea e parênquima dos pulmões das crianças estudadas. Esta configuração pode estar relacionada com o desenvolvimento dos mecanismos de defesa da imunidade inata e da imunidade adquirida. Este conhecimento é importante para entender os mecanismos da imunocompetência pós-natal dos pulmões
Título em inglês
Cellular profile of lung tissue in children under two years: a study of autopsy
Palavras-chave em inglês
Autopsy
Dendritic cells
Infants
Lung
Lymphocytes
Mast cells
Resumo em inglês
Introduction: Pulmonary diseases or infections occurring early in life may have a permanent impact in adulthood. Little is known about the normal immune cell profile in the lungs of infants. Objective: To describe the immune cell profile of infants without lung disease. Methods: Histologically normal lung samples obtained at autopsy of ten infants that died either due to incidental or inflicted causes or non-pulmonary diseases were stained for antibodies against B and T lymphocytes, macrophages, NK cells, cytotoxic cells, dendritic cells and mast cells. Cells were quantified in the airway epithelial layer, inner layer, outer layer and alveolar septa. Basement membrane or alveolar septa lengths were assessed by image analysis. Results are expressed as cells/mm. Results: The median age of patients was 2.5 months and ranged from 1- 730 days. The inner layer of the airways was the region with the smallest density of cells. There was a predominance of cells related to the innate immunity such as CD56+, Granzyme B+ and CD68+ cells in the epithelial layer and alveolar parenchyma. The outer layer and the lung parenchyma presented the highest cellular density. There were very few CD4+ T cells or dendritic cells in most of the lung compartments. Conclusions: There was a compartmentalization of immune cells along airways and parenchyma in infants, which may be related to the development of innate and acquired lung defense mechanisms. This knowledge is important to understand mechanisms of postnatal immune competence of the lungs
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-05-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.