• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Jôse Mara de Brito
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Rivero, Dolores Helena Rodriguez Ferreira (Presidente)
Assunção, João Vicente de
Braga, Alfésio Luis Ferreira
Título em português
Toxicidade cardiovascular e inflamatória aguda induzida pela inalação de partículas dos combustíveis diesel e biodiesel
Palavras-chave em português
Biodiesel
Diesel
Emissões de veículos
Inflamação
Poluentes do ar
Sistema cardiovascular
Resumo em português
Introdução: A análise das emissões dos combustíveis é de crucial importância para o entendimento da patogênese da morbi-mortalidade ocasionada pela poluição do ar. Objetivos: Analisar as emissões do combustível diesel e biodiesel (B50 e B100) sobre a toxicidade cardiovascular. Métodos: Camundongos Balb/C foram expostos a queima do diesel e/ou biodiesel durante uma hora. Os registros da freqüência cardíaca (FC), variabilidade da freqüência cardíaca (VFC) e da pressão arterial (PA) foram obtidas no tempo pré, 30 e 60 minutos após a exposição. Após 24 horas foram coletados o LBA, o sangue e a medula óssea para avaliar a inflamação pulmonar e sistêmica. Resultados: A queima do B100 reduziu as emissões da massa, fuligem, metais, CO, HPAs comparado as emissões do diesel e B50; ECG: RMSSD aumentou no grupo diesel (p < 0.05) comparado ao grupo controle, a BF aumentou no grupo diesel (p < 0.01) e B100 (p < 0.05) comparado ao grupo controle, a FC aumentou no grupo B100 (p < 0.05) comparado ao controle; sangue: o VCM aumentou no grupo B100 comparado aos grupos diesel (p < 0.01), B50 e controle (p < 0.001), o CHCM diminuiu no grupo B100 comparado aos grupos B50 (p < 0.001) e controle (p < 0.05), leucócitos aumentaram no grupo B50 comparado ao grupo diesel (p < 0.05), as plaquetas aumentaram no grupo B100 comparado aos grupos diesel e controle (p < 0.05), os reticulócitos aumentaram no grupo B50 comparado aos grupos diesel, controle (p < 0.01) e B100 (p < 0.05); medula óssea: os metamielócitos aumentaram nos grupos B50 e B100 comparado ao grupo diesel (p < 0.05); BAL: os neutrófilos aumentaram no grupo diesel e B50 comparado ao grupo controle (p < 0.05), os macrófagos aumentaram no grupo diesel (p < 0.01), B50 e B100 (p < 0.05) comparado ao grupo controle. Conclusão: O combustível biodiesel demonstrou ser tão tóxico quanto o diesel, promovendo um desequilíbrio no sistema nervoso autônomo, inflamação pulmonar e sistêmica
Título em inglês
Acute cardiovascular and inflammatory toxicity induced by particles inhalation from diesel and biodiesel fuels
Palavras-chave em inglês
Air pollutants
Biodiesel
Cardiovascular system
Diesel
Inflammation
Vehicle emissions
Resumo em inglês
Background: Analysis of fuels emissions is crucial for understanding the pathogenesis of mortality due air pollution. Objectives: To assess cardiovascular toxicity of diesel and biodiesel (50 and 100%) particles. Methods: Mice were exposed to diesel or biodiesel during one hour, heart rate (HR), heart rate variability (HRV) and blood pressure (BP) were obtained immediately before, 30 and 60 minutes after exposure. After 24 hours: BAL, blood and bone marrow to evaluated inflammation were collected. Results: B100 decrease the emissions of mass, BC, inorganic, CO, PAHs and VOCs compared to B50 and diesel. ECG: RMSSD increased on diesel (p < 0.05) compared to control group; LF increased on diesel (p < 0.01) and B100 (p < 0.05) compared to control group; FC increased on B100 (p < 0.05) compared to control group. Blood: MCV increased on B100 compared to diesel (p < 0.01), B50 and control groups (p < 0.001), MCHC decreased on B100 compared to B50 (p < 0.001) and control groups (p < 0.05). Leucocytes increased on B50 compared to diesel group (p < 0.05); platelets increased on B100 compared to diesel and control groups (p < 0.05); reticulocytes increased on B50 compared to diesel, control (p < 0.01) and B100 groups (p < 0.05); Metamyelocites increased on B50 and B100 compared to diesel group (p < 0.05); BAL: Neutrophyls increased on diesel and B50 compared to control group (p < 0.05); macrophages increased on diesel (p < 0.01), B50 and B100 (p < 0.05) compared to control group. Conclusions: Biodiesel was more toxic than diesel because promoted pulmonary inflammation, bone marrow activation, increase of platelets and imbalance of the autonomic nervous system
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
JoseMaraBrito.pdf (1.50 Mbytes)
Data de Publicação
2010-05-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.