• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2006.tde-23112006-104002
Documento
Autor
Nome completo
Jeronimo Rafael Skau
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Araujo, Rubens Corrêa (Presidente)
Mochizuki, Luis
Pedrinelli, André
Título em português
Avaliação do comportamento mecânico dos músculos do quadril em amputados transfemorais
Palavras-chave em português
Amputação/reabilitação
Amputados
Articulação do quadril
Biomecânica/instrumentação
Fêmur
Torque
Resumo em português
Introdução: O amputado transfemoral apresenta alterações anatômicas e funcionais importantes que se manifestam na marcha e nas atividades diárias. Apesar do lado envolvido na amputação apresentar menor força, não se sabe ao certo se há alguma posição angular ou velocidade angular específica em que isso ocorre, o tipo de contração muscular mais acometido e, além disso, se o lado não envolvido na amputação, também, possui variações da força muscular. Objetivos: Avaliar o torque e trabalho nos músculos do quadril através da dinamometria isocinética nos amputados transfemorais, em contrações isométricas, concêntricas e excêntricas dos músculos do quadril dos amputados transfemorais e comparar estes valores com o lado não envolvido pela amputação e grupo controle. Casuística e Método: A característica do estudo é do tipo transversal, no qual 23 sujeitos do sexo masculino, sedentários, foram divididos em dois grupos. O grupo controle foi constituído de 13 sujeitos com média de idade de 27,2 ± 7,6 anos, massa corporal de 69,7 ± 9,9 kg, e estatura de 1,74 ± 0,05 m. O grupo de amputados foi constituído de 10 (dez) sujeitos amputados transfemorais, com 37,7 ± 12,5 anos de idade, massa corporal de 63,9 ± 7,5 kg e estatura média de 1,70 ± 0,09 m. O dinamômetro isocinético Biodex modelo System 3 Pro foi utilizado para as coletas dos dados isométricos e dos movimentos isocinéticos, tanto para contração muscular concêntrica quanto para contração excêntrica. As posições angulares foram de 0º,10º, 20º e 30 º de abdução do quadril, para os grupos adutores e abdutores, e 0º, 30º, 60º e 90º para os grupos flexores e extensores. As contrações concêntricas e excêntricas foram avaliadas nas velocidades angulares de 30º/s, 90º/s e 150º/s. Resultados: O grupo amputado apresentou reduções significativas do torque e trabalho no lado envolvido nas contrações isométricas, principalmente nas posições de maior grau de alongamento muscular. Os achados das contrações concêntricas e excêntricas mostraram que o lado envolvido e não envolvido têm menores torque que o grupo controle, principalmente em maior velocidade. O grupo adutor do quadril tem importante diminuição de força em ambos os lados no amputado. Interessantemente, o torque e trabalho dos músculos extensores do quadril, nos amputados, em ambos os lados, foram maiores que o grupo controle, o que indicar uma adaptação dos músculos ao uso da prótese. A variável trabalho pode ser importante para revelar as condições musculares desta população. Conclusão: Os achados do presente estudo mostraram que os amputados transfemorais têm alterações no torque e trabalho mecânico gerados pelos músculos do quadril, no lado envolvido e não envolvido, dependendo da velocidade angular e da posição da articulação.
Título em inglês
Evaluation of the hip muscles mechanical behavior in transfemoral amputees
Palavras-chave em inglês
Amputation/rehabilitation
Amputees
Biomechanics/instrumentation
Femur
Hip joint
Torque
Resumo em inglês
Introduction Amputation at the transfemoral level leads to anatomical and functional adaptations that change the gate pattern and influences daily-life activities. It is well known that the side of the amputation presents lower force. However, it is not known if there is a specific angular position or angular velocity in that the force is even lower. Moreover, how amputation affects the type of muscular contraction and the force generated in the contralateral side needs further investigation. Objectives: to investigate torque and mechanical work generated by hip muscles in transfemoral amputees subjects during concentric and eccentric isometric contractions. Furthermore, to compare these parameters with the non-involved side and a control non-amputee group. Methods: Thirteen subjects (mean age ±SD, 27,2 ± 7,6 years, mean height ± SD, 1,74 ± 0,05 cm, mean weight 69,7 ± 9,9 kg) in the control group and ten (mean age ±SD, 37,7 ± 12,5 years, mean height ± SD, 1,70 ± 0,09 cm, mean weight 63,9 ± 7,5 kg) in the amputee group participated in the study. A dynamometer Biodex System 3 Pro was used to measure torque and mechanical work in four (0º, 10º, 20º e 30) hip abduction positions during hip abduction and adduction efforts, and four (0º, 30º, 60º e 90) hip abduction positions during hip flexion and extension. Concentric and eccentric contractions were evaluated during 30º/s, 90º/s and 150º/s. Results: The amputee group presented significant reduction in the isometric torque generated in the ipsilateral side, mainly when the muscle was further stretched. For concentric and eccentric contractions, in high angular velocity, the control group presented significantly higher torque values when compared with the both sides of the amputee group. Interestingly, the torque and mechanical work generated by the amputee group, in both sides, were significantly higher compared with the control group. Mechanical work might be an important parameter to understand muscular conditions in the amputee population. Conclusion: The present study showed that transfemoral amputees have alterations in hip muscles torque and mechanical work generation, in the involved and uninvolved side, according to the joint position and angular velocity.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Jeronimorskau.pdf (1.24 Mbytes)
Data de Publicação
2006-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.