• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2012.tde-22012013-152122
Documento
Autor
Nome completo
Patricia Cruz Furtado de Melo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Malbergier, André (Presidente)
Amaral, Ricardo Abrantes do
Jungerman, Flávia Serebrenic
Título em português
Avaliação da percepção de profissionais de saúde sobre maconha
Palavras-chave em português
Maconha
Percepção
Profissionais de saúde
Questionário
Saúde mental
Resumo em português
Este estudo teve como objetivo comparar padrões de percepções e de conhecimento sobre maconha em profissionais da área da saúde mental (psiquiatras, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais e enfermeiros) em três instituições de diferentes perfis: Hospital Nossa Senhora de Fátima (Hospital filantrópico filiado ao SUS), CAPS-AD (Serviço especializado no atendimento de álcool e drogas do SUS) e Hospital das Clinicas - Instituto de Psiquiatria (Serviço acadêmico e assistencial). Setenta profissionais foram avaliados através de um questionário elaborado pelos pesquisadores composto de trinta e uma afirmativas. Dentre os resultados obtidos, observou-se que os psiquiatras tendem a discordar mais que os outros profissionais quanto à necessidade de tratamento para uso de maconha e que a maconha traz prejuízos cognitivos. Os profissionais do hospital Nossa Senhora de Fátima apresentaram uma percepção mais a favor da proibição da maconha e valorizam mais os possíveis prejuízos associados ao uso comparados aos profissionais das outras duas instituições. Conclui-se que a percepção dos profissionais varia de acordo com a profissão e local de trabalho.
Título em inglês
Evaluation of the perception of health care professionals about marijuana
Palavras-chave em inglês
Health professionals
Marijuana
Mental health
Perception
Survey
Resumo em inglês
The aim of this study was to compare mental health professionals - psychiatrists, psychologists, social workers, occupational therapists and nurses - perception and knowledge standards on marijuana in three institutions with different profiles: Nossa Senhora de Fátima Hospital (Philanthropic Hospital affiliated to SUS), CAPS-AD (service specialized on treating drugs and alcohol dependents - SUS) and the Institute of Psychiatry at the Clinics Hospital (academic and assistance service). Seventy professionals were evaluated through questionnaire developed by the researchers that contains thirty one affirmatives. As part of the results, it was noticeable that the psychiatrists disagreed more often than other health professionals on the need to treat marijuana use and the idea that it causes cognitive damages. The professionals at Nossa Senhora de Fátima Hospital were more in favor of the prohibition of marijuana use and value more the possible damages associated with its use when compared to professionals of the other two institutions. The conclusion is that the perception may vary according to the profession and work place.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-01-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.