• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2005.tde-19102005-105311
Documento
Autor
Nome completo
Marcia Perez Resende Oliveros
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Lopez, Luis Fernandez (Presidente)
Diaz, Ricardo Sobhie
Durigon, Edison Luiz
Título em português
"Prevalência e covariação de mutações relacionadas à resistência aos inibidores de protease no subtipo F do HIV-1"
Palavras-chave em português
BASES DE DADOS
INIBIDORES DE PROTEASE HIV
MUTAÇÃO
POLIMORFISMO (GENÉTICA)
PREVALÊNCIA
Resumo em português
Cada subtipo de HIV-1 tem um padrão mutacional próprio. Dados sobre mutações de resistência aos antiretrovirais foram obtidos com o subtipo B, primeiro em prevalência no Brasil. O segundo em algumas regiões é o subtipo F. Foram analisados padrões mutacionais em seqüências brasileiras de protease do subtipo F e levantou as seqüências deste subtipo disponíveis na base de dados de Stanford. A análise de dois grupos de seqüências (pacientes não tratados e tratados com inibidores de protease) mostrou 19 mutações associadas ao tratamento comuns ao subtipo B e 17 duplas de mutações associadas ao tratamento que diferem das descritas para o subtipo B, indicando a necessidade de estudos sobre rotas mutacionais no subtipo F.
Título em inglês
Prevalence and covariation of protease inhibitor resistance related mutations of HIV type 1 subtype F
Palavras-chave em inglês
DATABASES
MUTATION
POLYMORFISM (GENETICS)
PREVALENCE
PROTEASE INHIBITORS
Resumo em inglês
Each HIV-1 subtype has a specific mutation pattern. Data on HIV-1 antiretroviral resistance mutations were obtained with subtype B, the first in prevalence in Brazil. The second in some regions is subtype F. Mutation patterns of Brazilian subtype F protease sequences were analyzed and performed a research of the sequences of Stanford Database. The analysis of two groups of sequences (untreated and treated patients with protease inhibitors) showed 19 treatment associated mutations also common in subtype B and 17 combinations of statistically treatment associated mutations that were quite different to those described for subtype B, indicating the need of studies to evaluate specific mutation pathways of subtype F.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
capamarciaproliveros.pdf (137.14 Kbytes)
marciaproliveros.pdf (2.16 Mbytes)
Data de Publicação
2005-10-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.